Prêmio Bom Gourmet 2018

Haus - Melhor Ambientação

Ambientação – Café/Empório

Conheça o melhor ambiente de Café/Empório de Curitiba eleito pelo Prêmio Bom Gourmet 2018

por
Compartilhe

vencedores_22

THE COFFEE.

Foto: Eduardo Macarios

Foto: Eduardo Macarios

Responsável pelo projeto: Studio Boscardin Corsi.

Compacto, minimalista e moderno, o vencedor da categoria não tem lugar para sentar. Com apenas 3m², é um café exclusivamente to go. O conceito geral foi inspirado no Japão e em seus ideais de modernidade, linhas retas e aproveitamento de espaço, aspectos seguidos à risca no projeto arquitetônico. Tudo começa pela fachada, na qual um cubo branco e luminoso marca a identidade do café. A iluminação do cubo continua até a metade da parte interna da cafeteria, passando a impressão de que ele preenche todo o local. No interior, ripas de madeira clara continuam da metade do teto até a parede do fundo, contrastando com a parede lateral esquerda, que é revestida com azulejos pretos. Já na parede lateral direita ficam as prateleiras e todo o maquinário. Dentro do pequeno café, espaço apenas para o barista: com atendimento automatizado, o cliente faz seu pedido em um tablet e o atendente recebe a solicitação da comanda na parte de trás.

Voto: Cristiano Ross, Ticiana Martinez, Orlando Busarello e Keiro Yamawaki. 

>> SAIBA MAIS SOBRE A CATEGORIA

>> VEJA TODOS OS VENCEDORES DO PRÊMIO BOM GOURMET 2018

 

Indicados

Foto: Diego Castelo

Foto: Diego Castelo

A HORTA BIKE CAFÉ

Em princípio a ideia era criar uma horta comunitária e uma oficina de bicicletas com espaço para que os amigos tomassem um café, mas o café cresceu e se tornou a principal atividade. Com proposta sustentável, a construção de dois andares foi feita com cinco contêineres marítimos reutilizados. A cozinha e o banheiro são em alvenaria e, na decoração, materiais que seriam descartados ganham novo sentido. O espaço oferece ainda pequenos reparos em bicicletas.

Voto: Orlando Ribeiro.

Confira o serviço completo.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

BARISTA COFFEE BAR

Responsável pelo projeto: Y Arquitetos.

Os móveis foram desenhados seguindo o formato de um grão de café. Para trazer um toque de conforto e informalidade, foi utilizada a madeira crua e também branca. O chão vermelho é inspirado no carro-chefe da casa, o Blend Red Foot. O espaço busca agregar pessoas ao deixá-las à vontade em um ambiente descolado e criativo. Minimalista e autoral, o local segue a proposta do cardápio, focado em cafés especiais do Brasil inteiro.

Voto: Mauricio Noronha.

Confira o serviço completo.

Foto: Eduardo Macarios

Foto: Eduardo Macarios

DOPPIO CAFFÈ E VINO

Responsáveis pelo projeto: Camille Belotto e Guilherme Belotto (BST Arquitetura).

O café foi projetado com uma estrutura metálica de fechamento em vidro, criando uma fachada mais limpa e que se integra à construção já existente do empório anexo, um antigo casarão da década de 1950. Dentro, a decoração é contemporânea, com mesas em mármore branco para dar leveza e revestimento em madeira para criar um clima introspectivo. A ampla utilização de vidro, luz natural e os bancos baixos dão a sensação de amplitude, tornando o espaço aconchegante e funcional ao mesmo tempo.

Voto: Ana Brum.

Confira o serviço completo.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

CAFÉ DO VIAJANTE

Responsável pelo projeto: Givago Ferentz Arquitetura.

Estruturas em concreto aparente e tijolos antigos englobam o estilo brutalista, industrial e clássico do café de 80m². Como sugere o nome, a ideia do café é fazer com que os clientes sintam-se fora do Brasil. A decoração conta com várias inspirações dos lugares por onde os proprietários do café passaram em suas viagens, o que reflete na personalidade do ambiente. O local é ideal para quem quer programar o próxima destino, relembrar momentos especiais ou apenas tomar um café nas cadeiras e poltronas coloridas.

Voto: Marina Nessi.

Confira o serviço completo.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

CAFÉ MUNICIPAL

Responsável pelo projeto: Givago Ferentz Arquitetura.

O local se assemelha aos armazéns antigos com linguagem industrial, contrapondo com pequenos detalhes do neoclássico, como peças garimpadas e restauradas. A decoração busca respeitar o entorno do café, usando a história como ponto focal do ambiente, desde os tijolos originais da casa até as inúmeras vigas do ambiente. O aconchego das cores quentes das madeiras se completam com a arte nas paredes do artista Nuno Skor, bem como a janela, que emoldura o Mercado Municipal à frente.

Voto: Zilda Fraletti.

Confira o serviço completo.

Foto: Valterci Santos

Foto: Valterci Santos

BEE.O

Responsável pelo projeto: Jayme Bernardo.

Estruturas metálicas paralelas aos pilares de tijolos maciços convivem em harmonia e dão ao espaço ares de ambiente despojado e refinado. O principal desafio foi a recuperação de uma edificação antiga, mantendo suas características estruturais e o formato da área construída originalmente. Na fachada neutra, um delicado desenho remete à colmeia do conceito Bee. Toda a base envidraçada e transparente é um convite ao público para conhecer e contemplar o local.

Confira o serviço completo.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

GO COFFEE

Responsável pelo projeto: André Henning Ferreira.

Pensado para ser um café de passagem, o espaço compacto, com 28m², não deixa de ser um refúgio para o agito do dia a dia, com sua fachada envidraçada e o contraste de cores entre verde, preto e branco. Um grande pilar localizado no centro da cafeteria foi transformado em uma peça de interação, onde todos os clientes podem deixar suas assinaturas e recados. Muitas plantas e mobiliário rústico completam o ambiente, cuja proposta é um mix entre “pausar, relaxar e ir” e “servir, estar e permanecer”.

Confira o serviço completo.

Foto: Eduardo Macarios

Foto: Eduardo Macarios

ORNA CAFÉ

Responsável pelo projeto: Moca Arquitetura.

Em todos os detalhes, o espaço busca homenagear a arquitetura de Curitiba. Desde a fachada do Memorial aos arcos do Jardim Botânico, cada elemento é uma celebração à cultura local. Logo na entrada, um azulejo na parede mostra uma frase do escritor curitibano Paulo Leminski; já os lustres remetem às árvores araucárias. Com mesas grandes, tomadas, carregadores e quadros para rabiscar e elaborar seu próximo projeto, o café dispõe de espaços para trabalhar, relaxar ou se inspirar.

Confira o serviço completo.

vencedores_50

Keiro Yamawaki  
O arquiteto é fã de tecnologia, cozinheiro e inventor nas horas vagas, aficionado por gadgets e superpai de três meninas. Atual presidente da AsBEA-PR, está à frente de duas empresas de arquitetura: a GaragePlan e a ArquiBusiness.
Cristiano Martini Ross   
Formado em administração de empresas, encontrou no garimpo e comercialização de peças de arte e design do século 19 e 20 o seu lugar no mundo. Assim, criou o Antiquário Cristiano Ross há 18 anos.
Ana Brum 
É designer e escolheu colaborar com sua profissão atuando nas políticas públicas e de gestão à frente da direção técnica do Centro Brasil Design. É apaixonada pela essência da gastronomia: a harmonia dos sabores, a identidade dos ingredientes e o seu resultado.
Zilda Fraletti  
Criadora da primeira galeria contemporânea de Curitiba há 34 anos, a psicóloga de formação se interessa pelo que envolve criatividade, cultura e convivência. Ama arquitetura, arte, cinema, dança, design, gastronomia, literatura, música e teatro.
Ticiana Martinez  
Apaixonada por design, arte, arquitetura e plantas. Curiosa, garimpeira de produtos, lugares e pessoas inspiradoras. Sua marca registrada: a inquietude. Desde 2016 vive a aventura de trazer à cidade produtos de criativos brasileiros em sua Ôda Design Club.
Orlando Busarello 
O arquiteto teve certeza da profissão que seguiria ainda nos anos 1960. Mais adiante conheceu a Escola Paulista, os arquitetos do CIAM e da Bauhaus. Tem interesse natural por arte e design e, à mesa, acredita que boa comida é sempre um prazer.
Orlando Pinto Ribeiro 
Arquiteto, professor universitário da UTFPR, investigador de cultura culinária popular, frequentador assíduo das feiras e eventos gastronômicos, amante da gastronomia urbana dos food trucks curitibanos e parceiro de HAUS no Movimento Reação Urbana.
Mauricio Noronha 
É sócio-fundador da Furf Design Studio, escritório premiado internacionalmente, destacado pelo design de qualidade temperado com inteligência, humor, sustentabilidade e responsabilidade social. É “magro de ruim”, acredita que sabor vai muito além do paladar.
Marina Nessi   
Diretora da Casa Cor Paraná, evento que organiza há 25 anos, a gaúcha adotou a capital paranaense e encontrou na arquitetura, decoração e na curiosidade pela gastronomia uma trilogia perfeita para se apaixonar e buscar novidades.

LEIA MAIS:

>> VEJA TODOS OS VENCEDORES DO PRÊMIO BOM GOURMET 2018

Compartilhe

8 recomendações para você

CADASTRE-SE NA GAZETA DO POVO E TENHA ACESSO ILIMITADO GRÁTIS AOS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS DO BOM GOURMET ATÉ O DIA 31 DE OUTUBRO.