i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Hack Pela Gastronomia

Entenda quais são os desafios do hackathon do Hack pela Gastronomia, que inicia no dia 12

  • PorIsadora Rupp, especial para o Bom Gourmet
  • 11/09/2020 15:33
Entenda quais são os desafios do hackathon do Hack pela Gastronomia, que inicia no dia 12
| Foto: Unsplash

Do dia 12 a 16 de setembro, os participantes do Hack pela Gastronomia do Bom Gourmet ficarão cinco dias imersos na resolução de desafios da competição; as áreas são distintas, mas todas elas conectadas com o desenvolvimento do segmento de food service, que precisou se reinventar por conta da pandemia de coronavírus, e acelerar processos até então usados de maneira esporádica ou deixados em segundo plano.

"Pela nossa proximidade com o setor, identificamos temas que são fundamentais para o desenvolvimento dos negócios e, nesse momento, entendemos que o nosso papel é ajudar a reconstruir este mercado"  explica Andrea Sorgenfrei, head da Pinó, unidade da Gazeta do Povo que promove as marcas Bom Gourmet, GazzConecta e HAUS.

Segundo a co-fundadora da Panic Lobster, empresa operadora do hackathon, Ana Maia, a equipe escolherá um único desafio para desenvolver. "Os times deverão propor uma hipótese para o desafio e validar essa solução direto com o público alvo. Eles irão seguir uma metodologia que ajuda a comprovar essa tese criada". O método usado será o da metodologia ágil, paradigma de gestão utilizado na criação de startups.

Além das cinco áreas elencadas pelo Bom Gourmet, haverá ainda desafios específicos dos patrocinadores do projeto, ligados com cada um dos temas macro. Todos eles são ligados ao novo contexto mundial, seja econômico, de consumo ou comportamento, modificado pela pandemia. Confira os desafios:

Desafio Negócios

O desafio é pensar soluções para gestão administrativa como um todo, da logística às pessoas, além de estoque, finanças e readaptação de negócios para enfrentar o cenário pós-Covid-19. Questões como mudanças na estrutura, flexibilidade nas operações, novos formatos para alavancar receitas, mudanças para transformação em delivery e take away, saídas para custos com embalagens e gestão inteligente de estoques são algumas das perguntas envolvidas.

Desafio Comunicação 

Será preciso propor estratégias para que os estabelecimentos se comuniquem melhor com o público, com o objetivo central de aumentar receitas e fidelizar clientes.  Questões como quais plataformas usar, como a comunicação on-line pode oferecer experiências diferentes e como os donos de restaurantes podem falar com os clientes de um jeito novo são algumas considerações a se fazer.

Desafio Espaço 

Como manter a segurança sanitária e higiênica em espaços compartilhados e pensar em maneiras para consumo de alimentos fora do lar (como em praças de alimentação, eventos gastronômicos, etc) é o tema principal desta categoria. Na hora de pensar alternativas para resolução, é necessário levar em conta questões como desburocratização no uso de espaços públicos pelo poder público, infraestrutura dos espaços físicos, protocolos legais e de higiene que os estabelecimentos podem adotar para evitar aglomerações.

Desafio Comportamento 

O tempo de isolamento social reforçou tendências e transformou alguns hábitos: as pessoas começaram a cozinhar mais em casa, focando em receitas complexas. De que forma essa nova visão sobre alimentação vai impactar o setor de bares e restaurantes? Esse é o mote do desafio, que incluiu considerações sobre serviços e produtos que podem apliar a experiência de consumo em casa, novos serviços e produtos a partir de tendências em ascensão, medidas para transformas a experiência do cliente, entre outros temas. 

Desafio Tecnologia

O que estudos de entidades de gastronomia apontavam como uma tendência de curto a médio prazo precisou ser implementada "na marra"e em pouco tempo, como pagamentos contacless, ferramentas para compras on-line e comunicação direta com os clientes com aplicativos como o Whatsapp. Nesta categoria, o desafio é sugerir a criação ou adaptação de tecnologias para potencializar esse contato com o cliente, baixar custos, auxiliar no gerenciamento interno e ampliar receitas. Analisar se estar em um marketplace é suficiente e como a tecnologia pode aumentar a competitividade são algumas questões a se pensar. 

Desafio Gold Food Service

Comprar online produtos perecíveis por quilo ou que possuem peso variável. Proponha soluções para esse novo cenário, onde o desafio está em encontrar o melhor formato para fornecedores e clientes finais.

Desafio Paganini/Porto a Porto

A ausência de um fluxo de caixa positivo e de planejamento financeiro foi um gargalo percebido em muitos estabelecimentos durante a pandemia. Por isso, neste desafio é necessário pensar em novos  modelos de precificação e finanças para conhecer o orçamento e viabilidade de um restaurante. Por exemplo: cardápio com análise de rentabilidade e curva de estabilidade e/ou, incorporação de novas formas de receita. 

Desafio Jasmine

Todas a cadeia do setor de gastronomia, e não somente bares e restaurantes, foram afetados pela crise atual. No desafio da Jasmine, as equipes precisam propor soluções para ajudar a indústria de alimentos a melhorar a experiência de compra do mercado de food service, pensando maneiras de compra que afetem positivamente a relação entre indústria, bares e restaurantes. 

Desafio Connecty Pay

Só "débito ou crédito"? é uma pergunta que ficou no passado. Agora, soluções que vão além são essenciais para bares e restaurantes. Portanto, a fintech paranaense pede que as equipes mostrem maneiras de como bares e restaurantes possam usar meios de pagamento com programa de fidelização e ganho de cashback.  Pense ainda em como essa solução seria apresentada ao setor gastronômico, e como poderia se chamar. 

Desafio Compra Food Service

Organizar a mão de obra de forma eficiente e com foco em produtividade é o desafio proposto pela ferramenta da Unilever. Entre as consequências negativas no segmento gastronômico causadas pelo novo coronavírus foi o desperdício de alimentos. Logo, prestar atenção de forma mais detalhada e utilizar ingredientes versáteis são fundamentais. Para trabalhar esse desafio, a Unilever vai disponibilizar uma ferramenta de tecnologia que permite incluir produtos no fluxo de compra e definir a lista dos ingredientes.

Desafio Electrolux

Como ir além do delivery? Como bares e restaurantes podem se relacionar com o consumidor que passou a cozinhar em casa? Propor soluções para estabelecimentos de food service melhorar o posicionamento online de suas marcas e se relacionar com o seu público alvo é o grande desafio proposto pela marca.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.