Eventos

Evento

Gastronomia paranaense é homenageada em Tiradentes

O Estado foi um dos destaques do 16.º Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes no último fim de semana. Evento segue até o dia 1ª de setembro na cidade história mineira

por Gilson Garrett Jr. Publicado em 28/08/2013 às 18h
Compartilhe

Festival de rua

Os dias com muito sol e sem chuva ajudaram a levar quase 15 mil pessoas para as ruas centrais da cidade história de Tiradentes, no último fim de semana. Nas duas praças principais – distantes duas quadras – estavam desde grandes expositores, como os cafés Nespresso, até os chefs locais com porções degustação da nova gastronomia mineira.



Em mesas comunitárias, o público conhecia ingredientes locais, como a aveludada folha da planta chama peixinho que estava em um dos preparos. Para harmonizar, artistas locais e nacionais se revezavam em apresentações que começavam perto da hora do almoço e só paravam perto da madrugada.



Nas duas praças também estavam montadas tendas com feira de produtos orgânicos, degustações e aulas-show. Em hotéis próximos, chefs renomados davam palestras e revelavam suas principais técnicas de preparo.

Expedição Brasil Gastronômico

Os estados brasileiros escolhidos para serem homenageados durante o festival são fruto da 2.ª Expedição Brasil Gastronômico 2013. O objetivo da viagem foi conhecer produtores locais e mostrar como os insumos são transformados na culinária regional.



No total, foram percorridos 18 mil quilômetros em seis estado no começo de 2013. Passaram pelo Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Bahia, Distrito Federal e São Paulo. “É a primeira vez que foi feita uma expedição mostrando toda a cadeia de produção dos insumos até chegar ao restaurante,” diz um dos organizadores do livro, Rodrigo Ferraz.



Como resultado desta viagem será editado um livro contando toda a história dos produtores de cada local e dos chefs que utilizam esses insumos. A obra deve ser publicada em 2014. A primeira edição, que percorreu Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Amazonas foi editada e vai ser vendida nesse segundo semestre de 2013 por R$ 100 em várias livrarias do Brasil.

Divulgação
Tereza Paim, da Bahia, e Celso Freire, do Paraná, fizeram um jantar a quatro mãos no último sábado, em Tiradentes
import
Festival de rua
import
Expedição Brasil Gastronômico

Os sabores paranaenses invadiram a cidade de Tiradentes, em Minas Gerais, onde o Estado é um dos homenageados no 16.º Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes, ao lado das culinárias mato-grossense, gaúcha e baiana, entre outras. No último fim de semana, o chef
Celso Freire realizou palestra sobre o movimento Gastronomia Responsável (que prega a conservação de recursos naturais na alta cozinha) e cozinhou ao lado da chef baiana Tereza Paim, em uma das ações do evento.

O Festival de Tiradentes, um dos mais importantes do país, começou no dia 23 de agosto e vai até o dia 1º de setembro também com espetáculos de música e arte. A programação artística tem 84 atrações gratuitas, entre shows e peças de teatro. No segmento da gastronomia, há debates, cursos, workshops e degustações. Até agora passaram pelas ruas da cidade histórica mineira 15 mil pessoas.

O chef paranaense foi um dos convidados para o “Festim”, uma mostra de sabores dos estados homenageados que acontece nos fins de semana. No sábado (24), Freire fez uma dobradinha com a chef baiana Tereza Paim (Casa de Tereza – Salvador). A dupla preparou um jantar harmonizado com as principais características da culinária de cada um.

No menu, uma harmonia entre a gastronomia clássica francesa de Freire com a típica baiana de Teresa. No total, foram seis pratos entre entrada, prato principal e sobremesa — que eram servidos um em seguida do outro. O casamento dos sabores foi ao acaso, como explica a chef baiana. “Quando mandei a sugestão de cardápio para o festival e o Celso também, a organização nos disse como a combinação estava harmônica.”

Na entrada, queijo de cabra defumado na chapa com compota de tomatinhos e pão rústico, de Celso Freire; e a salada mix verdes com mousse de maturi e camarão em calda de gengibre, da chef Tereza Paim. No prato principal, a baiana apresentou o arroz de polvo com farofinha pimenta e cítricos; enquanto o paranaense trouxe influências da culinária alemã com o medalhão de lombo de porto confitado com chucrute e páprica.

Além deles, também fizeram duplas os chefs Ariani Malouf (MT) e Benny Novak (SP); William Chen Yen (DF) e Carla Tellini (RS). Os chefs mineiros Felipe Rameh, Leonardo Paixão e Henrique Gilberto fizeram um jantar para representar o estado que recebe o festival.

Quem estará no próximo fim de semana para apresentar a gastronomia dos países latino-americanos são os chefs Juan Manuel (El Cielo – Colômbia); Fernando Rivarola (El Baqueano – Argentina); Bruno Oteiza e Gerard Bellver (Biko – México); Maurício Acuña (Centro Gastronômico Espai-Epicur – Equador).

Para diretor-geral do evento, Rodrigo Ferraz, o festival é uma oportunidade de conhecer a cultura culinária brasileira e dos vizinhos da América Latina. “Queremos mostrar que gastronomia não é só um chef ou um prato. É algo muito maior. É um valor cultural,” diz ele.

*O jornalista viajou a convite do festival.

* * * * * *

Serviço

16.º Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes. Até 1.º de setembro em Tiradentes Minas Gerais. A programação completa está no site www.gastronomiatiradentes.com.br

Compartilhe

8 recomendações para você