Produtos & Ingredientes

Ingrediente

É época de caqui! Aprenda 5 receitas doces e salgadas com a fruta

Fruta de sabor neutro combina com vários preparos diferentes

por Priscila Bueno, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 30/04/2019 às 17h
Compartilhe

Outono. Estamos em plena época de caqui. As espécies mais populares são a fuyu, giombo (com aspecto semelhante ao tomate italiano) e chocolate (que tem ranhuras marrons). Além deles, tem também o chamado rama forte, com interior quase gelatinoso.

O engenheiro agrônomo Paulo Andrade explica que os caquis são divididos em três grupos. Os taninosos (que, conforme o nome revela, possuem mais tanino – aquela sensação que amarra a boca) têm polpa amarela quando maduros e podem ou não ter semente. Os não-taninosos são mais doces, firmes e amarelos quando maduros, incluindo o fuyu. O grupo de variáveis incluem os que têm polpa amarela e não tem sementes ou os escuros e com semente, como o giombo e o chocolate (ou café).

Grelhado: para grelhar, a dica da chef Vânia Krekniski é colocar os caquis em manteiga até dourar dos dois lados. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Para grelhar coloque os caquis em manteiga até dourar dos dois lados. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

>>> Sem preconceito! Melancia surpreende em preparos salgados

A chef Vânia Krekniski, do restaurante Limoeiro, em Curitiba, explica que a fruta tem sabor neutro e combina tanto com pratos doces quanto salgados. Além disso, o caqui porque pode ser usado cru, cozido, grelhado e em calda. “Já usei o caqui café em saladas. Ficou muito bom”, diz. Quando morou na Itália, a chef conta que via muito usarem o caqui em um coulis (purê quase líquido) para a pana cotta. Nesse caso, o caqui mais mole.

Apesar de todas as qualidades, a chef Vânia diz que a fruta não é muito usada na gastronomia por falta de hábito. As sugestões de preparos são muitas. No caso do caqui café, além da salada, a chef sugere o uso em farofas. O fuyu fica bem no ceviche, substituindo a batata-doce; em um chutney ou ainda grelhado como acompanhamento. O rama forte, mais mole, é indicado para ser usado em geleias, acompanhando queijos mais gordurosos.

No rol dos doces, a chef Karina Ribas, do Cheesecake a Wish, diz que a variedade rama forte vai bem em mousses, entremets e pavês. Já a versão mais firme, como o fuyu, fica melhor na decoração ou em compotas e geleias. “O chocolate é mais seco e sugiro o uso em geleias”, completa. Ela arrisca a indicar um uso em pratos salgados. “Numa redução com aceto balsâmico, ele pode acompanhar as carnes”, diz.

>>> Conheça o couro feito com frutas que virou petisco e foi parar na decoração de pratos

Confira 5 receitas com caqui:

Compartilhe

8 recomendações para você