Restaurantes

Premiados

Quanto custa comer nos melhores restaurantes do mundo?

Do menu degustação a opções de entrada e prato principal, descubra o preço de cardápios de casas consagradas no Brasil e exterior

por Eloá Cruz, especial para o Bom Gourmet Publicado em 27/06/2019 às 09h
Compartilhe

A lista dos 50 melhores restaurantes do mundo de 2019, organizado pela revista britânica Restaurant, foi divulgada nesta terça-feira (25) numa cerimônia em Cingapura. E entre entradas, pratos principais e sobremesas, demos uma espiada nos menus para saber a média dos preços dos pratos e degustações. Afinal, quanto custa comer nos melhores do mundo? Confira:

Lascas de beterraba com crosta de sal e molho de caviar. Foto: divulgação / Mirazur.

Restaurantes estrangeiros

Mirazur, do chef Mauro Colagreco | Menton, França

Com sua interpretação peculiar de ingredientes e combinação de sabores, o chef Mauro Colagreco criou um estilo próprio. O melhor restaurante do mundo em 2019 tem pratos cheios de frescor, com muitas ervas e frutas e vegetais coloridos – todos cultivados por produtores locais. São duas opções de menu degustação com preços que variam de 160 a 260 euros (R$ 700 a R$ 1130). Os pratos variam conforme a sazonalidade dos ingredientes.

Noma, do chef Rene Redzepi | Copenhague, Dinamarca

O segundo melhor restaurante do mundo tem foco em ingredientes sazonais e seu cardápio muda três vezes ao ano. No Noma, os vegetais são protagonistas e as carnes ficam em segundo plano. O valor do menu degustação é de aproximadamente R$ 1470, com harmonização de vinhos inclusa. O restaurante oferece preço especial aos estudantes – nesse caso, o valor fica em R$ 880, com suco ou harmonização com vinho.

Mugaritz, de Andoni Luis Adurizis | San Sebástian, Espanha

Por aproximadamente três horas, cerca de 20 criações são apresentadas a quem vai provar o menu degustação da casa. O vanguardista que está em sétimo lugar entre melhores do mundo traz, em seu menu, alguns pratos para se comer com as mãos. O preço por pessoa é de 220 euros (cerca R$ 963), o que não inclui bebidas.

Leia também:

>>> Bartenders brasileiros produzem seus próprios vermutes e descobrem novos sabores

Sobremesa com pinholes e raspas de gelo. Foto: José Luis López de Zubiría/ Mugaritz.

Asador Etxebarri, de Victor Arguinzoniz | Biscaia, Espanha

Localizado numa região de vales ao norte da Espanha, o terceiro melhor do mundo é um restaurante de grelhados que preserva técnicas ancestrais de cozimento em brasa. As toras são selecionadas com atenção pelo próprio chef. O menu degustação tem preço médio de 180 euros (equivalente a R$ 790) de acordo com o site do restaurante.

Osteria Francescana, de Massimo Bottura | Modena, Itália

A Osteria Francescana (melhor restaurante do mundo em 2018) é intimista e tem apenas 12 mesas, com menu a la carte e pratos de € 80 euros (R$ 350) a € 150 euros, ou R$ 655. Entre os pratos mais consagrados, o famoso Cinco estágios do Parmigiano Reggiano em diferentes texturas e temperaturas (80 euros). O menu degustação com doze pratos custa 290 euros (em torno de R$ 1260) sem harmonização.

Leia também

>> Saiba como incorporar o gorgonzola aos preparos do dia a dia

Restaurantes brasileiros

A Casa do Porco, do chef Jefferson Rueda | São Paulo

Com atendimento feito por ordem de chegada e sem reservas, o restaurante A Casa do Porco, bem como o nome diz, tem menu inspirado em carne suína preparada em diversas formas e técnicas. Ele ficou no 39ª lugar na lista dos melhores de 2019 e foi o brasileiro mais bem classificado. A casa tem menu a la carte e também menu degustação (que custa R$ 125 e vem com 11 pratos). A partir das 11 horas, o Comida Rápida, que é uma extensão do restaurante, serve sanduíches de porco assado no valor médio de R$ 15.

A Casa do Porco foi o único restaurante brasileiro entre os 50 melhores de 2019. Foto: reprodução Instagram.

D.O.M., do chef Alex Atala | São Paulo

O premiado restaurante de Alex Atala, que em 2012 chegou ao quarto lugar na lista de melhores restaurantes do mundo, oferece quatro opções de menu degustação. O Optimus, com seis ou sete pratos, mais aligot (um clássico da casa) e uma sobremesa custa R$ 550, ou R$ 865 harmonizado com vinhos. Já a opção mais cara, com 10 pratos, com aligot e sobremesa custa R$ 700 ou R$ 1120 harmonizado com vinhos.

Maní, da chef Helena Rizzo | São Paulo

Em 73º na lista dos 100 melhores, o Maní tem comida brasileira autoral, orgânica e contemporânea.  Os valores do cardápio do menu principal variam de R$ 45 a R$ 110. A sopa fria de jabuticaba com lagostim no vapor de cachaça, picles de couve-flor e amburana é uma das entradas e custa R$ 50. Entre os pratos principais, a Moqueca do Maní, feita com pescado ou fruto do mar do dia e servida com terrine de arroz, migalhas do Maní, pirão e azeite de pimenta, custa R$ 106.

O restaurante também serve menu degustação, que é servido somente no jantar. Os preços variam de R$ 210 (entrada, prato principal e sobremesa – mais um belisquete surpresa) a R$ 730 (o menu degustação harmonizado com vinhos).

VEJA TAMBÉM


Compartilhe

8 recomendações para você