Fábrica Caldo Bom
Ampliação custou R$ 2 milhões para aumentar produção.| Foto: José Felipe/divulgação Caldo Bom

Pelo menos 30 países das Américas, Ásia e Europa estão na mira da indústria alimentícia Caldo Bom, marca da paranaense Stival que está se especializando em alimentação saudável e natural. A empresa concluiu recentemente a ampliação e revitalização do parque industrial da cidade de Campo Largo (PR) para ampliar em 15% a capacidade produtiva e 25% as vendas aos mercados nacional e internacional.

Ao todo foram investidos R$ 2 milhões no projeto, incluindo a pesquisa e o desenvolvimento de novos produtos. A linha de produção conta também com um novo laboratório de testes para concentrar as atividades na própria fábrica, que antes eram terceirizadas.

Segundo Matheus Stival, head de operações da Caldo Bom, a ampliação da fábrica de Campo Largo vai permitir um crescimento consistente das operações da marca.

“Integram nossos planos expandir a distribuição para região Sudeste e fortalecer o relacionamento com fornecedores do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Goiás. Isso permite projetar um crescimento em vendas de 25% para 2021. Também estamos estudando exportar para mais de 30 países entre América, Ásia e Europa”, explica.

Entre os países no radar da marca estão o Japão, França, Estados Unidos, Alemanha e Turquia, com a exportação de produtos que já estão no mercado como os que venham a ser lançados. Eles se somam a nações que já recebem alguns produtos, como China, Hong Kong, Bélgica, Inglaterra, entre outros.

Plant-based

Há dois anos, a Caldo Bom começou um amplo processo de pesquisa de alimentos plant-based de olho na crescente tendência de busca por alimentos substitutos à proteína animal.

No portfólio da marca estão produtos como hambúrgueres veganos (sabor carne e frango), quibe vegano e almôndega vegana, na forma de mistura em pó para ser adicionada em água pelos consumidores.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]