Bebidas

Conteúdo Patrocinado

7 passos para ser um expert em cervejas

Saiba quais tipos de cervejas experimentar e torne-se um apreciador da bebida

por GPBC Publicado em 14/06/2017 às 19h
Compartilhe

Quer virar um expert na arte de beber cerveja? O especialista em harmonização de cervejas Renato Bedore criou um roteiro para que você possa virar um cervejeiro de carteirinha.

Existem várias formas de explorar essa lista, mas ele escolheu o caminho do paladar, já que seu trabalho é baseado em harmonização.

O Básico:

Existem mais de 150 estilos de cerveja e todas estão dentro de duas grandes famílias.

LAGER:  são produzidas com baixa fermentação e, por isso, o paladar  é mais leve. São representantes dessa família: Helles, Bock, Schwarzbier, Vienna, Malzebier, Pilsen, American Light Lager.

ALE: as cervejas desse tipo são produzidas com a levedura em maior temperatura. Geralmente são cervejas com mais aromas e sabores. São as conhecidas IPA, Weiss, Stout, Saison e Witbier.

Ok, agora vamos aos rótulos:

1º passo: Pilsen – o  familiar de uma nova maneira

Comece pelo que lhe é familiar, mas de uma forma diferente. Fotos: Letícia Akemi.

O melhor começo é por onde você mais conhece. Por isso, a indicação é iniciar por uma Pilsen brasileira, saindo da tradicional “extremamente gelada” para entrar no mundo das cervejas especiais, como a Pilsen Ashby (R$ 15,90 – 600ml). Em seguida, a indicação é partir para a Pilsen tcheca Urqvar.

2º passo: Ale – adapte seu paladar

Foto: Letícia Akemi.

Aguce seu paladar com os tipos Ale.

É hora de treinar o seu paladar para um grau mais difícil de adaptação, com cervejas que possuem maior amargor e complexidade de sabor. As sugestões são a trandicional Blond Ale La Trappe (R$ 24,90 – 330ml), depois a Belgian Blond Ale Gran Bier Pecado (R$ 23,90 – 500ml).

3º passo: Trigo e seus sabores marcantes

Foto: Letícia Akemi.

As cervejas de trigo são as dicas para o 3º passo

Depois do leve amargor, desbrave as cervejas de trigo. Comece pela mais tradicional de todas: a Weihenstephaner, que dá um bom parâmetro para experimentar as demais cervejas de malte de trigo. A sugestão é a Hefe Weissibier (R$ 29,90 – 500ml). Depois, o caminho segue com as básicas da Weiss, como a Ashby (R$ 15,90 – 600ml) e uma Witbier, entrando nas mais complexas e escuras, como a Wit Blanche Vedett Extra White.

4º passo: As complexas ALEs 

Foto: Letícia Akemi.

Pale Ale e Brown Ale são essenciais para quem quer ser um cervejeiro de carteirinha.

Com o paladar calibrado, é hora de partir para as ALEs complexas. Começando pela Pale Ale, como a Kostriber (R$ 19,90 – 500ml) e com a Brown Ale, como a Chimay (R$ 11,90 – 310ml). Aqui, a dica é ir na escadinha do amargor e do corpo da cerveja.

5º passo: A vez das escuras

Foto: Letícia Akemi.

As cervejas escuras são o 5º passo para se tornar um bom conhecedor da bebida.

Com as fases anteriores cumpridas, você já pode adentrar no mundo das cervejas mais escuras. Comece  por uma Bock com cor alaranjada, entre em uma Porter mais maltada e, depois, pode experimentar a complexidade da Vienna. As sugestões são a Bock Bierbaym (R$ 15,90 – 600ml), a Porter Ashby (R$ 19,90 – 600ml) e a Vienna Bierbaum (R$ 19,90 – 600ml).

6º passo: As aromáticas IPAs

Foto: Letícia Akemi.

A India Pale Ale Dama é a sugestão de Bedore para essa etapa.

Essa é a hora de provas cervejas bem aromáticas, porém com amargor muito característico. São duas sugestões de India Pale Ale: a Biertruck (R$ 28,90 – 600ml) e a Dama (R$ 29,90 – 500 ml).

7º passo: Saison e sua sazonalidade

Foto: Letícia Akemi.

A American Barley Wine Bierland faz parte da última fase que compreende as cervejas sazonais, normalmente mais ácidas

Finalmente, você está apto para apreciar as cervejas mais complexas. As Saison são cervejas de estação, por isso possuem características únicas e sem comparação. Normalmente, são cervejas mais ácidas, que precisam de uma maior compreensão do paladar. A dica é a Gran Bier Phisalis (R$ 21,90 – 300ml).

Outra sugestão é a American Barley Wine Bierland (R$ 26,90 – 500ml) que, para alguns, quase nem é mais cerveja. Ela é licorosa e possui um estilo único. Para os bebedores de cerveja, esse é um dos estilos mais complexos para sentir as nuances de sabor.

“Para torna-se um apreciador de cervejas, o ideal é experimentar sempre”, afirma Bedore. “Quanto mais cervejas conhecer, mais o paladar se acostuma com a bebida e saberá diferenciar os tipos”, complementa.

Serviço

Empório Muf’s Café

Atendimento: segunda a sábado, das 9h às 21h.

(41) 3538.4848 | loja@mufs.com.br

Leia mais:

>> O lúpulo brasileiro existe e já tem cerveja produzida com ele

>>Veja como harmonizar cervejas e doces 

 

 

 

 

  • Patrocinado por: Adega Mufs Adega Mufs
  • Produzido por: Gazeta do Povo Branded Content
Compartilhe

8 recomendações para você