i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Lanches

Conheça o Lanchera, ponto turístico de Porto Alegre que agrada pela simplicidade e preço

Café a R$ 2, sucos de fruta batidos na hora e lanches variados que agradam todos os tipos de pessoa

  • PorAline Torres, especial para a Gazeta do Povo
  • 01/11/2019 12:00
Lanchera do Parque é ponto turístico em Porto Alegre. Foto: Divulgação.
Lanchera do Parque é ponto turístico em Porto Alegre. Foto: Divulgação.| Foto:

A Lancheria do Parque é um ponto turístico de Porto Alegre. É habitual que seus clientes, ao receberem parentes ou amigos de outras cidades, inclusive, de várias regiões do mundo, programem o tradicional passeio pelo Brique da Redenção, que tem uma vasta feira orgânica de manhã e outra de antiquários e artesanatos à tarde, depois passeie pelo parque, que é belíssimo, e siga para almoço ou lanche da tarde na Lanchera, como é conhecida.

Lanchera do Parque é ponto turístico em Porto Alegre. Foto: Divulgação.
Lanchera do Parque é ponto turístico em Porto Alegre. Foto: Divulgação.

>>> Conheça o restaurante que funciona há mais de 130 anos no Centro de Porto Alegre

A Lanchera faz parte da vida dos frequentadores da Redenção e dos bairros Bom Fim, Centro e Cidade Baixa. É um lugar verdadeiramente democrático, frequentado por ricos e pobres. Não é exagero falar que todo mundo vai à Lanchera. Moderninhos, conversadores, andarilhos, políticos, desembargadores, estudantes, artistas. É fácil encontrar músicos de bandas gaúchas como Cachorro Grande, Papas da Língua, Apanhador Só, Pata de Elefante.

É um lugar eclético que faz parte da vida da cidade há 37 anos. Quem vai na Lanchera pede sucos naturais que vem no liquidificador e come torrada, como os gaúchos chamam o misto quente. Tudo a baixo custo.

O suco no liquidificador rende três copos. As frutas são frescas e batidas na hora. Por R$ 6 tem de melancia, mamão, maracujá, abacaxi, laranja batido, melão, manga, limão. O suco misto custa R$ 7. A mistura mais pedida é laranja, abacaxi e melancia. O cafezinho, custa R$ 2. E o Toddy, quem disse que não se pode fazer amigos bebendo um? Custa R$ 5. Os lanches clássicos são a torrada com ovo, R$ 7. O sanduíche de salaminho R$ 8 e o prensado de presunto e queijo no pão cervejinha R$ 7. Tem também salada de frutas, R$ 5, pudim de leite e sagu, R$ 5.

Para quem quer almoçar ou jantar na Lanchera, a comida é boa, caseirinha e com bons preços. Destaque para o bife acebolado com arroz R$ 30 ou o bife a pé, que inclui arroz, ovos e batatas fritas, R$ 40. Os pratos servem de duas a três pessoas.

Torrada com ovo e suco natural de laranja do Lanchera. Foto: Divulgação.
Torrada com ovo e suco natural de laranja do Lanchera. Foto: Divulgação.

>>> Hambúrgueres “diferentões”: guia dos sanduíches mais inusitados de Porto Alegre

O local fica bem em frente à Redenção, na Avenida Osvaldo Aranha, 1.086 – é só procurar pelo famoso toldo vermelho – e funciona de segunda a sábado das 6h30 às 23h45. No domingo fecha às 21h30.

Tudo é bastante simples. Não tem ar condicionado, os bancos, mesas e cardápio estão gastos pelos anos de uso e o atendimento é bastante peculiar. Um dos associados anota o pedido no caderninho – a Lanchera é uma cooperativa – e solta o grito: sai um suco de laranja! Parece uma loucura, mas todo mundo se entende e o pedido vem certo.

Sobre o sistema de trabalho, vale a menção porque seu Ivo e a dona Inês, proprietários da casa, tiveram uma atitude pouco vista em outros comércios. Há uns 20 anos, eles decidiram transformar a Lanchera em uma cooperativa, tornando seus funcionários em sócios.

VEJA TAMBÉM

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.