Pessoas

Uso da cabeça de porco em prova do MasterChef causa polêmica nas redes

A internet se dividiu entre aqueles que defendem o direito dos animais e os que defendem a livre vontade de comer carne

por Bruna Covacci Publicado em 18/05/2016 às 11h
Compartilhe

Na tarde de terça-feira (17) o jurado Henrique Fogaça já tinha dado uma pista do que estava por vir no programa daquela noite, postando a seguinte frase numa rede social: hoje tem cabeça de porco no MasterChef, quem vai assistir e não ficar criticado e aceitar que a realidade da humanidade é essa?”.

Henrique Fogaça se manifestou no Facebook sobre o uso do porco no programa.

Henrique Fogaça se manifestou no Facebook sobre o uso do porco no programa.

É claro que a polêmica veio à tona: a internet se dividiu entre aqueles que defendem o direito dos animais e os que defendem a livre vontade de comer carne. A chef argentina Paola Carosella também se manifestou no Twitter: “É interessante que o peixe é lindo, e a cabeça do porco é nojenta. Os dois são animais mortos”, disse. Enquanto os participantes tiveram que preparar um prato com a carne de porco, o público em casa criticava o uso da cabeça do animal.

PAOLLA

01 02 03 04 05

 

LEIA MAIS

>>> Fogaça já foi alvo de polêmicas ao fazer uma brincadeira semelhante.

>>> Doces e sobremesas são o grande terror dos participantes do MasterChef 

>>> Ponto do molho e criatividade com ingredientes da cesta básica definem eliminação do MasterChef

>>> Apesar de deslize, paranaense continua na disputa do MasterChef

>>> Hellen Cruz é a primeira eliminada do programa

>>> Paranaense disputa título de MasterChef Brasil

O episódio desta terça-feira também foi marcado pela ausência do concorrente Guilherme Joventino. O programa disse que o diretor comercial no o não participou para fazer exames médicos.

Com a falta do participante, uma das caixas surpresa sobrou, e o próprio Fogaça se juntou a bancada de cozinheiros para preparar a sua receita e esnobou sua técnica. Enquanto os outros competidores se mostravam nervosos com a prova, ele ouvia música, passeava e conversava com os outros jurados.

Henrique Fogaça cozinhava tranquilo enquanto os participantes pareciam desesperados. Foto: reprodução/Band.

Henrique Fogaça cozinhava tranquilo enquanto os participantes pareciam desesperados. Foto: reprodução/Band.

Ao final da prova, Guilherme apareceu e explicou que precisava deixar o programa para cuidar de uma crise de labirintite. Pela primeira vez, dois competidores foram eliminados na mesma noite. Raquel Novais, Aluísio Nahime e a paranaense Thaiana Wosniak, competidores que vinham se destacando no reality, foram escolhidos os piores no desafio e levaram broncas dos chefs.

Guilherme deixou a competição por questões de saúde. Foto: reprodução/BAND.

Guilherme deixou a competição por questões de saúde. Foto: reprodução/BAND.

Para a prova de eliminação os cozinheiros tiveram que preparar um robalo. Quem saiu perdendo foi a produtora de TV Lívia Cathiard, que apresentou um robalo com cogumelos ao shoyu cru. A carioca ficou na berlinda com Aluísio, que também errou o ponto da carne. “Apresentar um peixe cru não dá. Os dois deveriam sair. Os dois pratos estavam ruins. Um deles tinha menos defeitos, tinha melhores intenções e tinha mais coerência. Lívia, você vai deixar o avental”, anunciou a argentina.

Lívia teve dificuldades durante todo o programa. Foto: Reprodução/Band.

Lívia teve dificuldades durante todo o programa. Foto: Reprodução/Band.

Aos prantos, a participante agradeceu os conselhos do trio e avisou que iria desistir da carreira de cozinheira. “Isso aqui é um programa de TV. Precisamos ser duros e eliminar uma pessoa sempre”, lembrou Paolla. “Estou te dando um desafio. Isso aqui é para você sair e dizer que vai continuar”, incentivou Erick Jacquin. “Lívia, não desiste”, pediu Henrique Fogaça.

Compartilhe

8 recomendações para você