i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Brasil continua sem restaurante 3 estrelas no Michelin

O guia francês foi lançado nesta quinta-feira (28). O D.O.M, de Alex Atala, manteve as duas estrelas. 157 restaurantes de São Paulo e Rio de Janeiro foram premiados; veja a lista

  • PorDa Redação, com Folhapress
  • 29/04/2016 07:19
Brasil continua sem restaurante 3 estrelas no Michelin
| Foto:
Alex Atala ao lado de seu subchef no D.O.M, Geovane Carneiro. O restaurante é o único duas estrelas. Foto: Ari Kaye|Divulgação
Alex Atala ao lado de seu subchef no D.O.M, Geovane Carneiro. O restaurante é o único duas estrelas. Foto: Ari Kaye|Divulgação

Assim como na primeira edição do Guia Michelin Brasil, em 2015, nenhum restaurante do país conseguiu as tão sonhadas três estrelas do famoso guia francês na versão 2016. A edição brasileira do roteiro premiou restaurantes de São Paulo e Rio de Janeiro em uma cerimônia na quinta-feira (28) no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Somente o D.O.M, de Alex Atala, ficou com duas estrelas. 17 casas conseguiram uma estrelas e 30 receberam o título Bib Gourmand, dado aos restaurantes considerados bons e baratos, com menu completo por até R$ 90.

>>> Campeonato elegeu o maior comedor de hambúrguer de Curitiba

>>> Francesa Dominique Crenn é eleita a melhor chef mulher do mundo

Ao todo, 157 restaurantes foram premiados, 12 a mais que na primeira edição brasileira.

Ao longo de meses, inspetores (especialistas em gastronomia ou hotelaria treinados pela Michelin) visitam anonimamente mais de 500 casas, entre São Paulo e Rio, avaliando receitas com base em cinco critérios: qualidade de ingrediente, personalidade da cozinha, técnicas de cozimento e harmonia de sabores, custo-benefício e regularidade (no conjunto da refeição e ao longo do tempo).

Rodrigo Oliveira, com duas casas entre os premiados, ganha beijo da também premiada Roberta Sudbrack. Foto: Ari Kaye|Divulgação.
Rodrigo Oliveira, com duas casas entre os premiados, ganha beijo da também premiada Roberta Sudbrack. Foto: Ari Kaye|Divulgação.

Levando esses aspectos em consideração, atribuem aos restaurantes uma-estrela (cozinha muito boa), duas-estrelas (cozinha excelente) ou três-estrelas (cozinha excepcional). Há ainda a categoria “bib gourmand”, de casas com “boa relação entre preço e qualidade”.

História

O guia gratuito para viajantes foi criado em 1900, na França, e passou a ter estrelas em 1926 – em 1931 o sistema foi aperfeiçoado para o que vigora até hoje. Depois da Europa, o guia “Michelin” seguiu para a América do Norte (2005) e Ásia (2007). A edição brasileira é a primeira da América Do Sul.

***

Serviço 

MICHELIN – RIO & SÃO PAULO 2016

ONDE Livrarias, bancas de jornal e lojas de revistas

QUANTO R$ 80 (320 págs.); o aplicativo é gratuito

 ***

Lista completa

2 estrelas

D.O.M (SP)

 

1 estrela

Attimo (SP)

Dalva e Dito (SP)

Eleven Rio (RJ) — novo

Esquina Mocotó (SP) — novo

Fasano (SP)

Huto (SP)

Jun Sakamoto (SP)

Kan Suke (SP) — novo

Kinoshita (SP)

Kosushi (SP)

Lasai (RJ)

Maní (SP)

Mee (RJ)

Olympe (RJ)

Roberta Sudbrack (RJ)

Tête à Tête (SP) — novo

Tuju (SP)

 

BIB GOURMAND

Anna (RJ) — novo

Antonietta Empório (SP)

Artigiano (RJ)

Arturito (SP)

Brasserie Victória (SP)

Bona (SP) — novo

Casa Santo Antônio (SP)

Ecully (SP)

Entretapas (RJ) – unidades Botafogo e Jardim Botânico — novo

Gurumê (RJ)

Jiquitaia (SP)

Le Bife (SP) — novo

Lima Restobar (RJ)

Marcel (SP)

Manioca (SP) — novo

Miam Miam (RJ)

Mimo (SP)

Miya (SP)

Mocotó (SP)

Oui Oui (RJ)

Petí (SP) — novo

Pomodorino (RJ)

Restô (RJ)

Riso Bistrô (RJ) — novo

Sal Gastronomia (SP)

Tartar & Co (SP)

Tian (SP)

Tordesilhas (SP) — novo

Zena Caffè (SP)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.