Eventos

Nacional

Petisco com inspiração mineira e carne de lata é eleito “melhor comida de boteco do Brasil”

Rancho Vô Joaquim, em Campinas, no interior de São Paulo, levou o troféu do Comida di Buteco 2018

por Talita Boros Voitch Publicado em 24/07/2018 às 10h
Compartilhe

A premiação nacional do Comida di Buteco 2018 deu o primeiro lugar para Campinas, no interior de São Paulo. O Rancho Vô Joaquim foi eleito o melhor boteco do Brasil com um petisco com inspiração em Minas Gerais. Batizado de Mineirice Uai, o prato é feito com carne de lata (carne de porco cozida e conservada na gordura), pimenta cambuci recheada com massa de linguiça com provolone e torresmo à pururuca.

>>>Conheça o Schnaps, bar no Vista Alegre eleito o melhor boteco de Curitiba em 2018

Petisco vencedor: feito com carne de lata (carne de porco cozida e conservada na gordura), pimenta cambuci recheada com massa de linguiça com provolone e torresmo à pururuca. Foto: Divulgação

Petisco vencedor do Comida di Buteco: feito com carne de lata, pimenta cambuci recheada com massa de linguiça com provolone e torresmo à pururuca. Foto: Divulgação

A técnica batizada de carne de lata é similar ao confit, ou seja, a carne é cozida e conservada na própria gordura. Muito comum no interior do Brasil e popularizado por tropeiros e viajantes, o processo garante a suculência e sabor da carne, já que ela fica descansando na própria banha de porco dentro de um lata.

O segundo lugar foi para o boteco Confraria do Fraga, de Belém. A receita do Bolinho do Baião da Mazé, receita da mãe já falecida do dono do bar, leva bolinho de baião de dois recheado de charque e queijo coalho, servido com molho de azeite de oliva, rapadura ralada e pimenta de cheiro.

2º lugar: Confraria do Fraga. Foto: Divulgação

2º lugar: Confraria do Fraga, em Belém. Foto: Divulgação

O Boteco do Portuga, localizado na Baixada Fluminense, levantou o caneco de bronze com a Marmita do Cabral, petisco feito com lascas de bacalhau com batata e cenoura cozidos no requeijão.

3º lugar: Boteco do Portuga, no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação

3º lugar: Boteco do Portuga, no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação

Em 2016, o vencedor do concurso em Curitiba, o bar Dom Rodrigo, em Santa Felicidade, tirou o terceiro lugar na competição nacional. No ano passado, o vencedor da etapa paranaense foi o Baba Salim, no Centro.

Diferentemente da etapa estadual quando um juri técnico e popular dividem os votos, a competição entre os vencedores dos estados é avaliada somente por um juri técnico, que viaja o Brasil para provar os petiscos e conhecer os botecos.

Leia também:

>>>Conheça o cardápio da hamburgueria do ator Caio Castro em Curitiba

Compartilhe

8 recomendações para você