Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Nove tendências que vão nortear o setor de panificação e doces no mundo pós-pandemia
| Foto: Leticia Akemi/AGP/Gazeta do Povo

Assim como no setor de bares e restaurantes, estabelecimentos que trabalham com panificação e doces também viram seus negócios mudarem no último ano. Um dos fatores principais foi o modo de compra: 44% dos brasileiros, segundo estudo Taste Tomorrow 2021 encomendado pela Puratos, que se debruça nas tendências no ramo de pães, confeitaria e chocolate, compraram pães on-line. Em 2018, esse porcentual era de apenas 26%. O mesmo aconteceu com bolos: 54% a 32%.

Mais tempo em casa alterou, além do hábito de compra, o de cozinhar: a pesquisa revela que as pessoas estão fazendo mais bolos em casa: 29% afirmaram que assam um bolo a cada duas semanas. Outro comportamento detectado foi a compra de monoporção em confeitarias, que saiu de 28% em 2018 para 41% em 2021, indicando um caminho das novas necessidades do consumidor.

A pesquisa aponta ainda nove tendências que surgiram ou se intensificaram na pandemia e que devem nortear o setor pelos próximos anos. Confira:

1- Sabor e preço

O sabor é o aspecto mais apontado pelos consumidores quando se trata de consumir pães, doces ou chocolates, e há um desejo de ser surpreendido por novas combinações. O preço é outro fator determinante, e que se intensificou no período da pandemia, de acordo com o Taste Tomorrow.

2- Saúde e higiene

Com a pandemia cresceu a preocupação geral com a higiene dos espaços, algo que se estende para as cozinhas dos estabelecimentos. A saúde também: investir em ingredientes que sejam conhecidamente benéficos e gerem ganhos com aumento da imunidade também é uma medida interessante para se inserir nos produtos.

3- Frescor

A procura por produtos mais "caseiros"cresceu na pandemia e continuará: "desempacotar"demais é algo que deixou as pessoas desconfortáveis, fala o estudo. Receitas mais frescas e que duram por períodos curtos ficaram e ficarão mais populares.

4 - Artesanal

Mostrar que o seu produto carrega alguma tradição (como uma receita de família) é algo primordial. Segundo a pesquisa, os consumidores estão mais dispostos a pagar mais por pelo artesanal, e para uma pessoa que eles conheçam.

5- Hiper-pessoal

Consumidores hoje vêm como uma forma de expressão profissionais que se dedicam à panificação, confeitaria ou chocolate. Por isso, é importante gerar essa aproximação com o cliente, aumentar a presença nas redes sociais e mostrar os processos envolvidos na cozinha.

6 - Experiência é tudo

"Se o sabor é o rei, a experiência é a rainha", fala o estudo da Taste Tomorrow. Isso vai além da cozinha e envolve todo o ato de comer. Esse processo interessa mais do que nunca aos clientes, que buscam ser surpreendidos.

7- Transparência

Ler as informações e ingredientes nas embalagens se tornou um hábito. Logo, é importante deixar esses pontos claros (como informações nutricionais) para o consumidor.

8 - Ética

Um estilo de vida mais ético em todos os níveis – onde se conhece a procedência de produtos, por exemplo – é um comportamento que será crescente, aponta a Taste. Produtos locais, por exemplo, são considerados mais confiáveis.

9- Conveniência extrema

Com um estilo de vida cada dia mais atribulado, os clientes buscam vez facilidade. Investir em maneiras simples e rápidas de realizar um pedido é essencial, e deve ser adotada pelos negócios. Sistemas digitais são os mais indicados, segundo o levantamento.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]