Plantão

Curitiba

Food trucks terão até 50 locais públicos para funcionamento

Licitação definirá quais caminhões vão ocupar cada um dos espaços em Curitiba; processo deve ocorrer em até 90 dias

por Daniel Batistella, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 10/07/2015 às 15h
Compartilhe
O Sugar to Go foi um dos trucks mais procurados: vendeu dois mil doces durante o Parada Truck. Foto: Paulo Lisbôa/Gazeta do Povo

Foto: Paulo Lisbôa/Gazeta do Povo

Entre 30 e 50. Esse será o número de locais públicos que a Prefeitura de Curitiba disponibilizará para o funcionamento dos food trucks, que teve o decreto que permite a sua operação assinado pelo prefeito Gustavo Fruet na quarta-feira (8).

Segundo Reginaldo Cordeiro, secretário de Urbanismo de Curitiba, os espaços – parques e praças, dificilmente vias públicas – escolhidos serão definidos após avaliação do Setran e da Secretaria do Meio Ambiente. Cada local poderá receber de um até quatro food trucks. Eles irão concorrer por meio de um processo de licitação que se dará por lances a partir de um valor mínimo até que se tenha um vencedor. Isto deve ocorrer no máximo em 90 dias, contados desde a data de assinatura do decreto.

>>> Veja como funciona a lei dos food trucks em Curitiba

>>> Empresários explicam custos e lucros dos food trucks

>>> Gustavo Fruet assina decreto que regulamenta food trucks em Curitiba

Sobre o horário de funcionamento dos caminhões, o secretário disse que se dará em dois períodos: das 11h às 15h e das 18h às 22h, sendo de modo rotativo, ou seja, o mesmo caminhão não poderá permanecer em ambos os intervalos de horário no mesmo local.

Serão permitidos no máximo dois caminhões por CNPJ. Além disso, os food trucks poderão operar em locais distintos, desde que não possuam o mesmo potencial de visitação. A classificação desse potencial ainda será definida por uma comissão da Prefeitura.

Compartilhe

8 recomendações para você