Restaurantes

Roteiro

Onde comer polvo em Curitiba o ano todo

Seja como protagonista do prato ou para enriquecer outros preparos, o polvo exige cuidado e técnica ao ser incorporado às receitas

por Roberta Braga, especial para o Bom Gourmet Publicado em 09/11/2019 às 08h
Compartilhe

Apreciado da culinária mediterrânea à asiática, o polvo rouba a cena quando é servido inteiro – seus tentáculos e ventosas causam a admiração do comensal. Protagonista nos pratos, ele também é ingrediente indispensável quando o objetivo é enriquecer preparos como moquecas, caldeiradas e paellas. Quem aprecia a comida mais descomplicada, pode se surpreender com seu uso em diversos petiscos, como em espetinhos e bolinhos.

onde-comer-polvo

Confira onde encontrar receitas com polvo o ano todo em Curitiba. Foto: Rubens Kato

>>> Conheça o hábito chinês de comer polvo vivo e o que aconteceu com uma blogueira que mostrava ritual ao vivo

A parte mais nobre do molusco são os tentáculos. Com sabor delicado, mas característico, ele deve ser consumido sempre bem fresco. O tempero, ensina o chef Guilherme Guzela, deve acompanhar a leveza e delicadeza da carne. Ele sugere vinho branco, folha de louro, tomilho, dente de alho e salsão.

Para um preparo de sucesso, a atenção é para o ponto de cocção: deve ser macio, mas com alguma resistência na hora da mastigação. Ele não deve desfiar. “Isso não significa deixar a carne do molusco ‘borrachuda’. Ela precisa estar macia, mas não pode perder a textura ou desmanchar. Se cozinhar demais, ela fica ‘esfarelenta’”, diz Guiherme Guzela.

Para o polvo chegar nessa textura, ele pode ser preparado só no vapor ou na pressão – os dois extremos de cocção. O segredo é a temperatura de cozimento, que precisa ser um pouco menor que a de fervura
para que amacie a carne, mas sem a despedaçar. “O norte-americano chama essa cocção de simmering, que é fogo brando, quase fervendo.

Fazer a carne na pressão é mais rápido, mas maltrata a carne e, por isso, exige mais atenção”, diz. Para se surpreender com o sabor e textura do polvo, siga esse roteiro e saiba onde encontrar pratos com o molusco em Curitiba.

La Varenne

No cardápio do restaurante comandado pelo chef Felipe Miyake, é possível apreciar o polvo em um prato que se destaca pela mistura de sabores e contraste de texturas: o arroz de polvo com mix de pimentões e agrião (R$ 80, individual). O arroz basmati de origem indiana é preparado cozido no caldo do próprio polvo.

la-varrene-polvo

Foto: Divulgação.

Serviço

Pátio Batel: Av. do Batel, 1.868, Batel – (41) 3044-6600
De segunda a quarta, das 11h30 às 15h e das 19h às 22h; quintas e sextas, das 11h30 às 15h e das 19h às 23h; sábados das 12h às 15h30 e das 19h às 0h e domingos das 12h às 17h

K.sa Restaurante

No restaurante, o cuidado com o preparo começa com a escolha do polvo fresco. Depois, ele passa por
um choque de temperatura feito com um caldo de legumes aromático e, então, é cozido para chegar ao ponto perfeito. O polvo é finalizado na frigideira com azeite de oliva extravirgem, o que garante a crocância das ventosas. É servido sobre aïoli de páprica defumada picante e acompanhado de batatas salteadas na manteiga clarificada e ervas frescas (R$ 102, individual). O local serve, ainda, durante o Oyster Bar, um evento mensal, a porção de polvo na brasa (sob consulta).

ksa-foto-rubens-kato

Foto: Rubens Kato

Serviço
Rua Fernando Simas, 260 (esq. Rua Augusto Stelffeld) – (41) 3225-3444
De terça-feira a sábado das 19h às 23h e domingo das 12h às 15h

>>> Aprenda a fazer salada de polvo com vinagrete de caju

Izakaya Hyotan

Nesse bar ao estilo tradicional japonês, são duas as opções de petiscos com polvo (R$ 35, o tentáculo). O espetinho de tentáculos de polvo feito no carvão é um dos preferidos da clientela. Outra opção do cardápio é o Takoiaki (R$ 38), uma porção com oito bolinhos com pedaços de polvo e especiarias japonesas. É servido com molho tonkatsu e maionese. É servido com finas raspas de peixe (katsuobushi) em cima da porção.

takoyaki

Foto: Divulgação.

Serviço
Al. Júlia da Costa, 1.154, Bigorrilho – (41) 3092-2976
De segunda a sábado, das 18h às 23h

A Ostra Bêbada

No cardápio do bar, destaca-se o Polvo à lagareiro, vencedor do Prêmio Bom Gourmet 2019, na categoria Peixes e Frutos do mar. É servido apenas aos domingos e segue receita original do prato português. O polvo é cozido em baixa temperatura, temperado com páprica e servido com batata sauté e arroz de brócolis. O menu completo inclui ainda entrada, sobremesa e uma bebida e sai por R$ 89,90 por pessoa.

Foto: Letícia Akemi/ Gazeta do Povo.

Serviço
Desembargador Ermelino de Leão, 95, Centro – (41) 3322-0940.
De segunda a sexta, das 11h30 às 23h45, sábados das 12h às 23h45 e domingo das 12h às 16h.

Izakaya Tanuki

O polvo é uma das estrelas do cardápio desse bar japonês: são seis opções de entradas e pratos principais. Entre eles, o Kushiyaki takô, um espetinho de tentáculo de polvo com molho tarê (R$ 34); o Takô Sauce, que leva polvo e ervilhas refogados ao molho cantonês (molho de ostra com pimentas e especiarias) (R$ 28) e o Okonomiyaki Takô, uma panqueca recheada com fatias de polvo, bacon, vegetais, maionese e molho tarê (R$ 28).

Foto: Divulgação.

Fecham as opções com o saboroso molusco, o Seafood Sauce, que traz camarões, lula, mexilhões, vôngoles, polvo, ervilhas e cogumelos ao molho cantonês; o Takoyaki, um tradicional bolinho de massa cremosa e recheio de polvo e vegetais (R$ 30 a unidade) e o Seafood Yakisoba, que leva camarão, lula, polvo, marisco, vôngoles e vegetais refogados com macarrão e molho à base de shoyu (R$ 38).

Serviço
Av. dos Estados, 853, Água Verde – (41) 3503-5526
De segunda a sexta das 11h30 às 14h; sábados, domingos e feriados, das 11h30 às 15h. Bar, de segunda a sábado das 18h às 23h.

>>> Com foco em peixes e frutos do mar, buffet é eleito o melhor de Curitiba

Grupo Victor

O Grupo Victor tem quatro opções no menu de suas casas, entre entradas e pratos principais, que levam polvo. A porção com lâminas de polvo grelhadas é servida com batatas confit, azeite e cebola roxa (R$ 69). Já o arroz de polvo (R$ 114, serve duas pessoas), leva arroz cozido com tomilho, polvo, cebola, tomate-cereja, salsinha, alho, azeite de oliva e tempero especial. É servida com pérolas de pera no saquê e acompanhado de salada de folhas com creme balsâmico. Esses dois pratos estão disponíveis nas unidades Bar,

Praça e Bistrô do Victor. Já na Petiscaria do Victor, o destaque é a entrada de tentáculos de polvo à provençal de ervas ou grelhado (R$ 64, individual).

Foto: Marcelo Krelling/Divulgação

Serviço
Consultar endereços e horários em www.restaurantesvictor.com.br

Olivença Cozinha Ibérica

No cardápio do restaurante, que fica dentro da Mercadoteca, o polvo aparece em uma entrada para compartilhar. O Polvo à feira (R$ 69) é preparado com polvo cozido e ligeiramente aquecido no azeite, páprica e batatas ao murro.

Foto: Divulgação.

Serviço
Mercadoteca: R. Paulo Gorski, 1.309 – (41) 3503-4583
De terça a sábado, das 11h às 23h e domingos das 11h às 18h

Terra Madre Ristorante

Quem for ao restaurante pode pedir o Spaghetti negro com polvo (R$ 78, individual). A massa artesanal é produzida no local. O prato leva, além do polvo, pancetta e chips de polenta, que são preparados com um toque de tinta de polvo.

polvo

Foto: Divulgação

Serviço
R. Desembargador Otávio do Amaral, 515 – (41) 3335-6070
De terça a sexta-feira, das 19h às 0h, sábados das12h às 15h30 e das 20h às 0h, e domingos, das 12h às 15h30

Bobardí

O polvo com batatas do Bobardí está no cardápio do restaurante desde a abertura. Chega na mesa grelhado servido com molho de mix de pápricas (tipo espanhol) e batatas bolinha salteadas com azeite e ervas (R$ 129, individual).

polvo-bobardi-divulgacao

Foto: Divulgação

Serviço
Avenida Munhoz da Rocha, 757, Cabral, (41) 3057-3375
De segunda a quinta das 19h às 23h30, sábados das 12h às 16h e das 19h às 1h e domingos das 12h às 15h30

>>> Dono do 3° melhor bar do mundo abre restaurante no Brasil com frutos do mar na brasa

Armazém Santo Antônio

Uma das opções de entrada do restaurante são os tentáculos de polvo à lagareiro, que levam também batatas ao murro, couve e azeite de especiarias (R$ 48). O polvo é cozido por quatro horas no sous vide, depois é finalizado na grelha, de forma que chegue na consistência correta com muito sabor.

polvo-a-lagareiro-armazem-santo-antonio

Foto: Divulgação

Serviço
R. Solimões, 344, São Francisco – (41) 3077-5505
De terça-feira a sábado, das 19h30 às 23h30, sábados e domingos, das 11h30 às 15h30

Pescara Cucina Italiana

Comandado pelo chef André Raulino, o local serve, no menu do almoço, o Pappardelle com frutos do mar, que leva polvo entre os ingredientes (R$ 68). Já no menu da noite, são dois pratos: o Carpaccio de Polvo (R$ 58), que traz fatias macias e suculentas do molusco guarnecidas de pão crocante, alcaparras, toque de limão-siciliano e tapenade de azeitona azapa. E, como opção de prato principal, o chef oferece o Polvo Salteado (R$ 76, individual), que leva cebola crocante, alho confit, pimentão assado e batatas. Para os preparos, o polvo é cozido por 1h15, depois grelhado para caramelizar e ficar macio por dentro e crocante por fora.

polvo-pescara

Foto: Kimberly Tieme Weiss Nakamura/ Divulgação

Serviço
Avenida Iguaçu, 1.270, Rebouças – (41) 3042-8004
Segunda das 11h20 às 15h, de terça a sábado, das 11h20 às 15h e das 19h às 23h, domingos, das 12h às 15h

>>> 20 receitas de massa com peixes e frutos do mar

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

8 recomendações para você