Publicidade

Restaurantes

SELEÇÃO

Este ano eu vou! Os melhores restaurantes de Curitiba para ir em 2018

Conheça os estabelecimentos eleitos como os melhores da capital paranaense no Prêmio Bom Gourmet 2017 que valem uma visita neste ano

por
Compartilhe

Eleitos em 2017 os melhores restaurantes de Curitiba na 8.ª edição do Prêmio Bom Gourmet, esses estabelecimentos valem uma visita. Programe-se para neste ano conhecer as estrelas da gastronomia curitibana e delicie-se com os preparos e criações do vencedor na categoria Melhor Restaurante (Restaurante Durski) e dos outros indicados:

Restaurante Durski

Salão do restaurante Durski. Foto: Gerson Lima/ Divulgação

Salão do restaurante Durski. Foto: Gerson Lima/ Divulgação

Com foco na alta gastronomia internacional, a casa que venceu como Melhor Restaurante tem decoração com poltronas Luis XV e toalhas de linho egípcio. Comandado pelo chef Junior Durski, serve sopas, saladas, massas, risotos, pescados e carnes, com destaque para o banquete eslavo e o tournedos rossini, por R$ 130. A adega tem 2,5 mil rótulos.

Bobardí

Foto: Gerson Lima

Foto: Gerson Lima

A ideia do restaurante inaugurado em 2015 é descomplicar a alta gastronomia. O chef Dyogo Prado faz releituras de clássicos, respeitando a essência e priorizando ingredientes naturais e frescos. Destaque para o ravioli caprese (R$ 54) e o polvo com batatas assadas (R$ 121). As massas ali servidas são produzidas artesanalmente no próprio local, e a carta de bebidas é extensa, oferecendo vinhos, cervejas artesanais, drinks e carrinho de gin. Há ainda um minimarket com produtos para presentes.

C’ La Vie

Foto: Diego Pisante

Foto: Diego Pisante

O cardápio contemporâneo leva toques de inovações brasileiras, para o qual o chef Giuliano Secco reserva agradáveis surpresas, ressaltando ingredientes frescos de cada estação. Em um ambiente inspirado nos bistrôs parisienses, o espaço conta com bar, jardim de inverno, loja de vinhos integrada e uma charmosa lareira. O gnocchi de ricota (R$ 42) é um dos destaques, assim como a rossini (R$ 128).

Chalet Suisse

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O cardápio segue a clássica cozinha franco-suíça, com steak tartare, escargots, filet mignon, canard à l’orange, vitela, cordeiro e seus famosos fondues suíços. O suíço Arthur Saredi, chef e proprietário, comanda o restaurante que desde 2015 faz parte da Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança. Com jardins e arquitetura típicas de um chalé alpino, o fundo de alcachofra com cogumelos à provençal sai a R$ 39 e a lagosta à thermidor para duas pessoas, a R$ 240. O restaurante está em férias e volta a funcionar no dia 16/01.

Lisboa Gastronomia

Foto: Luis Eduardo Geara

Foto: Luis Eduardo Geara

O restaurateur Adriano Barison e os chefs Lena Gomes e Manoel Pedro comandam a cozinha. O restaurante não cobra rolha (nem de vinho, nem cerveja). O confit de bacalhau custa R$ 142.

Terra Madre Ristorante

Foto: Valterci Santos

Foto: Valterci Santos

O chef italiano Simone Brunelli faz uma cozinha italiana em versão de alta gastronomia. Conta com uma loja de vinhos da Grand Cru anexa, com preços especiais e wine bar. Os preços vão de R$ 29 a salada caprese a R$ 189 o grelhado misto de frutos do mar, que serve duas pessoas.

Nomade por Lênin Palhano

nomade-lênin-landgraf

Foto: Fernando Zequinão/ Gazeta do Povo

A casa ressalta sabores locais e tem destaque o camarão rosa na brasa com abóbora (R$ 110).

Barolo Trattoria

Barolo - Restaurante (2)

O chef Adilson Zanon traz a cozinha italiana e, também, variedade de frutos do mar. Os pratos são fartos e em geral servem duas pessoas. A carta de vinhos possui mais de 300 rótulos, entre regionais, nacionais e importados. Entre os pratos, a partir de R$ 92 tem o spaghetti ao molho romano e o Bacalhau do chef Zanon (R$ 168,90).

LEIA TAMBÉM:

>> Começo de ano tem dança das cadeiras na gastronomia curitibana

          >> Um tartare de dois salmões, rápido e fácil para fazer em casa

Compartilhe
Publicidade

Assine a Gazeta do Povo e receba mensalmente o Bom Gourmet.