Bebidas

Enoturismo

Maria Fumaça na Serra Gaúcha é movida a vapor, diversão e vinho

Trem do Vinho, como é carinhosamente conhecido, realiza passeio de 23 km entre os municípios de Carlos Barbosa e Bento Gonçalves, passando por Garibaldi

por Anderson Hartmann, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 05/07/2019 às 14h
Compartilhe

Bento Gonçalves (RS) – Um retorno ao passado. O passeio turístico e cultural da Maria Fumaça tem por objetivo preservar viva a tradição ítalo-gaúcha e levar diversão aos visitantes. O percurso tem cerca de 23 quilômetros e vai de Bento Gonçalves (Capital Brasileira do Vinho) até Carlos Barbosa passando por Garibaldi (Capital Brasileira do Espumante). Além de contemplar as belezas naturais da Serra Gaúcha, o turista também é convidado a dançar, cantar e beber – desde sucos de uva a vinhos e espumantes.

Passeio de trem conta com atrações musicais ao longo do trajeto. Foto: Divulgação.

>>>Competição exige que sommelier descubra uva, país e método de produção dos vinhos

Ao longo do trajeto com duração de cerca de 1h30, o visitante tem a oportunidade de degustar sucos de uva, vinho suave ou seco além de espumante moscatel. São oferecidos rótulos de marcas como os da Vinícola Miolo e da Cooperativa Garibaldi. Os sucos de uva branco e tinto, além do espumante moscatel, ficam por conta da Cooperativa Garibaldi; já o blend cabernet-merlot é fornecido pela Miolo. Nas paradas do trem, o visitante pode aproveitar para degustar à parte produtos típicos como queijo, salame, polenta brustolada e adquirir outras delícias artesanais como geleias e biscoitos.

Tudo isso movido também por música gaúcha, italiana, poesia regional e trova. Os artistas passam pelos vagões e também se apresentam nas paradas que acontecem durante o trajeto. O passeio é indicado para toda família – de crianças a idosos.

Com uma velocidade média de 20 a 30 km/h, a locomotiva conta com oito vagões – que juntos pesam mais de 300 toneladas e podem transportar cerca de 250 pessoas. Seu funcionamento à vapor se dá através da queima de lenha na fornalha. O fogo do Trem do Vinho é alimentado de forma sustentável, a partir de uma espécie de compensado de madeira, produzido com serragem compactada, proveniente das sobras das empresas da região. O chamado briquete aquece a caldeira da locomotiva, movida a água proveniente de captação da chuva, responsável pelo vapor que move o trem. O consumo médio é de 4.000 litros de água por viagem e 900 quilos de briquete por passeio.

A história

As máquinas a vapor marcaram um importante período da história; na região transportaram não apenas passageiros como também produtos locais, em especial, auxiliando no escoamento da
produção de vinho. O trajeto entre Carlos Barbosa, Garibaldi e Bento Gonçalves começou a funcionar em 1919 – transportou passageiros até a década de 70 e carga até os anos 90. Foi justamente neste período que a empresa Giordani Turismo decidiu retomar a rota com fins turísticos – uma iniciativa que mantém em funcionamento algumas das últimas locomotivas existentes no mundo: a Mikado 156 –fabricada nos Estados Unidos em 1941 e a Yung 4 – trazida da Alemanha em 1954.

  • brinde-a-bordo-maria-fumaca
  • maria-fumaca
  • maria-fumaca
  • brinde-a-bordo-maria-fumacaPasseio turístico-cultural da Maria Fumaça preserva tradição ítalo-gaúcha. Foto: Divulgação.
  • maria-fumacaPasseio turístico-cultural da Maria Fumaça preserva tradição ítalo-gaúcha. Foto: Divulgação.
  • maria-fumacaPasseio turístico-cultural da Maria Fumaça preserva tradição ítalo-gaúcha. Foto: Divulgação.
  • Passeio turístico-cultural da Maria Fumaça preserva tradição ítalo-gaúcha. Foto: Divulgação.

>>Na Austrália, produtor de vinho utiliza técnica peculiar para cultivar videiras

Serviço:

Giordani Turismo

Tel.: (54) 3455-2788 ou faleconosco@giordaniturismo.com.br

Baixa temporada (fevereiro, março e abril): R$ 131 por pessoa

Média temporada (maio, junho, agosto, setembro e outubro): R$ 166 por pessoa

Alta temporada (novembro, dezembro, janeiro e julho): R$ 186 por pessoa

Crianças menores de 5 anos são isentas se não ocuparem assento. Em feriados como Carnaval, Páscoa, Corpus Christi, Independência e Nossa Senhora Aparecida são aplicados os valores de alta temporada. Animais de estimação podem fazer o passeio, contanto que dentro da caixa para transporte de animais. É indispensável a apresentação da carteirinha de vacina do animal.

VEJA TAMBÉM:

Compartilhe

8 recomendações para você