Produtos & Ingredientes

#BomGourmetNegócios

Veja 5 ideias de negócios de alimentação para investir em 2020

por Guilherme Grandi Publicado em 13/01/2020 às 18h
Compartilhe

Ano novo é sempre o momento de traçar novas metas profissionais, e abrir um negócio próprio está entre os principais desejos de boa parte dos brasileiros. Pensando nisso, o Sebrae elencou 350 ideias para quem pretende se tornar um empreendedor em 2020, sendo as de alimentação algumas das mais buscadas na plataforma.

Bar

Os negócios de bar e de hamburgueria estão entre os mais buscados na plataforma do Sebrae. Foto: Unsplash.

Segundo Carlos Melles, presidente do Sebrae, as ideias incluem orientações como um panorama do mercado, as exigências legais específicas de cada atividade, a estrutura necessária para viabilizar o negócio, estratégias de processos e divulgação, entre outras. Para ele, abrir o negócio próprio, por mais simples que seja, exige muito conhecimento e pesquisa.

“Para que o empresário comece bem é preciso que ele busque o maior número de informações e dados possíveis, somente assim, conseguirá minimizar os riscos e garantir que seu negócio saia do papel de forma estruturada e com competitividade”, explica.

Além disso, o Sebrae destaca que o futuro empreendedor deve sempre tentar ser diferente dos seus concorrentes, ouvir a opinião de outras pessoas sobre erros cometidos, começar investindo apenas o necessário para não perder dinheiro e saber vender o próprio produto. Planejar bem os próximos passos e se capacitar também são recomendados pela instituição.

Veja as 5 ideias de negócios de alimentação mais buscadas na plataforma do Sebrae:

1- Distribuidora de bebidas

Diferente de um bar e atividades similares do varejo, a distribuidora de bebidas trabalha com grandes volumes de mercadorias, o que garante um valor de comercialização mais barato. Segundo o Sebrae, ela tem uma “forte dependência do crescimento da renda da população, uma vez que o fator preço ainda é o principal determinante do consumo nesse mercado”.

Dentro deste ramo de atuação, a venda de cervejas é a mais vantajosa, com um faturamento que pode chegar a 60% junto dos refrigerantes. O investimento varia de um local para o outro, mas começa em R$ 40 mil só de máquinas, equipamentos e sistemas de informática. Veja como montar uma distribuidora de bebidas.

2- Marmita

O crescimento das cidades e o costume de almoçar fora de casa fizeram com que as pessoas buscassem formas mais rápidas e ágeis de se alimentar, como as marmitas prontas entregues no local de trabalho ou retiradas na cozinha do negócio. O Sebrae aponta que outro fator é o preço mais baixo em relação a um restaurante por quilo ou a la carte, já que o prato “vem montado, com uma quantidade padrão de comida”.

Segundo a entidade, o investimento inicial de um negócio assim é de R$ 12 mil em uma cozinha de 20 m², sem contar o aluguel do espaço. Veja como montar um comércio de marmitas prontas.

3- Bar

De acordo com o Sebrae, o setor de alimentação fora do lar (bar e restaurante) cresce a uma média de 10% ao ano, e é um dos negócios mais democráticos do mercado – abrange todos os segmentos da população. No entanto, deve ser concebido “com visão profissional, o que irá requerer uma avaliação objetiva sobre a forma de atuação, público alvo, localização, cardápio de comidas e bebidas a serem oferecidas, bem como as expectativas comerciais que esse tipo de empreendimento requer”, cita a plataforma.

O investimento em um bar simples começa em R$ 24 mil com máquinas e equipamentos, sem contar o aluguel do espaço e fornecedores de comidas e bebidas. Veja como montar um bar.

Padaria

A tecnologia tornou possível abrir uma padaria atuando apenas pela internet, através de aplicativos e entrega em domicílio. Foto: Unsplash.

4- Padaria

Outro negócio de franco crescimento é o de padarias, em especial as que atuam apenas no ambiente virtual. Esta é uma tendência apontada pelo Sebrae, com entregas em domicílio e por aplicativos, dispensando um espaço grande com vitrines, mesas e cadeiras.

Abrir uma padaria, mesmo que apenas online, não custa menos de R$ 30 mil, por conta de equipamentos como masseira e fornos. Um espaço tradicional consome um investimento que pode chegar aos R$ 250 mil. Veja como montar uma padaria.

5- Hamburgueria

Apontado como uma das principais tendências de 2019, o mercado de hamburguerias continuará em crescimento neste ano, mas apenas para quem investir em uma gestão profissional com produtos de qualidade. “Se trata de um negócio bem aceito pela população de todas as regiões do país e de todas as classes sociais, dependendo do padrão do estabelecimento”, explica o Sebrae nas orientações sobre o negócio.

Abrir uma hamburgueria requer um investimento de pelo menos R$ 44 mil em equipamentos, máquinas e mobiliário para atender aos clientes. Neste valor também não estão incluídos custos com aluguel e mão de obra. Veja como abrir uma hamburgueria.

Veja também

Negócio próprio ou franquia de gastronomia? Saiba as vantagens e desvantagens

Bauducco abre primeira loja fora do país e mira 400 unidades em cinco anos

Pizza Hut e KFC buscam novos franqueados, veja quanto custa abrir uma unidade

Compartilhe

8 recomendações para você