i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
#BomGourmetNegócios

4 confeiteiros dão dicas de como fazer a transição de carreira para o mundo dos doces

  • Por Gisele Rech
  • 03/03/2020 14:50
Bruno Fagundes, proprietário do Bruno Bolos, com suas criações. Reprodução/Facebook
Bruno Fagundes, proprietário do Bruno Bolos, com suas criações. Reprodução/Facebook| Foto:

Você é daquelas pessoas que adoram colocar a mão na massa, mas fazem isso apenas como hobby, por medo de empreender? Quatro empresários da confeitaria, que já tiveram outras carreiras e hoje fazem sucesso produzindo doces, dão algumas dicas de como fazer o processo de transição.

Cerca de 100 profissionais ou pessoas interessadas na confeitaria profissional debateram sobre a mudança da profissão de profissão na noite da última segunda-feira (2), no Sebrae/PR. O evento foi realizado pelo coletivo Juntos Mais Doces, que uniu confeiteiros de Curitiba no fim do ano passado dispostos a desenvolver - eles já têm mais de três mil seguidores no Instagram.

Confira as dicas para quem quer mudar de profissão e se tornar confeiteiro profissional:

Lays Arce - De farmacêutica e instrumentadora cirúrgica a proprietária da Lays Arce, Confeitaria Irresistível, há dois anos no mercado

"O processo de transição exige, antes de tudo, planejamento. É preciso se centrar naquilo que você quer, qual o propósito e o objetivo do que você está fazendo. Escreva, coloque no papel. No meu caso, este processo, que incluiu uma mentoria, levou cerca de dez meses, período no qual estabeleci etapa por etapa. A primeira foi focada na escolha do público a ser atendido, para depois partir para a definição do produto para atingir este público".

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

Cassiana Kalache Sebben - De publicitária a proprietária da The Cakery, há quatro anos no mercado.

"O principal para fazer a transição de carreira é o planejamento. Planejar, ver o que realmente quer, quais suas ideias e aonde você quer chegar. Também é importante buscar um apoio, de alguma forma, algo que te dê segurança para arriscar. E é muito importante testar, porque se não testar, a gente nunca vai saber se vai dar certo. Aliás, é importante saber que, se não der, sempre é possível voltar ao que se fazia antes. Não tem problema nenhum nisso".

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

Ana Luiza Torrecillas - De dentista a proprietária da Sugar Bakery, há quatro anos no mercado

"Inicialmente, é fundamental conhecer o público e a demanda que existe para ser atendida. Se você tem um sonho, não importa se ele é grande ou pequeno, o que importa é você sonhar. Então, se você quer realmente mudar de carreira, tem que partir e seguir em frente. No meu caso, foi uma transição natural. Aprendi muito com minha avó e comecei a fazer doces por encomendas nas horas vagas. Em 2016, senti a necessidade de ter o primeiro ponto físico da Sugar Bakery. Hoje já temos o segundo, no Park Shopping Barigui, em Curitiba".

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Bruno Fagundes - De administrador a proprietário da Bruno Bolos, há quatro anos no mercado

"Antes de mudar, eu refleti bastante pensando em algo que realmente me satisfizesse. Para começar, é fundamental escolher com o que você quer trabalhar na confeitaria. Ou seja, ter um produto ou um nicho específico, primeiro, para você se estabelecer naquilo e depois, talvez, começar a aumentar o mix de produtos. E, principalmente, ter paciência para as coisas acontecerem".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.