Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Pela primeira vez, PR tem dois chefs premiados nos 50 Melhores Restaurantes da América Latina
| Foto:

Pela primeira vez, o Paraná tem dois representantes entre os chefs dos 50 Melhores Restaurantes da América Latina 2018 (Latin America’s 50 Best Restaurants 2018). Os chefs Alberto Landgraf, do Oteque (33ª), nascido em Cornélio Procópio, e Manu Buffara, do Manu (restaurante-revelação), nascida em Maringá.

A premiação ocorreu na noite desta terça-feira (30) em Bogotá, na Colômbia (veja o ranking completo). O Brasil foi premiado com 9 restaurantes na lista: D.O.M. (5º), de São Paulo, com o título de Melhor Restaurante do Brasil; A Casa do Porco (7º), de São Paulo; Maní (12º), de São Paulo; Lasai (26º), do Rio de Janeiro; Olympe (27º), do Rio; Oteque (33º), do Rio (novo ingresso); Mocotó (45º), de São Paulo; Oro (49º), do Rio; e Tuju (50º), de São Paulo.

Paranaense do mundo

Chef Alberto Landgraf, do L'Epice, em São Paulo. Foto: Divulgação
Chef Alberto Landgraf, do L'Epice, em São Paulo. Foto: Divulgação

O chef Alberto Landgraf é um dos mais talentosos chefs brasileiros. Depois de trabalhar com os britânicos Gordon Ramsay e Tom Aikens e no restaurante de Pierre Gagnaire, em Paris, abriu o Epice em São Paulo (fechado no início de 2016). Durante o tempo que passou no Epice, Landgraf foi eleito o melhor jovem chef da América Latina e o restaurante ganhou uma estrela no guia Michelin, ficando entre os 50 melhores da América Latina.

(Foto: Rubens Kato)
(Foto: Rubens Kato)

No início deste ano, Landgraf abriu o Oteque, em Botafogo, no Rio de Janeiro. O restaurante tem como base frutos do mar e legumes, com apenas um prato de carne vermelha no cardápio. A casa serve apenas menu degustação, em oito tempos, a R$ 285. Há duas opções de harmonizações com vinhos (R$ 210 e R$ 385) com a mesma quantidade de bebidas, diferenciando-se entre si pelo nível dos rótulos.

Revelação de Curitiba

Chef Manu Buffara. Foto: Divulgação.
Chef Manu Buffara. Foto: Divulgação.| Hana Lidia

O Manu, restaurante da chef Manu Buffara, no Batel, em Curitiba, ganhou o One to Watch Award (“Para Ficar de Olho”) na edição deste ano do 50 Melhores. O prêmio é uma menção-honrosa, uma espécie de “restaurante-revelação”, e sinaliza o estabelecimento que tem potencial para entrar na lista dos melhores restaurantes nos próximos anos.

Nascida em Maringá, Norte do estado, a chef Manu Buffara viajou o mundo e trabalhou com cozinheiros renomados como o dinamarquês René Redzepi (Noma) e Grant Achatz (Alinea, nos Estados Unidos) antes de se fixar em Curitiba.

Vieiras, melancia e pó de cogumelos lactárius do Manu. Foto: Divulgação
Vieiras, melancia e pó de cogumelos lactárius do Manu. Foto: Divulgação| Rodrigo Torrezan

Em 2011, abriu o Manu, onde coloca diariamente sua alma e coração na chamada cozinha autoral, com foco em produtos locais e sazonais. De sua cabeça e criatividade surgem pratos que são uma experiência de sabores e sentidos. E, nesta proposta de valorizar os ingredientes locais, Manu está envolvida com a Horta Comunitária do Rio Bonito, um espaço no Tatuquara em que cem famílias plantam para o próprio consumo.

O Manu serve apenas menu-degustação. São duas opções, a tradicional e outra vegana/vegetariana, que só é servida mediante reserva. Ao todo, são 15 snacks comidos com as mãos, divididos em três temas – horta, campo e mar. Depois de 12 a 13 pratos. Os dois menus custam R$ 235 + R$ 197 opcional de harmonização com fermentados produzidos no restaurante, cervejas e vinhos naturais.

>>> Entrevista com o chef Micha, do Maido, o melhor restaurante da América Latina

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]