Especialidades

Cordeiro

O Vencedor

K.sa Restaurante - Lombo de cordeiro com crosta de castanha de baru

Leveza, maciez e suculência são as características que predominam neste prato que leva um corte especial de cordeiro da Cooperativa Castrolanda. A crosta é preparada com castanha de baru, típica do cerrado brasileiro, o leve tostado combina com o sabor adocicado do cordeiro, que fica ainda mais acentuado com o molho de vinho do porto, que rega a carne. O aveludado purê de mandioca e manteiga faz o acompanhamento e sela um misto de textura e sabores. Preço: R$ 98.

Onde: R. Fernando Simas, 260, Batel - (41) 3225-3444.

Atende: De terça a sábado, das 19h às 23h; domingo das 12h às 15h.

Voto: Cintia Peixoto

Conheça os indicados da categoria

La Varenne - Carré de cordeiro grelhado

A carne é servida sem gordura, o que ajuda a salientar a leveza e o sabor adocicado. É servida com tagliolini na manteiga e sálvia ao molho de alho e ervas. A massa, à base de sêmola grano duro e gema de ovo, é produzida artesanalmente no próprio restaurante. A sálvia, combinada com o alho, as ervas e o molho demi-glace, proporcionam aromas e sabores únicos ao prato. Preço: R$ 164.

Onde: Pátio Batel. Avenida do Batel, 1.868, Piso L4 - (41) 3044-6600.

Atende: Segunda a sábado, almoço das 11h30 às 15h; segunda a quinta, jantar das 19h às 23h; sexta e sábado, das 19h à 0h; domingo, das 12h às 17h.

Voto: Luiz Carlos Zanoni

La Pasta Gialla - Costeletas de cordeiro

A carne é grelhada e regada com molho feito à base de manteiga, mix de ervas finas, vinho branco e finalizada com mostarda amarela, mel e hortelã. O tagliolini é preparado com manteiga e sálvia, o ponto da massa é al dente. Preço: R$ 85.

Onde: Pátio Batel. Av. do Batel, 1.868, Piso L3, Batel - (41) 3020-3656; ParkShoppingBarigüi. R. Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, loja 301, Mossunguê - (41) 3317-6910.

Atende: De segunda a quinta, das 12h às 23h; sexta e sábado, das 12h às 0h; domingo, das 12h às 22h.

Voto: Auro Ottoni

Nomade Restaurante - Cordeiro com raízes e molho de queijo de cabra

A receita é um clássico braseado, com vinho, vegetais e ervas, que vai ao forno com mais ervas e manteiga. É servida com raízes assadas, grelhadas e regadas com azeite de ervas, acompanha molho cremoso de queijo de cabra com aroeira, alho confitado e échalote tostada com caldo de carne. A porção é individual. Preço: R$ 105.

Onde: R. Gutemberg, 168, Batel - (41) 3087-9510.

Atende: Almoço: de segunda a sexta, das 12h às 14h30. No jantar, segunda a sábado, das 19h30 às 23h. Brunch: sábado e domingo, 12h às 15h.

Voto: Laurita Ultrabo

Restaurante Durski - Carret de cordeiro grelhado à lenha

O carret é servido com maionese de batatas e farofa de vagem. A carne temperada com manjerona, salsinha, sal, alho e pimenta-do-reino, é grelhada em fogo a lenha, processo que garante maciez e suculência. Preço: R$ 100.

Onde: Avenida Jaime Reis, 254, São Francisco - (41) 98855-5383.

Atende: No almoço, sábado e domingo, das 12h às 15h. No jantar, de quarta a sábado, das 19h30 às 22h30.

Voto: Juliane Poitevin

Desempate

Decisão difícil para a comissão do Bom Gourmet porque todos os pratos de cordeiro ficaram empatados com um voto. A escolha foi pelo lombo de cordeiro do restaurante K.sa pelo contraste dos sabores salgados e doces dos ingredientes.

Quem são os jurados que deram suas indicações na categoria:

Auro Ottoni

O cabeleireiro do Torriton Pátio Batel é apaixonado por artes, viagens e comida, o que faz dele um assíduo frequentador de restaurantes, tanto na capital paranaense como em todas as cidades por onde passa em suas viagens.

Cintia Peixoto

Publisher de revista por 20 anos, coordenou importantes premiações em Curitiba. Presidiu o Batel Soho, foi responsável pela feira de food truck no litoral paranaense e liderou a ASCORES – Associação dos Comerciantes da Praça Espanha. Atualmente, é sócia da Bendita Brand & Marketing.

Juliane Kosiak Poitevin

A gerente de marketing e comunicação do Hospital Santa Cruz e da Paraná Clínicas atribui sua relação com a gastronomia a raízes culturais: o sobrenome da família estampa vinhos produzidos na França. Na atuação profissional, em cada evento corporativo vive uma nova experiência gastronômica.

Laurita Utrabo

Profissional do mercado financeiro, também faz questão de atentar aos detalhes quando o assunto é sentir os contrastes de temperos e sabores. É cozinheira autodidata e pilota o fogão desde os nove anos, quando já arriscava preparar seus quitutes.

Luiz Carlos Zanoni

O empresário e jornalista é membro de várias confrarias e aprecia pratos que combinem com bons vinhos. A clássica harmonização do cordeiro com vinhos tintos, dos quais é fiel devoto, fazem desta carne sua preferida. A intensidade de sabor e o menor teor de gordura reforçam a preferência.
Veja também os vencedores de:

Últimas

Apresenta
Apoio
Apoio Técnico