Bebidas

Competição nacional

Após 40 horas de competição, Brasil já tem a melhor barista de 2019

Final foi realizada neste sábado (9) e elegeu os melhores baristas do Brasil para os próximos torneios internacionais de café

por Guilherme Grandi Publicado em 10/02/2019 às 09h
Compartilhe

Após 40 horas de competição, o Campeonato Brasileiro de Barismo 2019 já tem seus vencedores. Na categoria Barista, o 1º lugar ficou com a gaúcha Martha Grill, do Octavio Café (São Paulo – SP). O carioca radicado em Curitiba, Léo Moço, ficou em segundo lugar. Os  vencedores nas outras três categorias foram: Leonardo Correa Ribeiro, do Unique Café (Carmo de Minas – MG), na Latte Art; Gabriel Guimarães do Unique Cafés (São Lourenço – MG), na Coffee in Good Spirirts e  Arthur Malaspina, do Octavio Café (Pedregulho – SP), na Brewers Cup.

O evento começou na quinta-feira (7) com mais de 50 profissionais de todo o país divididos em quatro categorias de avaliação: barista, brewers cup (cafés filtrados), coffee in good spirits (drinques alcoólicos com café) e latte art (desenhos com leite no café).

Os campeões de cada categoria vão representar o Brasil nas competições de Barista e Brewers Cup entre os dias 11 e 14 de abril, em Boston (EUA) e nos mundiais de Latte Art e Coffee in Good Spirits de 8 a 10 de junho em Berlim (Alemanha).

Campeonato barista

Vitor Haubert levou para a competição um grão de origem desconhecida no país. Foto: reprodução / transmissão BSCA.

Além de Léo Moço (Café do Moço), participaram do campeonato os curitibanos Daniel Munari (Supernova Coffee Roasters), Dylan Vinícius Vetter (Café do Moço), Vitor Haubert (Rause Café e Vinho), Priscila Batista de Pinho (ComCoffee), Raíssa Castor (autônoma) e Juliano Lamur (Bunker Motor Coffee). Além dos cascavelenses João Michalski e Jéssica Maciel de Oliveira, do Café du Coin. A competição foi realizada pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) no Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro.

De acordo com Daniel Munari, participar de uma competição como essa é uma grande oportunidade para o barista ter seu trabalho reconhecido pelo mercado e também por outros profissionais. Para ele, há ainda a questão do aprendizado.

“Para poder competir, o barista geralmente tem que estudar muito e desenvolver algo novo para defender no palco. Quem não traz nenhuma novidade fica para trás. A competição ajuda a aprofundar os estudos da profissão”, conta o barista que apresentou um preparo com um misto de duas variedades de cafés fermentados produzidos pela Fazenda Barinas, do Cerrado Mineiro.

>> Leia também: Receitas da Vovó Palmirinha viram sorvete em rede de gelatos

Já o barista Vitor Haubert contou que passou madrugadas treinando para poder participar da competição. Para ele, o mais difícil foi pesquisar as origens do café que apresentou, o Caparaó Amarelo de Minas Gerais.

“Os cafés do Caparaó eram tidos como ruins, por conta da altitude da serra. Até que alguns produtores descobriram que essa variedade amadurece um pouco mais rápido, mas a origem dela se perdeu, ninguém sabe explicar como surgiu”, explica o jovem que foi aluno de Daniel Munari.

Novos projetos

Campeonato barista

Léo Moço apresentou um projeto que vem desenvolvendo desde o ano passado. Foto: reprodução / transmissão BSCA.

O carioca Léo Moço, do premiado Café do Moço, que fica em Curitiba, afirmou que participar de uma competição como essa dá visibilidade a novos projetos desenvolvidos tanto por baristas como produtores. Ele levou um método próprio que começou a ser desenvolvido no ano passado.

“Eu compartilhei com os jurados a melhor experiência da minha vida com cafés, o Sprouting Process, que eu criei junto de outros produtores de todo o Brasil. Esse processo tem como objetivo potencializar o sabor e o aroma do café brasileiro, com uma maior maturação dos grãos pós-colheita”, disse ele durante a apresentação.

Aproveite para conhecer o novo projeto da Nespresso, de boutiques com bar e aulas gratuitas sobre café.

Conheça os vencedores de cada categoria

Barista

1° Martha Grill, do Octavio Café (São Paulo/SP)
2º Leonardo Moço, do Café do Moço (Curitiba/PR)
3º Daniel Munari, do Supernova Coffee Roasters (Curitiba/PR)
4°Thiago Sabino, do Sensory Coffee Roasters (São Paulo/SP)
5°George Charles Gepp, do Borsoi Café Clube (Recife/PE)
6°Vitor Haubert, do Rause Café e Vinho (Curitiba/PR)

Outros participantes:
Dylan Vinícius Vetter, do Café do Moço (Curitiba/PR)
João Michalski, do Café du Coin (Cascavel/PR)
Nickolas Joanny Araújo, da Fazenda Recanto (Machado/MG)
João Marcelo Casarini Vieira, da HM Food Café (São Paulo/SP)
Felipe Bruzzi, do Beco do Café (Rio de Janeiro/RJ)
André Martinelli, da Baden Torrefação (Porto Alegre/RS)
Rodrigo Alexandre da Silva, autônomo (Rio de Janeiro/RJ)
Renan Dantas de Brito, do Um Coffee Academy (São Paulo/SP)
Matheus Rocha, do Casalejo (Juiz de Fora/MG)
Gabriel Guimarães, do Unique Cafés (São Lourenço/MG)
Gabriel Heinerici, do Ás Café Ipanema (Rio de Janeiro/RJ)
João Carlos Leonetti, do Café do Mercado (Porto Alegre/RS)
Luiz Carlos Figueiredo, do Um Coffee Co. (Recife/PE)
Thiago Sabino, do Sensory Coffee Roasters (São Paulo/SP)
Davi Reis, do Soul Café (São Paulo/SP)

Brewers Cup

1ºArthur Malaspina, do Octavio Café (Pedregulho/SP)
2°Leonardo Moço, do Café do Moço (Curitiba/PR)
3°Midori Martins, do Um Coffee Co. (São Paulo/SP)
4°Jéssica Maciel de Oliveira, do Café du Coin (Cascavel/PR)
5°Analice Pereira, do Como em Casa (Manaus/AM)
6°Priscila Batista de Pinho, do ComCoffee (Curitiba/PR)
7° Rafael Pereira Mendes, autônomo (Franca/SP)

Coffee in Good Spirits

1° Gabriel Guimarães, do Unique Cafés (São Lourenço/MG)
2°Juliano Lamur, do Bunker Motor Coffee (Curitiba/PR)
3°Daniel Camara Viana, do Ristretto Café Bar (Brasília/DF)
4°Pedro Paulo Foster, do Curto Café (Rio de Janeiro/RJ)
5°Emerson Nascimento, do Coffee Five (Rio de Janeiro/RJ)
6°Sidnei Bruno Couto Roque, do Café Couto (Niterói/RJ)

Latte Art

1°Leonardo Correa Ribeiro, do Unique Cafés (Carmo de Minas/MG)
2°João Michalski, do Café du Coin (Cascavel/PR)
3°Emerson Nascimento, do Coffee Five (Rio de Janeiro/RJ)
4°George Leonardo de Mesquita, do Folie à Deux Café e Bistrô (Nova Iguaçu/RJ)
5°Nickole Joanny Araújo, da Fazenda Recanto (Machado/MG)

Compartilhe

8 recomendações para você