Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
pastel-bangalo-de-palmito
De Guaratuba, Bangalô dos Pastéis aposta em dark kitchen para crescer.| Foto: Netto

Há pouco mais de cinco anos, o Bangalô dos Pastéis, de Guaratuba, litoral do Paraná, já estava consolidada no mercado: tinha saído de uma loja de 5 por 5 metros quadrados que ocupou no início do negócio para um local espaçoso, e também já operava uma fábrica de massas e recheios. De olho na concorrência e no pedido dos próprios clientes, o Bangalô inaugurou franquias: são sete espalhadas pelo Paraná.

Com a pandemia, o modelo de loja física ficou impossibilitado, e a rede estudou possibilidades para continuar crescendo e chegou nas dark kitchens; tendência mundial, a "cozinha fantasma", que funciona apenas para delivery, permite valor de investimento menor e custos reduzidos ao empreendedor, já que não necessita de salão e atendimento in loco.

"Com a pandemia, não sabemos o que vai acontecer e vender a franquia ficou inviável. Pensamos em como reduzir o custo, dar lucro ao empreendedor e ver a nossa marca crescer. Fizemos várias pesquisas e chegamos ao modelo. Já estamos fazendo entrevistas e acredito que dará super certo", conta o diretor de marketing do Bangalô dos Pastéis, Alessandro Santos.

De um investimento de R$ 170 mil para uma franquia de loja física, a dark kitchen sairá por R$ 70 mil; em casos em que o empreendedor já tenha uma cozinha e queira trabalhar também com a marca do Bangalô, o valor reduz ainda mais, sendo necessário adaptações apenas para incluir equipamentos como fritadeiras. "Nesses casos, estimamos em R$ 25 mil", diz Santos. O tempo de retorno estimado é de 24 meses (na loja física, pode chegar a 36).

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação. | LUIZ SOCHER

Outra vantagem da dark kitchen é iniciar a operação em pouco tempo; as lojas físicas tradicionais demandam mais tempo de obra e adaptações. O modelo do Bangalô dos Pastéis também permite ao franqueado ter menos equipe: eles recebem do centro de distribuição em Guaratuba a massa e o recheio prontos, e apenas montam, fritam e embalam os pastéis.

Massa pronta é fornecida do Centro de Distribuição para todas as franquias. Foto: Divulgação.
Massa pronta é fornecida do Centro de Distribuição para todas as franquias. Foto: Divulgação. | LUIZ SOCHER

São mais de 80 combinações de sabores e quatro massas diferentes, sendo duas coloridas (azul e rosa). "Fornecemos a massa e o recheio para manter o padrão e a qualidade", fala Santos.

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Por causa dessa dinâmica, o Bangalô dos Pastéis foca na expansão das dark kitchens no Paraná e em Santa Catarina: pretendem ter a marca em cidades como Joinville, Itapoá, Florianópolis e Meia Praia. A marca pretende expandir principalmente para Curitiba, com cozinhas fantasmas em vários bairros da capital.

As franquias da dark kitchen do Bangalô dos Pastéis começam a ser vendidas a partir da semana que vem, e a meta é ter 20 novos negócios até 2022.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]