Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Caipirinha caipiroska sakerinha
Para os puristas, a caipirinha só pode levar gelo, açúcar, limão e, claro, cachaça.| Foto: Big Stock Photos

Não há dúvida de que a caipirinha é o drink oficial do Brasil. Porém, assim como é amada, a bebida também levanta debates acalorados sobre como deve ser preparada e quais ingredientes compõem a receita oficial. Caipirinha, Caipiroska e Sakerinha. Para os puristas, a bebida só pode levar gelo, açúcar, limão e, claro, cachaça. Para outros, as misturas são melhores.

“A caipirinha clássica é o coquetel brasileiro reconhecido mundialmente. Inclusive ela é listada na International Bartenders Association (IBA) como a bebida principal do país”, explica o consultor de bares, Rafael Costa.

Do drink clássico surgiram diversas variações, muitas usando frutas, outras usando bebidas diferentes como base. “Foi assim que surgiram a Caipiroska (preparada com vodka), a Caipiríssima (preparada com rum) e a Sakerinha (preparada com sake)”, elenca o especialista.

Segundo Costa, é impossível pontuar exatamente quando surgiram essas variações, já que as mudanças na forma de preparar caipirinha acompanharam as nuances do gosto e das tradições num país continental como o Brasil.

“Muita gente prefere bebidas mais doces e foram substituindo o limão, mais azedo, por outras frutas, como o morango. A cachaça, de sabor mais marcante, também foi substituída por bebidas mais suaves”, diz.

Como no meio da mixologia e dos apreciadores de cachaça o nome “caipirinha” só é aceito para a receita clássica, criou-se até o termo "caipifruta" para os drinks preparados com qualquer outra fruta que não seja o limão.

Caipirinha caipiroska sakerinha
A caipifruta é preparada com qualquer outra fruta que não seja o limão.| Bis Stock Photos

O assunto é tão sério que, em 2003, o Brasil passou a ter um registro da caipirinha na legislação reconhecendo a bebida como um produto inerentemente brasileiro.

Contudo, a lei 4.851/2003, que garante a propriedade intelectual sobre as marcas caipirinha e cachaça na legislação internacional, abriu uma brecha para algumas “mudanças” no drink clássico. “Contanto que se use cachaça, limão e açúcar, pode-se acrescentar outras frutas e água e ainda assim chamar a bebida de caipirinha”, explica Costa.

História 

A história de como a caipirinha surgiu e sua evolução já foi tema de reportagem no Bom Gourmet. A bebida não conta com registros históricos para que se possa afirmar com certeza sua origem. Segundo Carlos Eduardo Cabral de Lima, diretor executivo do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), existem várias hipóteses para o surgimento do coquetel.

Uma delas diz que a caipirinha se popularizou na cidade de Piracicaba, no interior de São Paulo, em meio à pandemia de gripe espanhola, em 1918, sendo preparada com suco de limão, alho e mel.

“Outra história da caipirinha é defendida pelos moradores de Paraty, no estado do Rio de Janeiro, em que os marinheiros e navegadores tomavam uma dose de cachaça misturada com suco de limão para evitar o escorbuto [doença provocada pela grave falta de vitamina C] em alto-mar em meados de 1856”, conta.

De fato, sabe-se que, aos poucos, a receita perdeu o mel e o alho, ganhou a cachaça e a preferência nos bares e rodas de amigos, chegando até a Semana de Arte Moderna de 1922, em São Paulo. Lá, os intelectuais pregaram a valorização da cultura do país, e a pintora Tarsila do Amaral elegeu a caipirinha como a bebida oficial do movimento. “Dizem que o apelido dela era caipirinha, mas ninguém sabe dizer ao certo de onde surgiu isso”, explica o diretor executivo do Ibrac.

Caipirinha, caipiroska ou Sakerinha

O especialista Rafael Costa explica as diferenças entre os coquetéis e dá dicas de harmonização.

Caipirinha – preparado com cachaça, limão, açúcar e gelo. Tem o sabor mais intenso de todas. Harmoniza bem com comidas mais gordurosas, como feijoada e frituras.

Caipiroska – Quando a cachaça é substituída por vodka. Ainda tem um teor alcóolico elevado, mas é mais suave por conta do sabor menos marcante da vodka. Também harmoniza com comidas gordurosas.

Caipiríssima – Quando a cachaça é substituída pelo rum. Bebida ainda mais adocicada. Ótima para os dias quentes e para beber à beira da piscina.

Sakerinha – Quando a cachaça é substituída pelo sake. Por se tratar de uma bebida mais suave e fermentada (diferente das outras, que são destiladas), combina bem com pratos mais leves, como grelhados de carne branca.

Caipifruta – Quando o limão é substituído por outra fruta. Segue a harmonização da bebida da qual o drink é feito.

Caipirinha caipiroska sakerinha
| Rafael Graminho

Caipiroska de limão siciliano e maracujá

Rafael Costa para o Bar 360
RendimentoPara um copo de 300ml
PreparoFácil

Ingredientes

  • Usa se 70 ml de vodka Smirnoff
  • 30 ml de xarope de açúcar
  • 35 gramas de limão siciliano
  • 35 gramas de maracujá

Modo de preparo

  1. Na coqueteleira, macere o limão siciliano, com o xarope de açúcar.
  2. Adicionar a vodka e o gelo e bater até gelar a mão.
  3. Transferir para o copo e guarnecer com uma flor de hortelã.
Caipirinha caipiroska sakerinha
| Fred Kendi/Gazeta do Povo

Caipirinha clássica

RendimentoPara um copo de 300ml
PreparoFácil

Ingredientes

  • 1 limão
  • cubos de gelo
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 70ml de cachaça

Modo de preparo

  1. Comece cortando o limão ao meio e retire a parte branca dele (o miolo), pois ele causa amargor à bebida. Depois, coloque o açúcar e macere com um pilão.
  2. Adicione o gelo até a borda do copo e complete com a cachaça.
  3. Mexa tudo com uma colher de bar (com um cabo longo) até dissolver o açúcar, e sirva.
  4. Você também pode usar uma coqueteleira para mexer toda a mistura.
  5. Dica: não use gelo picado, pois ele derrete rapidamente e altera o sabor da Caipirinha.
Caipirinha caipiroska sakerinha
Fotos das caipirinhas preparadas pela equipe do Taj Bar, para a revista Bom Gourmet Caipirinhas de: Lima da Pérsia, Limão, Morango, Kiwi e Maracujá respectivamente. Nota: a caipirinha de Kiwi é a única sem álcool, e preparada com água de coco. Local: Núcleo Estilo de Vida – Curitiba – PR| Fred Kendi/Gazeta do Povo

Saquerinha de morango

Marcelo Morais
RendimentoPara um copo de 300ml
PreparoFácil

Ingredientes

  • 6 a 8 unidades de morango
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 75 ml de saquê
  • cubos de gelo

Modo de preparo

  1. Adicione o açúcar sobre os morangos. Em seguida macere os ingredientes com a ajuda de um amassador.
  2. Complete o copo com gelo e adicione o saquê.
  3. Para finalizar, bata a bebida na coqueteleira ou com a ajuda de outro copo.
    Variações:
  4. A de morango é a preferida das mulheres, mas pode ser preparada com frutas vermelhas, kiwi e abacaxi. Mesmo sendo ácidas estas frutas são mais adocicadas e combinam com o saquê.
Caipirinha caipiroska sakerinha
Fotos das caipirinhas preparadas pela equipe do Taj Bar, para a revista Bom Gourmet Caipirinhas de: Lima da Pérsia, Limão, Morango, Kiwi e Maracujá respectivamente. Nota: a caipirinha de Kiwi é a única sem álcool, e preparada com água de coco. Local: Núcleo Estilo de Vida – Curitiba – PR| Fred Kendi/Gazeta do Povo

Caipiroska de lima da Pérsia

Marcelo Morais
RendimentoPara um copo de 300ml
PreparoFácil

Ingredientes

  • 1 e 1/2 de lima da Pérsia
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 75 ml de cachaça
  • cubos de gelo

Modo de preparo

  1. Corte a lima em cubos ou fatias (com casca). Adicione o açúcar sobre a fruta.
  2. Em seguida macere os dois ingredientes com a ajuda de um amassador.
  3. Complete o copo com gelo e adicione a vodka.
  4. Para finalizar bata a bebida na coqueteleira ou com a ajuda de outro copo, para que o açúcar se dissolva por completo e os ingredientes se misturem.

Caipirinha de maracujá

Quality Hotel Curitiba
RendimentoPara um copo de 300ml
PreparoFácil

Ingredientes

  • 1 unidade de maracujá médio
  • 1 colher de sobremesa de pimenta rosa
  • 1 gota de pimenta tabasco
  • 70 ml de cachaça
  • 1 + 1/2 colher de sobremesa de açúcar
  • 5 pedras de gelo

Modo de preparo

  1. Bata a polpa do maracujá, a pimenta tabasco, a cachaça, o açúcar e o gelo na coqueteleira
  2. Coe e sirva num copo para caipirinha.
  3. Então, coloque a pimenta rosa.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]