Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Produtos mercado
Growth of food sales or growth of market basket or consumer price index concept. Shopping basket with foods with coin stacks in grocery shop. 3d illustration| Foto: Bigstock

As empresas brasileiras de alimentos e bebidas interessadas em vender seus produtos para outros países, mas não sabem por onde começar, já podem se inscrever nas oficinas de capacitação à exportação da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A agência federal está com vagas abertas em oito módulos que ensinam como adaptar o negócio e os produtos para o mercado exterior, como superar as dificuldades logísticas, o planejamento financeiro e jurídico, entre outros assuntos relativos. Segundo a Apex-Brasil, o objetivo das oficinas é complementar a formação dos empresários brasileiros para se inserirem no comércio internacional, levando o Brasil para o mundo.

A promoção das oficinas faz parte de uma ampla estratégia desenvolvida pela agência para tornar os produtos brasileiros mais competitivos no mercado internacional, principalmente países com grande potencial de aumento de consumo. Entre eles está os Estados Unidos, que recentemente recebeu inscrições para um curso específico de formação para a exportação.

De acordo com Rita Albuquerque, coordenadora de Qualificação da Apex-Brasil, as chamadas ‘Oficinas de Competitividade’ apresentam os conteúdos de forma mais direta e concisa para a entrada das empresas brasileiras no mercado exterior.

"Para este ano, planejamos uma trilha de oficinas para oferecer às empresas uma visão ampla do que é necessário considerar nesse planejamento, numa ordem que vai dos temas amplos aos mais específicos", explica.

Todas as oficinas são ministradas por professores da Fundação Vanzolini, uma entidade sem fins lucrativos gerida pelos professores do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), que é parceira da agência estatal.

Oficinas

A primeira oficina oferecida, de Introdução à Exportação, recebe inscrições até esta sexta (16) e será ministrada nos dias 19 e 20 de abril, das 15h às 17h. A inscrição custa R$ 150 e pode ser feita aqui.

Veja quais são as outras sete oficinas de capacitação para a exportação:

Plano de negócios internacionais – aulas nos dias 28 e 29 de abril, com inscrições até o dia 19 feitas aqui.

Marketing e vendas internacionais – aulas nos dias 12 e 13 de maio, com inscrições aqui.

Operações e logística internacional – aulas nos dias 26 e 27 de maio, com inscrições aqui.

Planejamento financeiro internacional – aulas nos dias 16 e 17 de junho, com inscrições aqui.

Negociação no comércio internacional – aulas nos dias 30 de junho e 1º de julho, com inscrições aqui.

Contratos internacionais – aulas nos dias 13 e 14 de julho, com inscrições aqui.

Inovação e desenvolvimento de produtos para o comércio exterior – aulas nos dias 18 e 19 de agosto, com inscrições aqui.

Todas as oficinas têm aulas das 15h às 17h, em dois módulos de duas horas de duração cada, com transmissão ao vivo pela internet. As inscrições para cada uma custam R$ 150.

IGs do Brasil

Em meados de março, a Apex-Brasil e o Sebrae assinaram um acordo para a capacitação de micros e pequenas empresas localizadas em áreas com o selo de Indicação Geográfica, para que os produtos típicos das várias regiões brasileiras ganhem o mundo.

Essas e tantas outras empresas interessadas também podem participar das oficinas de capacitação da agência estatal. Na ocasião, o presidente da Apex-Brasil, Sergio Segovia, afirmou que os negócios localizados em áreas de IGs têm um grande potencial de exportação.

“As IGs têm uma vocação natural para a exportação. Essa parceria que estamos firmando, juntamente com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e o Instituto Nacional da Propriedade Industrial, vai fortalecer a atuação das nossas IGs no mercado internacional”, disse.

Estudos da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontam que as empresas focadas em produtos de indicação geográfica movimentam em torno de US$ 50 bilhões no mercado internacional. São produtos como o Champagne (França), o Vinho do Porto (Portugal), o Chá Darjeeling (Índia), o Café da Colômbia, o Queijo Parmesão (Itália), entre outros.

Já no Brasil, os produtos com grande potencial de aumentar as exportações são o café, a cachaça, o cacau, a erva-mate, entre outros.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]