Restaurantes

novidade

Madá, trattoria secreta de Beto Madalosso, terá vinho em jarra e pizza individual

Restaurante abre dia 21 de setembro ao público com cardápio enxuto de massas e pizzas e preços entre R$ 40 e R$ 50

por Flávia Schiochet Publicado em 12/09/2019 às 09h
Compartilhe

Fazia um tempo que Beto Madalosso, provocador da cena gastronômica de Curitiba e dono da Forneria Copacabana, queria abrir mais um restaurante. Visitou mais de 30 imóveis; com nenhum o santo bateu. Até encontrar um galpão.

Beto estava inspirado: havia acabado de voltar de férias em Buenos Aires e conhecido o bistrô Las Pizarras, do chef Rodrigo Castillas, cujo cardápio traz inspiração francesa com toques argentinos e ambientação despretensiosa. Bingo.

Projeto arquitetônico do Madá, trattoria que funcionará dentro de um espaço colaborativo. Imagem: Divulgação

Projeto arquitetônico do Madá, trattoria que funcionará dentro de um espaço colaborativo. Imagem: Divulgação

Não vai ter placa na frente: quem quiser comer no Madá Pizza e Vinho tem que procurar pelo Coletiza, espaço na Rua Saldanha Marinho que reúne lojas de roupas e de design, uma marca de chá, um centro de cursos livres e uma galeria de arte.

O Madá tem previsão de abertura no dia 21 de setembro. O cardápio da trattoria secreta de Beto Madalosso será um extrato da Forneria Copacabana: poucas opções diárias de pizzas (cerca de R$ 40, 25 centímetros de diâmetro), massas (entre R$ 45 e R$ 55), sanduíches e saladas, todos individuais.

Com 30 lugares, o Madá terá pizzas individuais, saladas e massas. Imagem: Divulgação

Com 30 lugares, o Madá terá pizzas individuais, saladas e massas. Imagem: Divulgação

Para beber, chope da Bodebrown, uma carta de vinhos com aproximadamente 20 rótulos, entre espumantes, brancos e tintos, e quatro torneiras de vinho, com barris vindos do Rio Grande do Sul. Estes são os vinhos da casa, vendidos em taça (a partir de R$ 17) ou em jarra (de 500 ml ou de um litro), como em uma trattoria familiar.

O restaurante também pretende não deixar rastros. “Vamos falar com os fornecedores para trabalharmos só com embalagens retornáveis, instalar uma composteira no estacionamento e tentar gerar o mínimo possível de lixo”, disse o empresário, que abre o Madá em sociedade com Jorge Mariano e Renan Vargas.

Cardápio: aliche, ovos, parmesão

Criado por Jorge Mariano e Beto Madalosso, o cardápio do Madá é inspirado no sul da Itália e traz preparos ora com os ingredientes da região, ora pelas técnicas usadas. “É uma região que historicamente trabalhou com ingredientes considerados pobres, mas desenvolveu uma cozinha muito rica”, define Jorge.

Os pratos de salada e massas do dia estarão na parede e podem ser uma salada caesar (alface romana com molho de aliche, alcaparra e parmesão), salada morna de polvo, batatas e vagem ou panzanella, por exemplo.

Pizza diavola, feita com salame Diavoletti, um embutido apimentado. Foto: Jorge Mariano/Divulgação

Pizza diavola, feita com salame Diavoletti, um embutido apimentado. Foto: Jorge Mariano/Divulgação

A massa de pizza é feita com farinha italiana e fermentada por 48 horas. Serão em média dez sabores, entre elas margherita, diavola (com salame tipo diavoletti, embutido apimentado) e cacio e pepe (com muçarela fior di latte, pecorino e pimenta-do-reino), em tamanho individual, com 25 centímetros de diâmetro, que saem à noite. Durante o dia, a pizza será feita em formas e servidas em fatias retangulares, com menos sabores disponíveis.

Da mesma massa da pizza surge um pão com características similares, o baciata, usado para os sanduíches. As massas serão de grano duro e levarão molhos clássicos, como al povero (aliche, ovos, alcaparras e pão ralado), carbonara, puttanesca, arrabiata e pesto. De vez em quando, a cozinha vai preparar massas frescas de sêmola, trofie, orecchiette e cavatelli, por exemplo.

Pizza cacio e pepe, que leva muçarela fio di latte, queijo pecorino e pimenta-do-reino. Foto: Jorge Mariano/Divulgação

Pizza cacio e pepe, que leva muçarela fio di latte, queijo pecorino e pimenta-do-reino. Foto: Jorge Mariano/Divulgação

A única sobremesa fixa do cardápio é o cannoli. Outras poderão ser tiramisù (servido às colheradas) e a torta caprese, um bolo de chocolate sem farinha de trigo e sem fermento químico, cujo nome segue a mesma lógica da salada: combina ingredientes da região de Capri. A torta caprese é feita com farinha de amêndoas, chocolate 70%, ovos e avelãs moídas grosseiramente.

Serviço
Madá (dentro do espaço colaborativo Coletiza)
R. Saldanha Marinho, 1.230, Centro
Abre dia 21 de setembro. De terça a sábado das 11h à meia-noite
Capacidade: 30 lugares

VEJA TAMBÉM

Maior vinícola da Eslovênia inunda Brasil com vinhos ainda desconhecidos

Pinga com mel, lama e moda de viola: chefs refazem caminho dos tropeiros a cavalo


Compartilhe

8 recomendações para você