Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Burger King sem atendentes
Após bater recorde de vendas digitais em 2021, rede de fast food Burger King abre lanchonete sem atendentes em São Paulo| Foto: Bigstock

A flexibilização dos decretos restritivos desde a metade do ano passado em todo o Brasil fez com que as pessoas voltassem a frequentar restaurantes e lanchonetes brasileiros. No entanto, isso não afetou o desempenho das vendas digitais que seguiram crescendo e gerando novos formatos de atendimento – no caso, na rede Burger King.

De acordo com o último balanço do ano divulgado pela rede, as vendas por delivery, aplicativo próprio e totens deu um salto de 81% no quarto trimestre na comparação com o mesmo período de 2020, e de 29% na comparação com o trimestre anterior. Os totens foram os mais usados nas vendas digitais, com um faturamento de R$ 145,9 milhões.

Isso fez com que a gigante criasse um novo formato de lojas, com atendimento 100% digital em totens e aplicativo, sem caixas. A primeira unidade foi inaugurada no final do ano passado no bairro do Tremembé, na zona norte de São Paulo, e deve pautar as próximas aberturas.

Neste novo formato, os colaboradores se dedicam apenas ao preparo dos lanches e à entrega ao consumidor. O projeto levou cerca de três meses para ser concebido, com todo o planejamento desenvolvido e concretizado dentro da holding no Brasil e em tempo recorde, segundo Fábio Alves, vice-presidente de desenvolvimento da BK Brasil.

“Seguiremos evoluindo nossas plataformas digitais de forma acelerada para continuar a atender ao consumidor, com foco em experiências mais ágeis e personalizadas, seja no ambiente online ou dentro da dinâmica dos nossos restaurantes”, conta.

Além dela, a marca também abriu outras 12 lojas próprias e três franquias para atendimento presencial no período. A rede Popeyes, que também pertence ao grupo, inaugurou outros três restaurantes.

Outros canais

Burger King sem atendente
Totem usado na loja com atendimento totalmente digital.| divulgação/Burger King

Já as vendas diretas pelo aplicativo BK, atualmente com mais de 41 milhões de downloads, totalizaram R$ 17 milhões, aumento de 65% na comparação com o trimestre anterior e de 313% com o mesmo período de 2020.

Outro ponto positivo relacionado ao digital foi o crescimento do Clube BK, programa de pontos e recompensas, que fechou o ano com 3,7 milhões de usuários cadastrados. O programa registrou aumento de 54% com relação ao terceiro trimestre de 2021 e foi responsável por 10% da receita total da companhia.

O Burger King e o Popeys fecharam o período com um lucro líquido de R$ 23,6 milhões e receita operacional líquida de R$ 912,9 milhões, representando aumento de 17,9% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Com o avanço da vacinação e a melhora nos indicadores de mobilidade urbana, a empresa conseguiu aumentar a recuperação das perdas. No quarto trimestre de 2021, a geração de caixa operacional foi de R$ 149,8 milhões, número superior aos R$ 97,5 milhões obtidos no mesmo período de 2020.

Expansão

Com o resultado, a companhia encerrou o período com um total de 945 restaurantes, dos quais 736 próprios das marcas Burger King e Popeyes, e 209 de franqueados da marca Burger King.  No total, foram cerca de 40 restaurantes inaugurados no último ano.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]