Restaurantes

Curitiba

Hamburgueria comandada por americano tem smash burger e pulled pork

No Gringo's você fala inglês, assiste jogos da NFL e come um smash burger sem frescuras

por Patricia Favorito Dorfman, especial para o Bom Gourmet Publicado em 27/09/2018 às 15h
Compartilhe

A rua existe no mapa, mas se você passar rápido não vai perceber. Afinal, a Rua Tomazina, no Ahú, em Curitiba, é fechada e nela há um centro comercial que reúne opções de gastronomia. É ali que você vai poder provar um autêntico smash burger, em que a carne é esmagada na chapa, feito pelo norte-americano Pedro Suarez.

Casado com uma brasileira e filho de emigrantes cubanos, Pedro é fanático por jogos de futebol americano e por burgers. Quando veio para o Brasil, há 10 anos, não encontrou um hambúrguer que fosse como os que comia nas redes dos Estados Unidos. “Não é falar mal, mas não encontrei nada como o que temos lá”, explica. Daí a ideia de abrir a hamburgueria Gringo’s há cerca de um ano.

Asinhas de frango fritas com molho barbecue são o melhor petisco de Curitiba

O Gringo´s serve smash burger feito por um autêntivo americano. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo

O Gringo’s serve smash burger feito por um autêntico americano. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo

Natural de Boston, Pedro cresceu ajudando os pais e os tios no restaurante da família, em Cambridge. A mãe sempre fazia burgers para os churrascos da família e na adolescência, as idas constantes às hamburguerias, como Five Guys e Shake Shak, marcaram o gosto de Pedro pelas carnes e sanduíches. “O que faço no Gringo’s é valorizar a carne. O burger é o mais importante. Precisa ser suculento e saboroso. É o que fazemos aqui”, conta.

O cardápio é enxuto, mas com opções que atendem inclusive aos vegetarianos. O classic (R$ 17) é o carro-chefe da casa. Hambúrguer, queijo prato, alface, tomate e cebola. O básico, mas Pedro conta que para fazer o blend de carnes fez muitas pesquisas e hoje usa dois tipos de carnes, na proporção 80/20 – 80% de carne e 20% de gordura.

O pão escolhido é o macio, “que não interfere no gosto do hambúrguer”, reafirma Pedro, já que a carne e a forma como ela é prensada na chapa muito quente para formar a casquinha externa e a suculência interna são os itens mais importantes. Do Classic para o Double (R$ 26), uma opção para aqueles que dão conta do dobro de carne e muito queijo derretido.

Smash burger ensinado em vídeo

O clássico, com blend de carnes e pão macio. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo

O clássico, com blend de carnes e pão macio. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo

Ainda no cardápio, estampado na parede, ao lado da televisão onde passam os jogos, é possível escolher o Onion BBQ (R$ 19) – com cebola caramelizada e molho barbecue e o BBQ Chicken (R$ 20) – hambúrguer de frango temperado, queijo prato, bacon e molho barbecue.

Também disponível para quem quer variar, é servido o Pulled Pork (R$ 22), pernil temperado com molho especial americano e barbecue. “São mais de sete horas que o pernil fica no forno para depois poder desfiá-lo”, conta Pedro. A receita é típica dos Estados Unidos, mais precisamente da Carolina do Norte, onde o porco é temperado com vinagre de maçã e pimenta vermelha.

Pulled Pork feito ao estilo da Carolina do Norte. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo

Pulled Pork feito ao estilo da Carolina do Norte. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo

Mas, como no grupo de amigos ou mesmo na família há aquele que não curte carne e é adepto do vegetarianismo, o Gringo’s tem o hambúrguer Veggie (R$ 17). Conta o gringo que essa opção tem sido experimentada e aprovada inclusive pelos mais carnívoros, que para não perder a mão acrescentam bacon no sanduíche. “Fiz vários testes para chegar no hambúrguer de feijão preto. Experimentei grão de bico, outros feijões e lentilha. O feijão preto foi o melhor, é também o mais usado nos EUA. Aqui faço bem temperado e segue com queijo prato, alface, tomate, cebola e molho barbecue.”

Temperos e molhos da casa

  • Molhos e temperos exclusivos do Gringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo
  • Pedro Suarez, o gringo do Gringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo
  • Gringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo
  • Molhos e temperos exclusivos do Gringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do PovoMolhos e temperos exclusivos do Gringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo
  • Uma hamburgueria típica norte-americana em Curitiba. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo
  • Coleção pessoal do gringo decoram a casa. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo
  • Cards e muitas referências da cultura norte-americana. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo
  • Pedro Suarez, o gringo do Gringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do PovoPedro Suarez, o gringo do Gringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo
  • Gringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do PovoGringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo

Destaques no Gringo’s, além dos burgers artesanais, são os temperos usados e o molho barbecue. Todos feitos pelo Pedro. “Fui gostando de uma comida mais temperada. Fiz experimentos e criei o tempero que uso nos burgers, inclusive nos de frango e feijão. Em um dos testes, cozinhando para a família, joguei sobre as batatas-fritas e assim nasceu a dirty fries (R$ 8) que servimos com exclusividade.”

Além das batatas temperadas, é possível pedir as onions dirty (R$ 12), que usam o mesmo tempero. Se não der para esperar a próxima visita, é possível levar o tempero para casa, que é preparado com nove condimentos, entre eles páprica, sal, cominho e pimentas. Produzido na casa, o barbecue é um molho adocicado que os americanos costumam colocar em vários alimentos. Na versão Gringo’s leva um pouco mais de pimenta. “Faz bastante sucesso. Vendemos bem o barbecue, os clientes gostam”.

A casa americana do gringo Pedro tem sua coleção de camisas dos times do coração e seus cards de beisebol expostos e decorando o pequeno salão da hamburgueria. “Ficaram anos fechados em caixas até que pudesse expô-los aqui. Afinal, foram 17 anos trabalhando na área de TI até poder encontrar o lugar certo para transformar o hobby em negócio. Sou meio fechado, mas aqui os clientes, que já são amigos, chegam falando inglês, com sua camisa de time, esperando os jogos. Claro que preferencialmente você vai ver um jogo dos times de Boston, mas podemos negociar”, convida Pedro.

Molho barbecue, com receita exclusiva do Gringo´s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo

Molho barbecue, com receita exclusiva do Gringo’s. Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo

Leia mais:

A amarga IPA desponta como o principal estilo de cerveja artesanal do Brasil

Serviço

Compartilhe

8 recomendações para você