Restaurantes

Novidade no Batel

Nova mansão de poker tem sushi, coquetel e comida para compartilhar

Lounge Batel reúne quatro operações gastronômicas; cardápios são servidos em qualquer sala de jogos

por Talita Boros Voitch Publicado em 21/09/2017 às 15h
Compartilhe

Quem frequentar o novo complexo de entretenimento de Curitiba, o Lounge Batel, que abre as portas na quinta-feira (21) às 18h, poderá saborear pratos da cozinha tradicional japonesa ou até menus completos, com opções de petiscos, entrada, prato principal e sobremesa. Além, claro, de opções de cerveja artesanal e coquetéis.

Entre comidas e bebidas, as quatro operações gastronômicas do casarão oferecem opções para compartilhar. Afinal, o centro de entretenimento deve reunir grupos de amigos para jogar poker, principal foco da casa. Ao todo, são cinco salas com mesas de poker, incluindo duas destinadas a grupos fechados.

Quem quiser poderá pedir todos os pratos da casa nas mesas de poker. (Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo)

Quem quiser poderá pedir todos os pratos da casa nas mesas de poker. Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo

Apesar de o Lounge Batel ter um deck com mesas para quem deseja fazer uma refeição entre uma partida e outra, todos os pratos ou bebidas podem ser servidos em qualquer ambiente da casa, inclusive nas mesas de baralho. Por isso, há uma preocupação no menu dos estabelecimentos que formam a casa em oferecer finger foods ou porções compartilháveis que facilitem o manuseio da comida.

***

Nosco

Coxinhas crocantes do Nosco: coxinha da asa do frango invertida empanada na farinha Panko (R$ 28). Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Coxinhas crocantes do Nosco: coxinha da asa do frango invertida empanada na farinha panko (R$ 28). Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

O restaurante é comandado pelo chef Emilio Andrade, que passou pelo restaurante com 2 estrelas Michelin La Côte Saint Jacques, da rede Relais Chateaux, na região de Borgonha. Além do menu completo, o estabelecimento oferece dez tipos de petiscos para compartilhar, com opções feitas de peixe e camarão, carne e vegetarianos.

Destaque para as coxinhas crocantes, feitas com coxinha da asa do frango invertidas com um cortador de charutos para o osso ficar aparente. Empanadas na farinha panko, as peças ganham volume ao passar pelo óleo quente. As 6 unidades da porção são servidas com maionese de alho feita na casa (R$ 28).

“O menu vai atender desde o cara que vem aqui para assistir a um jogo de futebol até quem busca uma comida mais sofisticada, de bistrô.  Tudo de forma descontraída”, afirma o chef. Entre os pratos principais individuais, há diversas opções de carne, como coelho assado servido no próprio molho com purê de batata-doce roxa e chips crocantes (R$ 57), além de carne bovina, cordeiro, magret e frutos do mar.

Receita autoral do chef Emilio Andrade, o lombo de bacalhau assado é servido com purê de batata e alho, confit de pimentão e espuma de azeitona preta (R$ 79). Há também três opções de hambúrguer (a partir de R$ 27) e sobremesas da chef confeiteira Ana Carolina Alexandre. Os pratos são individuais.

Lombo de bacalhau assado é servido com purê de batata e alho, confit de pimentão e espuma de azeitona preta (R$ 79). (Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo)

Lombo de bacalhau assado é servido com purê de batata e alho, confit de pimentão e espuma de azeitona preta (R$ 79). (Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo)

O Nosco também tem uma cafeteria cujo o carro chefe da casa é um blend de grãos do Cerrado e da região da Alta Mogiana mineira. O café será vendido moído ou em grãos em pacotes de 250 g para quem quiser levar para casa (a partir de R$ 25).

 

Yokohama

O restaurante oferece pratos da cozinha tradicional japonesa à la carte como temaki, sushi, sashimi e pratos quentes. Um dos focos são os combinados, com três opções: combinado especial com 18 unidades de sushi e sashimi (R$ 42,90); combinado de salmão com 22 unidades (R$ 54,90) e o maior deles, o combinado com 48 unidades (R$ 98,90).

Combinado de salmão com 22 peças (R$ 54,90). (Foto: Divulgação)

Combinado de salmão com 22 peças do Yokohama (R$ 54,90). Foto: Divulgação

Além deles, as opções para compartilhar são as iscas de tilápia (R$ 7,90); iscas de salmão (R$ 12,90); e o bolinho de salmão com 6 unidades (R$ 22,90). O Yokohama aposta nos clássicos para atender ao público diversificado que frequentará a casa.

Ao todo, são 15 porções de sushi e sashimi, de 6 a 12 unidades. Os preços partem da porção com 6 unidades de uramaki Califórnia, enrolado de arroz com gergelim, alga, pepino, kani e manga (R$ 11,90) até a porção de 12 unidades de sashimi de atum (R$ 35,90).

São três opções de temaki – filadélfia, salmão e jown – no valor fixo de R$ 21,90. Entre os pratos quentes, teppanyaki e yakisoba, este com opção vegetariana (R$ 13,90 a individual e R$ 24,90 para duas pessoas).

***

Fullhouse Bar

Com uma carta de coquetéis extensa, o bar do Lounge Batel foca nos clássicos, mas há também releituras feitas pelo proprietário e barman Paulo Ribas. Os 72 drinks clássicos da IBA (International Bartender Association) estão disponíveis, embora o cardápio não liste todos.

A proposta do bar para atender quem for em grupo no Louge Batel é a carta de coquetéis servida em dois tamanhos de jarra (750 ml e 1,5 L). Os preços variam de acordo com o drink escolhido e a versão do recipiente. O clássico Aperol Spritz na jarra de 750 ml fica R$ 99 e serve de três a quatro pessoas.

O clássico Aperol Spritz na jarra de 750 ml fica R$ 99 e serve de três a quatro pessoas. (Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo)

O clássico Aperol Spritz na jarra de 750 ml fica R$ 99 e serve de três a quatro pessoas. Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo

Entre as releituras estão a Tommy’s Marguerita, que no lugar de cointreau leva xarope de agave (planta que dá origem à tequila) e limão siciliano no lugar do taiti (R$ 26), e a a Viena Spritz (R$ 30) que recebe o acréscimo do gin para dar um toque a mais no clássico Aperol Spritz. O bar também tem um menu degustação composto por quatro minidrinks à escolha do cliente ou do barman por R$ 48.

***

Tap2Beer

Quiosque de cervejas com seis torneiras com rótulos variados de acordo com a semana, com opções comerciais e artesanais. Os preços variam de acordo com a opção e o copo escolhidos. O serviço funciona no estilo self-service e é descontado por meio de um cartão, que precisa ser carregado com créditos. No dia de abertura da casa, as opções disponíveis são: Brahma Chope; Stella Artois; American Lager (Cervejaria Saint Bier); Belgian Golden Ale (Cervejaria Saint Bier); Extra Viva (Cervejaria Coruja) e Fruit IPA (Cervejaria Barco).

***

LEIA TAMBÉM

De nabo à raiz de bardana, conheça as tradicionais conservas japonesas

Pátio Batel ganha winebar especializado em vinhos do Novo Mundo

Conheça bubble waffle e kurto kalacs, dois doces exóticos vendidos em Curitiba

Compartilhe

8 recomendações para você