i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
#BomGourmetNegócios

Plataforma ajuda restaurantes com empréstimos mais rápidos e juros baixos

  • 24/04/2020 14:16
Restaurante fechado
Com restaurantes fechados, empresários relatam dificuldade em contrair empréstimos para financiar o capital de giro.| Foto: Unsplash

Uma plataforma lançada em março deste ano pretende ajudar donos de bares e restaurantes a tomarem empréstimos com juros menores e análises mais rápidas. A ferramenta criada pela startup paulista Suflex reúne em uma única página cinco fintechs (empresas de transações financeiras baseadas no ecossistema virtual) que oferecem crédito e antecipação de recebíveis aos estabelecimentos mais atingidos pelo avanço do novo coronavírus no país.

Na ferramenta é possível simular empréstimos de R$ 1 mil a R$ 500 mil com juros variáveis de 0,85% a até 1,99% dependendo do valor a ser tomado, mais a correção pelo IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado). Toda a análise é feita online pelas fintechs BizCapital, Pontte, Nexoos, Iouu e Weel, com a previsão de mais duas oferecerem os serviços a partir da próxima semana.

João Mendes de Oliveira, cofundador da Suflex, explica que a ideia da ferramenta surgiu após pedidos dos clientes que a startup já tinha ao oferecer soluções de gerenciamento de insumos nas cozinhas dos restaurantes. Com o avanço da pandemia e as regras de isolamento social, os estabelecimentos se viram sem caixa para bancar as despesas -- e com dificuldades em tomar empréstimos para capital de giro junto aos grandes bancos.

"Então pensamos em como conectar os restaurantes a essas fintechs, e mesmo que a resposta seja não, ela vem muito mais rápido do que acontece normalmente", conta.

Como a Suflex faz apenas a intermediação dos empréstimos, não há um levantamento de quantos restaurantes já utilizam a ferramenta.

Modalidades

Os empréstimos podem ser tomados por pessoas físicas e jurídicas em diversas modalidades de operação. As fintechs participantes da iniciativa são financiadas com recursos próprios ou intermedeiam crédito de uma pessoa para outra, modalidade autorizada pelo governo federal no ano passado.

Em uma delas, a BizCapital, não há exigência de garantias reais. Ela oferece empréstimos de R$ 5 mil a R$ 200 mil apenas a empresas, com juros a partir de 1,99% ao mês e prazo de carência e pagamento de 3 a 24 meses.

Outra que não exige garantias reais é a Nexoos, que oferece empréstimos de R$ 15 mil a R$ 550 mil intermediando valores de uma pessoa a outra com juros a partir de R$ 1,14% ao mês e prazo de até 24 meses. A fintech afirma já ter financiado mais de R$ 300 milhões a empresas em dificuldades.

"É a forma que a gente encontrou de ajudar os restaurantes neste momento, já que a maioria deles teve de fechar as portas ou passar a operar apenas com delivery faturando muito menos do que antes", explica Oliveira.

A ferramenta pode ser acessada aqui.

Soluções

Criada em outubro do ano passado para oferecer ferramentas de gerenciamento de insumos na cozinha, a Suflex tem ainda o chef paulista Raphael Despirite como idealizador. Junto de Oliveira, eles criaram um sistema que torna a ficha técnica dos pratos mais ágil e fácil de ser compreendida.

"São serviços oferecidos em forma de módulos que ajudam o restaurante a ter mais visibilidade e controle dentro da cozinha, como validade, rendimento e regulamentações da Anvisa", finaliza.

A startup também lançou um sistema de vouchers de compra antecipada para ajudar os restaurantes a financiarem as operações enquanto estão de portas fechadas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.