Bebidas

NA FRANÇA

Miolo retira primeiro lote de espumantes envelhecido no fundo do mar

As 500 garrafas da bebida foram as primeiras do país a serem envelhecidas em uma cave submersa, no litoral norte da França

por Bom Gourmet, com colaboração de Amanda Lüder Publicado em 17/10/2017 às 16h
Compartilhe

O primeiro lote de espumantes brasileiros imersos no mar foi retirado no dia 12 de outubro. As 500 garrafas de Miolo Cuvée Tradition Brut, da vinícola gaúcha Miolo, ficaram exatamente um ano submersas na ilha de Ouessant, no norte da França, para o envelhecimento.

O lote de espumantes foi submerso no mar da Bretanha. Foto: Divulgação.

O lote de espumantes foi submerso no mar da Bretanha. Foto: Divulgação.

A cave submarina mantém os espumantes em condições ideais para envelhecerem: escuridão, umidade total, pressão constante e temperatura que varia entre 11 e 13 graus C. Os espumantes submersos apresentaram um sabor mais rico e floral, complexidade, frescor e apuradas notas de manteiga e castanha.

Isso acontece porque, quando submersos, os rótulos podem apresentar até dez vezes mais compostos moleculares que os envelhecidos tradicionalmente, responsáveis pelo aroma e complexidade da bebida.

Garrafas ficam num contêiner especial. Foto: Divulgação.

As garrafas ficam num contêiner especial por 12 meses. Foto: Divulgação.

LEIA TAMBÉM

Espumante brasileiro de R$ 43,50 é eleito 5º melhor vinho do mundo

Restaurante de NY estrelado Michelin serve espumante brasileiro de R$ 60

Os espumantes do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, foram elaborados com uvas Chardonnay e Pinot Noir e a previsão é que cheguem aos mercados brasileiro e europeu ainda em 2017. O preço e o local das vendas no Brasil ainda não foram definidos. Um segundo lote do Miolo Cuvée Tradition Brut também foi submerso em junho e chega ao mercado em 2018.

 

Compartilhe

8 recomendações para você