i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Ingrediente

Cogumelos comestíveis: aprenda a preparar e a combinar com outros alimentos

Aprenda dicas de como escolher, higienizar e temperar cogumelo Paris, shiitake e shimeji

  • PorFlávia Schiochet
  • 08/02/2018 07:12
Da esquerda para a direita: cogumelo shimeji, shiitake e Paris. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo
Da esquerda para a direita: cogumelo shimeji, shiitake e Paris. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo| Foto:

O brasileiro é pouco habituado a preparar cogumelos – salvo o champignon no estrogonofe, não há nenhuma receita trivial que leve os fungos comestíveis. Não é por falta de variedade: são mais de 2 mil espécies de cogumelos comestíveis conhecidas no mundo. O costume de comer, no entanto, é recente no Brasil.

Três tipos são as mais fáceis de encontrar nas gôndolas do supermercado: cogumelo Paris, shiitake e os da família Pleurotus (como o shimeji, eryngii e salmão). A produção anual é estimada em 8 mil toneladas (Paris), 1.500 toneladas (shiitake) e 2 mil toneladas (shimeji e similares), segundo a Associação Nacional dos Produtores de Cogumelos (ANPC). Outras espécies, como o enoki e nameko, somam 50 toneladas ao ano. Segundo a ANPC, são 300 produtores espalhados por oito estados brasileiros, principalmente no Paraná e em São Paulo, que cultivam 20 tipos de cogumelos comestíveis.

“Os cogumelos possuem um gosto “carnoso” e intenso devido à alta quantidade de aminoácidos livres, o que caracteriza o gosto umami”, explica o chef Lucas Correia, de Curitiba. Da colonização asiática veio o costume de usar shiitake e shimeji, geralmente temperados com shoyu, alho e gengibre.

Da esquerda para a direita: cogumelo shimeji, shiitake e Paris. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo
Da esquerda para a direita: cogumelo shimeji, shiitake e Paris. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Por conter muita água, os cogumelos perdem a textura se forem congelados. “Se forem descongelados, os cogumelos podem ser usados em cremes, sopas, caldos e recheios”, orienta a chef Denyse Porto, da Pepe Rosso Gastronomia.

Aprenda como preparar os cogumelos mais comuns

Cogumelo Paris (Agaricus bisporus)

O cogumelo Paris pode ser preparado em conservas, refogado e até empanado e frito. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo
O cogumelo Paris pode ser preparado em conservas, refogado e até empanado e frito. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Características: Pequeno e branco, com copa arredondada, tem textura aveludada. Quando amadurece, o sabor terroso se acentua. Crus, são crocantes. Por serem muito porosos, absorvem o líquido nos quais são preparados. “Os cogumelos Paris podem ser a estrela de pratos de arroz, sautées, omeletes, massas, pizzas e agregam sabor quando combinados com feijões, batata-salsa, tomate, castanhas e manteiga”, ensina Correia.

Preparos: Em conserva, crus (para saladas), grelhado, salteado, refogado, assado, vapor, empanado e frito, ensopados.

Combina com: Carnes, massas e ovos. Em conserva são chamados de champignon e são ingrediente indispensável de estrogonofe.

Shiitake (Lentinula edodes)

O shiitake pode ser preparado no papillote ou grelhado na churrasqueira, como é feito com a carne. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo
O shiitake pode ser preparado no papillote ou grelhado na churrasqueira, como é feito com a carne. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Características: De coloração marrom escura, tem textura firme e seu chapéu pode ter diâmetro de 4 a 10 cm. Por conter compostos sulfurosos, assim como a carne e a cebola, seu aroma pode lembrar carne quando aquecido. O sabor fica ainda mais intenso se estiver desidratado. O talo é separado do chapéu por ser muito fibroso para comer, mas pode ser usado para fazer caldo.

Preparos: Grelhado, salteado, no papillote, na churrasqueira, vapor, em molhos e ensopados.

Combina com: Alho, gengibre e shoyu, temperando o arroz ou servido como acompanhamento de carnes e massas.

Shimeji (Pleurotus ostreatus)

O shimeji, um dos cogumelos produzidos no Brasil da família Pleutorus, combina com receitas agridoces. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo
O shimeji, um dos cogumelos produzidos no Brasil da família Pleutorus, combina com receitas agridoces. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Características: Seu tamanho é pequeno e a coloração vai de cinza-pálido ao marrom acinzentado. Sabor mais potente, textura entre fibrosa e aveludada. Cozimento rápido.

Preparos: Grelhado, cozido para recheios ou no vapor.

Combina com: Alho, gengibre e shoyu, receitas agridoces.

***

Pouco consumidos

160 GRAMAS PER CAPITA é a média per capita do consumo brasileiro

2 QUILOS PER CAPITA é quanto franceses, italianos e alemães comem por ano

8 QUILOS PER CAPITA é o consumo por pessoa na China e na Coreia do Sul

***

Como escolher cogumelos

*Prefira os cogumelos que estiverem refrigerados, pois a temperatura entre 4 e 6 graus C evita que estraguem tão facilmente.

*Confira se não há pontos escuros nos cogumelos ou se estão tão apertados que podem machucar o chapéu.

Como limpar cogumelos

*Use apenas um pano ou papel-toalha úmido. Como os cogumelos são porosos, absorvem água se lavados sob a torneira ou se forem deixados de molho.

Pré-preparo

*Mantenha em geladeira antes de usar e preste atenção na validade (geralmente é de uma semana refrigerado).

*Tire a ponta dos talos dos cogumelos se estiverem com substrato



VEJA TAMBÉM

>>> Galette de cogumelos, erva-doce e creme de ricota com ervas

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.