Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Queijos artesanais Paraná
Festival Fermentar vai receber chefs e especialistas para mostrar o potencial da produção artesanal de queijos do Paraná.| Foto: Bigstock

A produção de queijos artesanais do Paraná e seus apreciadores será o tema do Festival Fermentar do Queijo Artesanal, realizado a partir da próxima quinta-feira (7) até domingo (10) no Mercado Municipal de Curitiba.

O evento vai receber oito profissionais ligados à cadeia de produção do queijo, chefs e conhecedores do alimento para mostrar aos participantes o que vem sendo desenvolvido no mercado e as principais tendências de consumo. Serão quatro dias de atividades como aulas-show, degustação, análise sensorial e troca de experiências entre os convidados e o público.

Flávia Rogoski, mestre queijeira e uma das organizadoras do festival, diz que o objetivo do Fermentar é aprimorar as técnicas de produção dos queijos e ampliar a visão dos apreciadores sobre como o alimento é elaborado.

“A meta é fortalecer quem produz, desenvolver melhores técnicas e divulgar o queijo e a cultura queijeira”, conta a profissional que é também proprietária da loja Bon Vivant Queijos do Mundo.

Além de ser um importante insumo para o dia a dia de qualquer cozinha, seja ela profissional ou de casa mesmo, o queijo também representa um considerável negócio para muitas famílias. Não à toa, o governo do estado lançou recentemente a Rota do Queijo, uma iniciativa para valorizar e fomentar o mercado dos queijos artesanais do Paraná. A rota do queijo já beneficia 33 pequenas queijarias distribuídas em 23 municípios do Paraná.

Especialista internacional

Para enriquecer ainda mais o aprendizado sobre queijos, o Fermentar terá a participação de Laurent Mons, especialista francês em cura do alimento. Flávia conta que há dois anos tentava trazer o francês para participar do festival.

“Os alunos irão aprender muito e ter a oportunidade de tirar dúvidas pessoalmente com os mais renomados instrutores da área”, diz.

Mons é curador de uma família tradicional da região de Auvergne, na França, além de dirigir uma escola do governo francês que forma comerciantes de queijo em Lyon. As aulas dele serão ministradas na quinta (7) e na sexta (8), em vários horários das 9h às 17h, junto com a jornalista e professora Débora Pereira. O foco são as técnicas nos processos de maturação.

Os profissionais também vão realizar aulas de análise sensorial de queijos no sábado (9), das 9h às 17h. Já no domingo (10), Flávia Rogoski vai ensinar a produzir queijos caseiros, em uma aula das 10h às 12h.

Cozinhando com queijos

Queijos artesanais Paraná
O francês Laurent Mons vai ministrar aulas durante o festival.| divulgação/Festival Fermentar

Como não poderia deixar de fora, o alimento tema do festival também será usado em saborosos preparos feitos por chefs curitibanos em aulas-show.

Sempre das 16h às 17h (exceto no domingo, em que a aula será das 11h às 12h), profissionais como Rosane Radecki, André Junqueira, Felipe Machoski, Vitor Verona e Patricia Skvira vão promover conteúdos como “cozinhando com queijos regionais”, harmonização de queijos e cervejas e também com vinhos.

Outra ação para valorizar a produção de queijos artesanais do Paraná será a expedição por queijarias de Curitiba e São José dos Pinhais. O roteiro ainda inclui a visita a uma cervejaria e também faz parte do festival.

Importância do queijo

Segundo maior produtor de leite do Brasil, o Paraná é apontado como um mercado promissor para a produção de queijos especiais. Terezinha Busanello Freire, coordenadora estadual de Turismo Rural, diz que é possível fortalecer a produção para ampliar a renda dos pequenos produtores.

“O queijo tem um grande poder de agregar valor à produção, além de um forte apelo turístico. A nossa meta é identificar mais produtores e ampliar o número de participantes da rota”, disse em entrevista à Agência Estadual de Notícias, órgão de comunicação oficial do governo do estado.

Em meados de 2021, o queijo colonial da Queijaria Rancho Fundo, do município de Salgado Filho, no Sudoeste, foi o primeiro a receber o Selo Arte, uma certificação que assegura o processo de produção artesanal e permite a comercialização para todo o território nacional. A certificação foi concedida pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), por meio da Gerência de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Gipoa).

Programação

Veja a programação completa do Festival Fermentar do Queijo Artesanal de Curitiba:

Quinta (7)
9h às 17h –
curso de cura de queijos, com Laurent Mons e Débora Pereira.
16h às 17h – aula-show “Cozinhando com queijos regionais”, com a chef Rosane Radecki, do Restaurante Girassol e Projeto Porcadeiros.

Sexta (8)
9h às 17h – curso de cura de queijos, com Laurent Mons e Débora Pereira.
16h às 17h – aula-show “Harmonização de queijos e cervejas”, com André Junqueira, beer sommelier da Morada Cia Etílica.

Sábado (9)
9h às 17h – curso de análise sensorial e formação de jurados, com Laurent Mons e Débora Pereira.
8h às 15h – Expedição do Queijo Artesanal de Curitiba, com visitas às queijarias Sapori Italiani (Caminho do Vinho/São José dos Pinhais) e Mozzarelart, e à cervejaria Maniacs Brewing Co. Participação sob consulta.
16h às 17h – aula-show “Cozinhando com queijos regionais”, com Felipe Machoski e Vitor Verona, chefs do Officina Restô Bar e MIUQ Restaurante.

Domingo (10)
10h às 12h – curso de produção caseira de queijos, com Flávia Rogoski, mestre queijeira e proprietária da Bon Vivant e SerTãoBras.
11h às 12h – aula-show “Harmonização de queijos e vinhos”, com Patricia Skvira, chef de cozinha, sommelière e professora de enocultura.

Serviço:
Festival Fermentar do Queijo Artesanal de Curitiba
De 7 a 10 de abril no Mercado Municipal – Av. Sete de Setembro, 1865, Centro. Informações no (41) 3363-3764, (41) 98534-9852 e no @festivalfermentar .

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]