Bom Gourmet

tendência

Millenials preferem vinho e destilados, e vendas de cerveja caem

O consumo global de álcool é em crescimento, mas diminui o consumo das loiras nos EUA, China, Rússia e Brasil que registrou -5,3% nas vendas em 2016

por The Washington Post Publicado em 26/07/2017 às 17h
Compartilhe

Pensou em abrir uma micro cervejaria ou um bar? Talvez não seja a melhor hora para esse tipo de negócio. Pelo menos se seu público alvo for a geração millenials. A chamada geração Y, pessoas que nasceram na década de 1980, aparentemente não toma mais cerveja como antigamente e as vendas estão caindo.

Recentemente, o banco Goldman Sachs rebaixou o rating de duas grandes cervejarias dos Estados Unidos – a Boston Beer Company e a Constellation Brands, a terceira maior do país, que comercializa inclusive a Corona – por causa das “vendas fracas”.

As estatísticas mostram que os millenials norte-americanos preferem outras bebidas alcoólicas como vinho e destilados no lugar da cerveja. Uma pesquisa da Nielsen revela que em 2016 a penetração de cervejas nos Estados Unidos sofreu um leve declínio. Ao mesmo tempo, de acordo com a Goldman Sachs aumentou o consumo de vinho e destilados na faixa 35 a 44 anos.

Além disso, uma pesquisa do International Wine and Spirits Record evidenciou uma queda nas vendas de cerveja no mundo em 2016, mas um aumento geral no consumo de álcool. A redução das vendas de cerveja foi particularmente evidente na China onde caiu 4,2%, no Brasil (-5,3%) e na Rússia (-8%).

A difusão da maconha legalizada em muitos estados norte-americanos também é considerado um fator para a redução no consumo de cerveja. Segundo uma reportagem do canal de tevê CNBC há “uma notável correlação com o uso da cannabis”, já que aparentemente mais pessoas trocam o álcool pela maconha.

A tendência deve persistir também em 2017. Para este ano, a Goldman Sachs prevê mais uma redução no consumo de cerveja nos EUA.

LEIA TAMBÉM

Festival da cultura cervejeira tem degustação, palestras e jantares harmonizados em Curitiba

Os 10 melhores tintos da Toscana até R$ 250

Restaurante em Curitiba tem open de chope artesanal

Compartilhe

8 recomendações para você