Bebidas

86 cervejas artesanais brasileiras que todo beer lover deveria provar

Quatro especialistas indicam rótulos em dez estilos mais comuns no Brasil. Para compor a lista, cada convidado teve que apontar dois nomes paranaenses e um nacional por estilo

por Andrea Torrente Publicado em 25/02/2017 às 13h
Compartilhe
Foto: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

Cervejas especiais e híbridas fogem do comum e levam ingredientes inusitados como frutas e especiarias; podem ser defumadas ou maturadas em barricas. Na foto, fruit beer, cerveja que leva frutas na composição: a bebida tem cor rosada porque tem adição de framboesa. Foto: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

IPA, APA, Saison, Witbier e Weissbier. São só alguns estilos de cerveja, às vezes enigmáticos, com os quais nos deparamos em bares ou nas gôndolas dos supermercados. Quem nunca ficou na dúvida sobre as características, o tipo de levedura, o teor alcoólico, aroma e sabor de cada estilo, levante a mão.

Para ajudar você a não se perder entre acrônimos e estrangeirismos e não errar na hora de pedir um chope ou comprar uma garrafa no mercado, compilamos um guia com os dez estilos de cerveja mais comuns no Brasil e no mundo. É uma macro classificação, já que a Brewery Association, associação que reúne os cervejeiros artesanais dos Estados Unidos, cataloga 152 estilos.

Cervejas escuras são encorpadas, alcoólicas e dependendo do estilo tem notas de chocolate amargo, toffee, caramelo, cacau e café.

Cervejas escuras são encorpadas, alcoólicas e dependendo do estilo tem notas de chocolate amargo, toffee, caramelo, cacau e café.

Uma vez que ficar mais clara a distinção entre os principais estilos, está na hora de partir para o próximo passo: degustar! E para você não ficar perdido no meio da vasta gama de opções disponíveis no comércio, pedimos a quatro especialistas, sem vínculos com cervejarias ou marcas, para listarem os rótulos brasileiros que todo beer lover não pode deixar de provar.

A lista conta com 86 cervejas e foi redigida pelo nosso colunista e beer sommelier Luis Celso Jr.; pelo sommelier de cerveja, blogueiro e membro da confraria Curitiba Beer Club, André Diniz; pelo sommelier de cervejas e editor do site O Contador de Cervejas, João Queiroz; e pelo chef de cozinha e beer sommelier, Allan Cunha.

Sotaque curitibano

Com dezenas de cervejarias – a associação dos microcervejeiros, Procerva, conta com 39 associados no estado -, o Paraná é um dos maiores produtores do Brasil e as cervejas paranaenses colecionam prêmios nacionais e internacionais. A capital do estado é onde se concentra a maioria das fábricas.

“Curitiba está bem posicionada, bem representada e hoje se consolida efetivamente como um polo cervejeiro não só pelas cervejarias, mas pelo trabalho de grandes pessoas que dividiram o conhecimento com as novas gerações”, avalia Allan Cunha. O empresário Samuel Cavalcanti, da Bodebrown, e Alessandro Oliveira, mestre cervejeiro da Way Beer, são apontados no meio como os principais atores do crescimento do movimento cervejeiro na capital.

Além de Curitiba, outras cidades e regiões são importantes polos cervejeiros no Brasil. A produção se concentra, sobretudo, em Porto Alegre, no leste de Santa Catarina, em particular no Vale do Itajaí e Joinville, e em São Paulo. E se expande rapidamente pelo interior dos estados do Sul e do Sudeste.

As red ou âmbar, em geral, têm corpo médio e sabor maltado. O lúpulo é presente e podem ter aromas frutados.

As red ou âmbar, em geral, têm corpo médio e sabor maltado. O lúpulo é presente e podem ter aromas frutados.

Escola brasileira

Com tanta diversidade de estilos e produtores, e uma qualidade cada vez mais reconhecida, é possível falar de uma escola brasileira de cerveja? Os especialistas ouvidos pela reportagem concordam que ainda é cedo para tal definição, mas o país certamente caminha para isso e, em algumas décadas, o Brasil poderá ser acomunado às demais quatro escolas cervejeiras do mundo: germânica, belga, britânica e a mais recente americana.

“A nossa cerveja hoje tem mais carga sensorial, sabor e personalidade que no passado”, avalia Luis Celso. “Podemos dizer apenas que há indícios do que poderia ser um dia, em um futuro ainda muito distante, um traço de personalidade de uma escola brasileira de cervejas: o uso de ingredientes locais que só existem aqui. Madeiras como amburana, frutas como bacuri, taperebá e açaí, temperos únicos, etc.”, diz o beer sommelier.

“Falta maturidade, falta mercado, ainda estamos engatinhando. Por outro lado temos grandes iniciativas, excelentes cervejas feitas por aqui que não deixam nada a desejar ao que vem sendo feito lá fora. Prova disso são as (ainda tímidas) exportações de cervejas nacionais para os Estados Unidos de cervejarias como a Way Beer, para citar uma”, afirma André Diniz.

Quem trabalha para trazer mais brasilidade à cerveja é o beer sommelier Allan Cunha, que há quatro anos lançou o projeto Brasii para pesquisar, junto com a empresa curitibana de biotecnologia Bio4, a forma de produzir as primeiras leveduras nacionais. Em outubro de 2016, Cunha lançou a primeira cerveja feita com levedura brasileira, a Brasii Moqueca, uma saison com perfil de maracujá pensado para harmonizar perfeitamente com moqueca.

A cerveja do futuro

IPA, IPA e mais IPA. O estilo, que enlouqueceu os apreciadores de cerveja com um paladar mais afinado nos últimos anos, vai continuar no gosto de muita gente também em 2017. “As American IPAs são as que conseguimos fazer melhor. As altas quantidades de lúpulo em sua receita geralmente tornam a cerveja bem aromática e saborosa, muitas são cítricas, trazendo uma sensação de refrescância”, afirma Diniz.

Alguns rótulos, porém, pelo amargor e teor alcoólico, podem não ser fáceis de encarar para quem é novato no mundo cervejeiro. Fábio Galvão, sócio do Hop’n’Roll, bar vencedor por três anos consecutivos na categoria Carta de Cerveja, do Prêmio Bom Gourmet, aponta em particular para o crescimento das Session IPAs, mais equilibradas em termos de amargor em relação às American IPAs, menos alcoólicas e com um toque cítrico.

Nesse ano devem aparecer mais também as sour beers, as cervejas ácidas muitos populares na Bélgica e outras regiões da Europa. Entre os estilos se destaca o Gose, cerveja típica alemã que se caracteriza pelo sabor herbáceo, ácido e até salgado. “Os estilos devem ser cada vez mais variados, atendendo a demanda por novidades e diferentes gostos do consumidor”, diz Celso.

O sommelier, porém, alerta sobre uma racha que ainda persiste no mercado cervejeiro nacional. “Temos pessoas querendo experimentar as mais novas cervejas ácidas (sour beers) com leveduras selvagens ou cervejas maturadas em diferentes barris de madeira, mas não podemos esquecer que grande parte da população ainda está nas primeiras cervejas de trigo e outros nem sabem direito o que é cerveja artesanal e o que ela pode oferecer”, diz Celso.

 

Lager x Pilsen

As claras mais populares são American Lager e Pilsen. Têm pouco lúpulo, sabor de malte suave e são bastante carbonatadas.

As claras mais populares são American Lager e Pilsen. Têm pouco lúpulo, sabor de malte suave e são bastante carbonatadas.

Sabe aquela cervejinha que você toma bem gelada na praia ou no boteco da esquina e chama de pilsen? Ela pertence na verdade ao estilo american lager, tem coloração clara, é gasosa e aguada, e geralmente leva milho e arroz na composição. A denominação pilsen é na maior parte dos casos uma jogada de marketing. Esse estilo (chamado também de pils e pilsener) é a autêntica cerveja da República Tcheca, criada em 1842 pela cervejaria Pilsner Urquell. Foi a primeira cerveja dourada e clara e é o estilo mais copiado no mundo. Diferente da american lager industrial, a legítima pilsen é aromática, sutilmente maltada, efervescente e refrescantemente amarga e lupulada.

***

Ale x Lager

Sainson tem cor dourada, é bastante frutada e levemente lupulada com notas florais, herbáceas e de madeira.

Sainson tem cor dourada, é bastante frutada e levemente lupulada com notas florais, herbáceas e de madeira.

Ale e lager são as duas classificações principais da cerveja. Os termos indicam o tipo de levedura usada para a fermentação. As ales são fermentadas a temperatura mais quente, entre 12 e 21 graus C, enquanto as lagers a temperatura mais baixa, de 3 a 10 graus C. O ambiente frio inibe a produção de aromas frutados, por isso as lagers têm geralmente sabor mais limpo que as ales. Em geral, as ales têm gosto mais robusto, complexo e pronunciado, tendem a ser frutadas e aromáticas e são apreciadas mais quentes (de 7 a 12 graus C). As lagers são mais suaves, altamente carbonatadas ou secas e têm aromas sutis, limpos e balanceados. São servidas mais frias, de 3 a 7 graus C.

***

Confira 86 rótulos brasileiros imperdíveis

Cada jurado indicou duas cervejas paranaenses e uma nacional para cada estilo. Cruzamos os nomes sugeridos e o resultado você confere aqui:

American Lager

1. Bastards Zé Galego

Fotos: Divulgação

Fotos: Divulgação

Estilo: Premium Lager
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 5,1 %
Origem: Pinhais­ (PR)
Preço: R$ 13,60

2. Bier Hoff Premium

Bier Hoff Premium

Estilo: Standard American Lager
Embalagem: 600 ml
Teor Alcoólico: 4,8%
Origem: Curitiba (PR)
Preço: R$ 12 e R$ 13

3. Jokers Gambler

Jokers Gambler op+º+úo 2

Estilo: American Lager
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 4.7%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: de R$ 18,75 a R$ 21,25

4. Karavelle Premium Pilsen

karavelle-premium-pilsen

Estilo: Standard American Lager
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 4.5%
Origem: Indaiatuba (SP)
Preço sugerido: a confirmar

5. Maniacs Pilsen
Estilo: Pilsen
Embalagem: Long neck, 300 ml; Lata, 350 ml; Garrafa, 600 ml
Teor alcoólico: 4,5%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 11 (long neck e lata), R$ 20 (garrafa de 600 ml)

6. Swamp Pilz My Balls (chope)
Estilo: India Pale Lager
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 5,4%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15

7. DUM Jan Kubis 

DUM Jan Kubis

Estilo: American Pale Lager
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 5,3 %
Origem: Curitiba (PR)
Preço: R$ 16

8. Providência Pilsen 

Provid+¬ncia Pilsen

Estilo: Pilsen
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 4,8%
Origem: Cascavel (PR)
Preço sugerido: de R$ 14,90 a R$ 16,90

9. Klein Tchec
Estilo: Lager
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 5,4%
Origem: Campo Largo (PR)
Preço sugerido: R$ 12

10. Wals X-Wals

Wals X Wals

Estilo: Pilsen, Lager
Embalagem: 600ml
Teor alcoólico: 5%
Origem: Belo Horizonte (MG)
Preço sugerido: a confirmar

***

Weizenbier

1. Bier Hoff Weizen

Bier Hoff Weizen

Estilo: Hefeweizen
Embalagem: 600 ml
Teor Alcoólico: 4,8%
Origem: Curitiba (PR)
Preço: R$ 13 e R$ 14

2. Bodebrown Hop Weiss

Bodebrown Hop Weiss

Estilo: Weiss
Embalagem: 330ml
Teor alcoólico: 5,5%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 21,50

3. Bamberg Weizen

Bamberg Weizen 600ml

Estilo: German Weizen
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 5,0%
Origem: São Paulo (SP)
Preço sugerido: R$ 17

4. Pinheiros Cartoon Wheat
Estilo: American Wheat
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 5,5%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: a confirmar

5. Wensky Beer Red Weizen

Wensky Beer Red Weizen

Estilo: German Weizen
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 6%
Origem: Araucária (PR)
Preço sugerido: R$ 13

6. Ignoru’s Grand Cayman

IgnoruÔÇÖs Grand Cayman

Estilo: American Wheat Ale
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 5,5%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 22

7. Colorado Appia
Estilo: Honey Wheat Ale
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 5.5%
Origem: Ribeirão Preto (SP)
Preço sugerido: a confirmar

***

India Pale Ale (todas as variações)

1. Swamp Hop Bite – American IPA (chope)
Estilo: American India Pale Ale
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 6,6%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 17

2. Bodebrown Perigosa Baby Session IPA

Bodebrown Perigosa Baby Session IPA

Estilo: Session IPA
Embalagem: 330 ml
Teor alcoólico: 3,4%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 21,50

3. Providência Bodebrown Session IPA
Estilo: Session IPA
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 4,7%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 13

4. Way Die Fizzy Yellow

Way Die Fizzy Yellow

Estilo: American India Pale Ale
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 6,9%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15

5. Dogma Estigma

Dogma Estigma

Estilo: American India Pale Ale
Embalagem: 473 ml
Teor Alcoólico: 7%
Origem: São Paulo (SP)
Preço: R$ 35 a R$ 39

6. Ignoru’s Mutum Cavalo 
Estilo: American Indian Pale Ale
Embalagem: 300 ml
Teor alcoólico: 7%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 25

7. Dogma Citra Lover (New England IPA – série com Citra, Mosaic, Azzaca, Equinox) 

Dogma Citra Lover

Estilo: Imperial India Pale Ale
Embalagem: 473 ml
Teor Alcoólico: 8,5%
Origem: São Paulo (SP)
Preço: R$ 35 a R$ 39

8. Tormenta Hoppy Day

Tormenta Hoppy Day

Estilo: American India Pale Ale
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 6,5%
Origem: Curitiba (PR
Preço: R$ 17

9. Dogma Rizoma

Dogma Rizoma

Estilo: Double India Pale Ale
Embalagem: 473 ml
Teor Alcoólico: 8,3%
Origem: São Paulo (SP)
Preço: R$ 35 a R$ 39

***

Bock (todas as variações)

1. Gauden Bier Bock
Estilo: Traditional Bock
Embalagem: 355 e 600 ml
Teor alcoólico: 6,4%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 8,50 e R$ 12

2. Cathedral Helles Bock

Cathedral Helles Bock

Estilo: Helles Bock
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 6,7%
Origem: Maringá (PR)
Preço sugerido: R$ 23

3. Bierland Bock 

Bierland Bock

Estilo: Bock
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 5,8%
Origem: Blumenau (SC)
Preço sugerido: R$ 19,90

4. Schornstein Bock

Schornstein Bock

Estilo: Traditional Bock
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 7,0%
Origem: Pomerode (SC)
Preço sugerido: a confirmar

5. Way Amburana Lager

Way Amburana Lager

Estilo: Wood Aged Beer
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 8,4%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15

6. Wensky Beer Bitter Bock

Wensky Beer Bitter Bock

Estilo: Bock
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 6%
Origem: Araucária (PR)
Preço sugerido: R$ 17

7. Bamberg ExQuadrilha da Fumaça

Bamberg Exquadrilha

Estilo: Bock
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 6,5%
Origem: Votorantim (SP)
Preço sugerido: R$ 22

 

8. Bierbaum Bock

Bierbaum Bock

Estilo: Lager, Tradicional German, Bock
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 6,7%
Origem: Santa Catarina
Preço: R$ 18,90

***

Witbier

1. Bastards Jean Le Blanc

Bastards Jean Le Blanc

Estilo: Witbier
Embalagem: 355 ml
Teor alcoólico: 4,9%
Origem: Pinhais (PR)
Preço sugerido: R$ 16,15

2. Tormenta Wit Bear

Tormenta Wit Bear

Estilo: Witbier
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 5,0%
Origem: Curitiba (PR)
Preço: R$ 15

3. Way Beer Witbier

Way Beer Witbeer

Estilo: Witbier
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 5,1%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15

4. Blondine Witbier com Acerola
Estilo: Fruit Wheat Beer
Embalagem: 500ml ou barril
Teor alcoólico: 4,2%
Origem: Itupeva (SP)
Preço sugerido: R$ 25

5. Ogre Beer – Chaparrita
Estilo: Chili Witbier
Embalagem: 600 ml
Teor Alcoólico: 4,7%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: entre R$ 19 e R$ 23

6. Seasons Basilicow

Seasons Basilicow

Estilo: Witbier
Embalagem: 500ml
Teor alcoólico: 5%
Origem: Porto Alegre (RS)
Preço sugerido: entre R$ 28 e R$ 34

***

Pale Ale (todas as variações)

1. Raridade APA
Estilo: American Pale Ale
Embalagem: 600ml
Teor alcoólico: 5,6%
Origem: Pinhais (PR)
Preço sugerido: a confirmar

2. F#%*ing Beer Whatafucking Beer (feita em parceria com a hamburgueria Whatafuck)

F#_ing Beer Whatafucking Beer

Estilo: American Pale Ale
Embalagem: 355ml
Teor alcoólico: 4,7%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: a confirmar

3. Júpiter American Pale Ale

J+¦piter American Pale Ale

Estilo: American Pale Ale
Embalagem: 310 ml
Teor alcoólico: 5,4%
Origem: São Paulo
Preço sugerido: R$ 19,90

4. Jokers Red Rebel 

Jokers Redneck

Estilo: American Pale Ale
Embalagem: 355 ml
Teor alcoólico: 5.8%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: de R$ 12,40 a R$ 14

5. Von Borstel Little London (English Pale Ale)
Estilo: English Pale Ale
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 5,5%
Origem: Londrina (PR)
Preço sugerido: de R$ 16 a R$ 18

6. Fortuna Hey Hop American Punk Ale 
Estilo: American Pale Ale
Embalagem: Chope
Teor alcoólico: 5,4%
Origem: Colombo (PR)
Preço sugerido: R$ 12 o copo de 300 ml

7. Bastards Willie The Bitter

Bastards Willie The Bitter

Estilo: American Pale Ale
Embalagem: 355 ml
Teor alcoólico: 5,8%
Origem: Pinhais (PR)
Preço sugerido: R$ 16,15

8. Taberna MF Black APA
Estilo: Black American Pale Ale
Embalagem: a confirmar
Teor alcoólico: a confirmar
Origem: Gramado (RS)
Preço sugerido: a confirmar

9. Way American Pale Ale

Way American Pale Ale

Estilo: American Pale Ale
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 5,2%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15

***

Pretas: Porters, Stouts, Schwarzbiers

1. De Bora Robust Porter

DeBora

Estilo: Robust Porter
Embalagem: 500 ml
Álcool: 5,9%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 23

2. Dum Petroleum – Russian Imperial Stout

DUM Petroleum

Estilo: Russian Imperial Stout
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 12%
Origem: Curitiba (PR)
Preço: R$ 22

3. Insana Chocolate Porter – Brown Porter
Estilo: Brown Porter
Embalagens: 500 ml
Teor alcoólico: 4,9%
Origem: Palmas (PR)
Preço: a confirmar

4. Jokers Schedel (Belgian Stout)
Estilo: Belgian STOUT
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 8,3%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: de R$ 20,50 a R$ 23,30

5. Providência Dunkel

Provid+¬ncia Dunkel

Estilo: Schwarzbier
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 4,8%
Origem: Cascavel (PR)
Preço sugerido: R$ 14,90 a R$ 16,90

6. Pagan Porter
Estilo: Porter
Embalagem: 355 ml
Teor alcoólico: 5,8%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 16

7. Way Avelã Porter

Way Avel+ú Porter

Estilo: Porter
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 5,6%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15

8. Bamberg Schwarzbier

Bamberg Schwarzbier 600ml

Estilo: Schwarzbier
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 5,0%
Origem: Votorantim (SP)
Preço: R$ 17

9. Bier Hoff Nigra ( Schwarzbier)

Bier Hoff Nigra

Estilo: Schwarzbier
Embalagem: 600 ml
Teor Alcoólico: 4,8%
Origem: Curitiba (PR)
Preço: R$ 13 e R$ 14

10. Amazon Cupulate Porter

Amazon Porter Gupulate

Estilo: Brown Porter
Embalagem: 355 ml
Teor alcoólico: 5.9%
Origem: Belém do Pará
Preço sugerido: R$ 12,90

***

Saison

1. Maniacs Saison (Chope)

Maniacs Saison

Estilo: Saison
Embalagem: Copo
Teor alcoólico: 5.5%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15 com 400 ml

2. Dogma Metamorphose

Dogma Metamorphose

Estilo: Dry-Hopped Saison
Embalagem: 473 ml
Teor Alcoólico: 6,1%
Origem: São Paulo (SP)
Preço: R$ 35 a R$ 39

3. Project Brasii – Moqueca
Estilo: Saison
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 6,8%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 23

4. Way Farmhouse Ale Butiá

Way Farmhouse Ale Buti+í

Estilo: Farmhouse Ale
Embalagem: 375ml
Teor alcoólico: 7,2%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15

5. De Molen/Treze Brazilian Wood
Estilo: Belgian e French Ale
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 7,5%
Origem: São Paulo (SP)
Preço sugerido: a confirmar

6. Bodebrown Saison Apricot Tonight

Bodebrown Saison Apricot Tonight

Estilo: Saison
Embalagem: 330 ml
Teor alcoólico: 7%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 21,50

7. Morada/Fantôme Amazonian Ghost
Estilo: Belgian Golden Strong Ale
Embalagem: 750 ml
Teor alcoólico: 8%
Origem: Paraná
Preço: a confirmar

***

Amber Lagers/Amber Ales – Vienna Lager, Marzenbier, Irish Red Ale, American Red Ale, Double Red Ale, American Amber Lager, etc.

1. Wensnky BeerSaci
Estilo: American Amber/Red Ale
Embalagem: 500 ml
Teor alcoólico: 5,1%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: a confirmar

2. Jokers Red Rebel

Jokers Redneck

Estilo: American Pale Ale
Embalagem: 355 ml
Teor alcoólico: 5,8%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: de R$ 12,40 a R$ 14

3. Bierbaum Vienna Lager 

Bierbaum Vienna Lager

Estilo: Vienna Larger
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 5,2%
Origem: Santa Catarina
Preço: R$ 18,90

4. Palta XLager
Estilo: Hop Vienna
Embalagem: 355ml
Teor alcoólico: 5,4%
Origem: Curitiba
Preço sugerido: R$ 12

5. Bamberg Maibaum

Bamberg 600 ml - Maibaum

Estilo: Maibock/Helles Bock
Embalagem: 600 ml
Teor alcoólico: 6,5%
Origem: Votoranti (SP)
Preço sugerido: R$ 22

6. Palta Red Planet Ale
Estilo: Irish Red Ale
Embalagem: 355 ml
Teori alcoólico: 5,4%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 12

7. Morada – Double Vienna Lager
Estilo: Vienna Lager
Embalagem: 355ml
Teor alcoólico: 7,6%
Origem: Curitiba (PR)
Preço: R$ 25

8. DUM Karel IV – Curitiba

DUM Karel IV

Estilo: King Lager
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 8,4 %
Origem: Curitiba (PR)
Preço: R$ 19

9. Way Red Ale

Way Irish Red Ale

Estilo: Red Ale
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 5,6 %
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15

***

Estilos especiais diversos (cervejas com frutas, temperos, madeiras e etc)

1. Morada Cia Etílica Hop Arábica – Blond Ale com café

Morada Cia Et+¡lica Hop Ar+íbica - Blond Ale com caf+®

Estilo: Blond Ale com café
Embalagem: 355 ml
Teor Alcoólico: 5%
Origem: Curitiba (PR)
Preço: R$ 22

2. Wensky Beer Malina – Witbier com Framboesas

Wensky Beer Malina - Witbier com Framboesas

Estilo: Witbier
Embalagem: 355 ml
Teor alcoólico: 4,2%
Origem: Araucária (PR)
Preço sugerido: R$ 10

3. Ogre Beer – Jacu ao Quadrado – Malt Liquor com café Jacu

Ogre Beer - Jacu ao Quadrado

Estilo: Malt Liquor/ Euro Strong Lager
Embalagem: 310 ml
Teor alcoólico: 8,7%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: entre R$ 18 e R$ 21

4. Way Watermelon Ale

Way Watermelon Ale

Estilo: Watermelon Ale
Embalagem: 473 ml
Teor alcoólico: 4,7%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: a partir de R$ 15

5. Seasons – BigFoot
Estilo: Russian Imperial Stout
Embalagem: 310 ml
Teor alcoólico: 11,3%
Origem: Porto Alegre (RS)
Preço sugerido: a confirmar

6. Perro Libre – Sorachi Berliner

Perro Libre Sorachi Berliner

Estilo: Berliner Weisse
Embalagem: 473 ml
Teor alcoólico: 3,4%
Origem: Porto Alegre (RS)
Preço sugerido: de R$ 32 a R$ 40

7. Way Beer – Way Sour Me Not Caju
Estilo: Sour Ale
Embalagem: 355 ml
Teor alcoólico: 3,5%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 15

8. Bodebrown Wood Aged Series ( todas – Atomga, Tripel Montfort, Double Perigosa e Wee Heavy )

Wood Aged Series: Atomga

Bodebrown Wood Aged Series - Atomga Cherry

Estilo: Russian Imperial Stout com dois processos de envelhecimento

Embalagem: 330 ml
Teor alcoólico: 10%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 34,90

Wood Aged Series: Tripel Montfort

Bodebrown Wood Aged Series - Tripel Montfort

Estilo: Belgian Tripel com processo de envelhecimento
Embalagem: 330 ml
Teor alcoólico: 10%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 34,90

Wood Aged Series: Double Perigosa
Estilo: Strong Ale com processo de envelhecimento
Embalagem: 330 ml
Teor alcoólico: 18%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 34,90

Wood Aged Series: Wee Heavy

Bodebrown Wood Aged Series - Wee Heavy

Estilo: Strong Scotch Ale com processo de envelhecimento
Embalagem: 330 ml
Teor alcoólico: 8%
Origem: Curitiba (PR)
Preço sugerido: R$ 34,90

 

10 tipos principais

No mundo são 152 estilos divididos em duas famílias Ales e Lagers.  Aqui, listamos  os mais comuns no Brasil:

American Lager

De cor palha ou dourada, é límpida, de corpo leve e carbonatação agressiva. Tem amargor, aroma de lúpulo e doçura do malte muito baixos. Às vezes leva milho, arroz ou outros grãos na receita. Teor alcoólico baixo.

***

Weizenbier/Weissbier/ Hefeweizen

Os três nomes alemães definem essa ale feita com pelo menos 50% de trigo maltado. Tem tonalidade que vai do palha ao âmbar e a presença de leveduras pode torná-la muito turva. Tem aroma bastante frutado, com notas de banana, cravo, noz-moscada, levemente defumada e até de baunilha. Teor alcoólico baixo.

Weiss Bier é feita de trigo e a presença de leveduras pode torná-la muito turva. Tem aroma frutado, com notas de banana, cravo, noz-moscada, levemente defumada e até de baunilha.

Weiss Bier é feita de trigo e a presença de leveduras pode torná-la muito turva. Tem aroma frutado, com notas de banana, cravo, noz-moscada, levemente defumada e até de baunilha.

***

India Pale Ale (IPA)

A India Pale Ale (IPA) tem variações como americana, inglesa, session e imperial. O que muda é o amargor do lúpulo, o sabor do malte e as notas florais, frutadas ou herbáceas.

A India Pale Ale (IPA) tem variações como americana, inglesa, session e imperial. O que muda é o amargor do lúpulo, o sabor do malte e as notas florais, frutadas ou herbáceas.

Ale lupulada, moderadamente encorpada, de cor dourada a cobre. Tem variações como a IPA americana, inglesa, session e imperial. A versão inglesa tem maltes e lúpulos acentuados; a americana é mais seca, limpa (menos frutada) e um pouco mais cítrica por causa dos lúpulos americanos. A session é bastante frutada, muito lupulada e não muito maltada. A imperial tem aroma e sabor forte e fresco de diversas variedades de lúpulo, com amargor elevado. Teor alcoólico é médio-alto.

***

Bock

Lager alemã de cor escura e corpo médio. Doçura e aromas tostados e de nozes do malte são equilibrados. Pouco lupulada. Tem algumas variações como Doppelbock, Maibock e Eisbock.Teor alcoólico médio.

***

Witbier

Ale belga de cor clara. Não é filtrada e por causa da presença de leveduras e amido é turva. Tem aroma de coentro, casca de laranja e eventualmente outras especiarias, proporcionando refrescância à cerveja . Teor alcoólico baixo.

***

Pale Ale

Existem muitas variações, mas o estilo clássico inglês tem cor dourada ou cobre, e corpo médio. Tem aroma maltado e frutado, é bastante lupulada e tem sabor terroso e herbáceo. Teor alcoólico baixo.

***

Pretas

Englobam diversos estilos como Porter, Stout e Schwarzbier. O corpo vai do médio ao robusto, o teor alcoólico é médio-alto e o aroma de malte é presente. Dependendo do estilo apresentam notas de chocolate amargo, toffee, caramelo, cacau e café.

***

Saison

Ale de origem francesa e belga. Tem cor dourada e pode ser levemente turva pela presença de leveduras. É bastante frutada e levemente lupulada com notas florais, herbáceas e de madeira. Teor alcoólico médio-baixo.

***

Vermelhas

Englobam muitos estilos (seja ale, seja lager) da cor vermelha e âmbar, como Amber Lagers, Vienna Lager, Marzenbier e as variações de Red Ale. Em geral tem corpo médio e sabor maltado. O lúpulo é bastante presente e pode ter aromas frutados intensos.

***

Híbridas e especiais

São cervejas que misturam leveduras ale e lager ou levam ingredientes inusitados como frutas, especiarias. São defumadas ou maturadas em barricas. São as que mais fogem do comum e pode ser divertido experimentá-las.

Fonte: Guia da Associação de Cervejeiro dos Estados Unidos.

 

A produção das fotos foi feita no Hop’nRoll, estabelecimento vencedor do Prêmio Bom Gourmet 2016 na categoria Melhor Carta de Cerveja. As fotos da reportagem mostram que cada estilo de cerveja exige um copo ou taça específico para apreciar melhor a bebida.

Compartilhe

8 recomendações para você