Prêmio Bom Gourmet 2018

Sabor Especial

Cordeiro

Conheça o melhor cordeiro de Curitiba eleito pelo Prêmio Bom Gourmet 2018

por Bom Gourmet Publicado em 30/08/2018 às 21h
Compartilhe

vencedores_22

PALETA DE CORDEIRO ASSADA
— Saanga Grill 

Foto: divulgação

Foto: divulgação

A maciez do cordeiro do Saanga é garantida pela origem da carne — animais selecionados, com menos de seis meses — e o sabor suave vem do tempero, que leva apenas sal e ervas frescas. Isso deixa o prato mais leve e mantém a fidelidade do sabor original da carne. Assada na churrasqueira, a paleta vem acompanhada de spaghetti e legumes. Serve de duas a três pessoas. Preço: R$ 160.

Voto: Carneiro Neto e Gustavo Ballarotti. 

>> VEJA TODOS OS VENCEDORES DO PRÊMIO BOM GOURMET 2018

Indicados

Foto: Adriano Moreira

Foto: Adriano Moreira

PALETA DE CORDEIRO ASSADO
PORCINI TRATTORIA

O sabor vem das 48 horas em que a paleta de cordeiro uruguaio fica marinando em vinho branco e ervas aromáticas antes de ser assada no forno de quatro a cinco horas. Acompanham a carne os legumes, um molho que usa como base o próprio assado, demi-glace e vinho tinto. Serve até três pessoas. Preço: R$ 167.

Voto: José Lucio Glomb. 

Confira o serviço completo.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

PALETA DE CORDEIRO
PATA NEGRA

De procedência uruguaia, a carne é cozida por aproximadamente três horas em caldo com alho, cebola, cenoura, salsão, alho poró, cerveja, vinho tinto, conhaque e alecrim. É servida com molho Los Pampas, que usa a base do caldo do cozimento, caldo de carne, ervas finas, amido de milho e manteiga. O acompanhamento é um talharim feito com massa caseira em formato mais espesso, além de batatas tipo noisette fritas ou cozidas. Preço: R$ 49,90 (individual) e R$ 139,80 (para até três pessoas).

Voto: Mauricio Ramos. 

Confira o serviço completo.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

PALETA DE CORDEIRO
CANTINA DO DÉLIO

Crocante por fora e macia por dentro, a sobremesa combina doce de leite, banana e amêndoas. O recheio de banana é feito artesanalmente, com a fruta triturada e misturada ao caramelo e ao ganache de chocolate meio amargo. Algumas gotas de limão siciliano quebram o sabor doce. O macaron recheado é servido com creme anglaise de baunilha. Preço: R$ 18,90.

Voto: Margaret Groff. 

Confira o serviço completo.

Foto: Vimo Vídeo e Foto

Foto: Vimo Vídeo e Foto

PALETTA DI AGNELLO AL PROFUMO DI MENTA
LA SCUDERIA

Assada lentamente em fogo baixo após um dia todo marinando em vinho branco e especiarias, a paleta pesa em média 900 gramas. O complemento para dar à receita um sabor exótico é a cobertura, um suave molho de hortelã. É servida com legumes salteados ao azeite de oliva. Serve duas pessoas. Preço: R$ 157.

Voto: Adriana Karam. 

Confira o serviço completo.

Foto: Priscilla Fiedler

Foto: Priscilla Fiedler

PERNIL DE CORDEIRO
NAYME CULINÁRIA ÁRABE

Pesando em média 2,4 quilos, o pernil de cordeiro é marinado por 48 horas em vinho branco libanês e num mix de canela, pimenta síria, páprica, tomilho e hortelã. A carne é assada por seis horas em baixa temperatura. Os acompanhamentos proporcionam o equilíbrio entre os sabores e aromas exóticos. São eles: molho do assado, arroz de aletria, batata baby com zataar, cebolinha cristal caramelizada, cabeças de alho confitadas e geleia artesanal de hortelã libanesa. Serve até cinco pessoas. Preço: R$225.

Voto: Arsenio de Almeida Neto. 

Confira o serviço completo.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

CARRÉ DE CORDEIRO GRELHADO
LA VARENNE

A carne utilizada, cordeiro da Castrolanda, é totalmente limpa e servida sem gordura. O tagliolini à base de sêmola grano duro e gema de ovo é produzido artesanalmente no próprio restaurante e servido na manteiga. A sálvia, combinada com o alho, as ervas e o molho demi-glace, proporcionam aromas e sabores únicos para o prato. Preço: R$ 139.

Voto: Marcio Bellesi. 

Confira o serviço completo.

Foto: Rodrigo Fonseca

Foto: Rodrigo Fonseca

CARRET DE CORDEIRO GRELHADO À LENHA
RESTAURANTE DURSKI

O segredo do prato está no tempero do chef Junior Durski, feito à base de folhas frescas de manjerona e salsinha, alho, pimenta-do-reino e sal. O carré de cordeiro é grelhado na brasa da lenha, o que garante mais maciez ao corte. Farofa de vagem e maionese de batatas acompanham o prato, também indicado como melhor Prato Principal. Preço: R$ 90.

Voto: Eliseu Portugal. 

Confira o serviço completo.

vencedores_50

Adriana Karam    
Gestora educacional e membro do Conselho de Gestão do Grupo Opet. Coordena o Programa das Escolas Associadas da Unesco no Paraná e lidera a causa Educação do grupo Mulheres do Brasil em Curitiba. Para ela, a vida é mais agradável com uma bela refeição.
Marcio Bellesi    
O empresário nascido em Portugal diz que sabores e aromas marcantes fazem parte de sua vida desde a infância. É presidente do grupo MB Capital.
Margaret Groff   
A engenheira, que fez carreira na Itaipu Binacional e atualmente é conselheira da AmCham Curitiba. Ama cordeiro e aprendeu a cozinhar com sua “mamma” italiana.
Arsenio de Almeida Neto   
É CEO da Thá Incorporadora há mais de sete anos. Aficcionado por esportes de aventura, adquiriu interesse pelos pratos com cordeiro durante as corridas de montanha na Patagônia Argentina.
Carneiro Neto    
Com mais de 50 anos de atividade em mídia eletrônica e impressa, já viajou por centenas de cidades do Brasil e do exterior. Nas andanças, adquiriu o hábito de pesquisar a culinária local e teve variadas experiências gastronômicas.
José Lucio Glomb    
Advogado, desportista, adepto de longas caminhadas, tênis e vela. É apreciador de uma boa carne, valoriza a sua preparação e o resultado final.
Eliseu Portugal   
Médico, diretor de uma clínica de estética, nutrição e fisioterapia, e presidente da Associação dos Amigos do Hospital Evangélico. Costuma jantar em restaurantes de três a quatro vezes por semana e admira a gastronomia curitibana.
Mauricio Ramos     
Empresário, publicitário, fundador e diretor de criação da agência Social Ideias. Também é fundador da Tempero Social, empresa que promove cidadania por meio da gastronomia. Acredita que comer é um ato político.
Gustavo Ballarotti    
O diretor financeiro do Grupo Balaroti encara a cozinha como um momento de terapia, onde toda atenção está voltada para o pratos. O aroma do preparo é para ele um perfume para a casa e para a vida.

LEIA TAMBÉM:

>> VEJA TODOS OS VENCEDORES DO PRÊMIO BOM GOURMET 2018

Compartilhe

8 recomendações para você