Plantão

Curitiba

Padeiro e patriarca do Empório Kaminski morre aos 84 anos

Empresário Nelson Kaminski foi vítima de uma embolia pulmonar. Velório acontece na Capela Vaticano, no São Francisco

por Talita Boros Voitch* Publicado em 28/08/2017 às 11h
Compartilhe

O patriarca do clã proprietário do Empório Kaminski, Nelson Kaminski, morreu na manhã desta segunda-feira (28), em Curitiba, vítima de uma embolia pulmonar após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) aos 84 anos. O velório será a partir do meio-dia no salão diamante da Capela Vaticano, no São Francisco. No fim da tarde o corpo será cremado.

Seu Nelson Kaminski em frente ao Empório, na Sete de Setembro. Foto: Letícia Akemi.

Seu Nelson Kaminski em frente ao Empório, na Sete de Setembro, em sua cadeira motorizada. (Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo)

Embora não estivesse mais à frente dos dois estabelecimentos da família (na Avenida Sete de Setembro, e da padaria na Avenida Iguaçu, ambos no Água Verde), Nelson frequentava o Empório praticamente todos os dias. Os dois estabelecimentos ficarão fechados nesta segunda-feira em homenagem ao patriarca. “Lembraremos sempre do grande pai e líder que ele foi para toda família”, afirmou o neto Rodrigo, que junto com a irmã Camila cuida da operação do Empório.

LEIA MAIS: A história dos Kaminski, que há 80 anos usavam frota de carroças para entregar pão

Casado com dona Maresca há 60 anos, ele começou a trabalhar na padaria do pai, Alexandre Kaminski, aos 7 anos, quando ajudava na limpeza. Aos 9 já sabia fazer pão e aos 10 substituía funcionários do pai quando necessário. O negócio da família funcionou por mais de 80 anos no número 79 da Rua Carneiro Lobo, no Água Verde.

Na foto da direita, Nelson Kaminski e na da esquerda, seu pai, Alexandre Kaminski, o primeiro padeiro da família. (Fotos: acervo familiar)

Na foto da direita, Nelson Kaminski e na da esquerda, seu pai, Alexandre Kaminski, o primeiro padeiro da família. (Fotos: acervo familiar)

Negócio familiar

Nelson e Maresca tiveram dois filhos, Nelson Júnior e Cristine – o primeiro trabalhou com os pais na padaria até meados da década de 1990, quando faleceu em um acidente. Na mesma época Cristine, que até então era instrumentadora cirúrgica, passou também a trabalhar no negócio da família fazendo “de tudo um pouco”.

Há mais ou menos seis anos, os dois netos do casal, filhos de Cristine, assumiram os negócios. Rodrigo, que é engenheiro mecânico, hoje cuida da parte administrativa e financeira, enquanto Camila, engenheira de alimentos e com formação em confeitaria e panificação, cuida do cardápio e desenvolvimento de produtos.

Seu Nelson, Cristine, Camila e Rodrigo no Empório Kaminski. Foto: Letícia Akemi.

Seu Nelson, Cristine, Camila e Rodrigo no Empório Kaminski. Foto: Letícia Akemi.

A produção de pães franceses do Empório chega a até 7 mil por dia, dependendo da época. No início do ano, especialmente em janeiro e fevereiro, esse número costuma ser menor, por volta de 3 mil por dia. Quase toda produção das duas casas fica concentrada no Empório, da Sete de Setembro. É lá que são feitos também os bolos, tortas e salgados para as duas unidades – na Avenida Iguaçu, são produzidos só os pães franceses.

LEIA TAMBÉM

Jamie Oliver abre restaurante em Curitiba

Leo Moço conquista o campeonato brasileiro de baristas pela terceira vez

Chef italiano de restaurante vegetariano estrelado Michelin veio ao Brasil

*Com informações de Marina Fabri

Compartilhe

8 recomendações para você