Bebidas

clima favorável

Rio Grande do Sul registra safra de uva recorde em 2017

Mais de 750 milhões de quilos de uva ingressaram nas vinícolas gaúchas; volume é 5,8% maior que o registrado em 2011, último recorde registrado

por Bom Gourmet Publicado em 01/06/2017 às 11h
Compartilhe

A safra de uva 2017 registrou recorde no Rio Grande do Sul. Nas vinícolas gaúchas ingressaram 750.612.622 quilos de uva, volume 5,8% maior que o número registrado em 2011, último recorde registrado, com 709,6 milhões de quilos. A produção se concentra em 418 vinícolas do estado; as uvas são cultivadas em 136 municípios.

Desse total, 89,6% foram de uvas americanas e híbridas, usadas para sucos e vinhos de mesa, e 10,4% de uvas vitis viníferas, empregadas na produção de vinhos finos. Os dados foram divulgados na tarde desta quarta-feira (31) pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul (Seapi-RS).

LEIA TAMBÉM

Aprenda a harmonizar queijos e vinhos

10 conselhos para começar a entender de harmonização com vinhos

Argentina e Chile começam a apostar em uvas pouco comuns para seus vinhos

O bom tempo também colaborou para a qualidade da matéria-prima. “Fomos surpreendidos com o volume final da safra, principalmente em virtude da quebra histórica registrada no ano passado, de 57%. Mas a situação se inverteu esse ano porque a produção de uvas é bastante sensível ao clima e, durante o ciclo vegetativo dessa safra, as condições climáticas foram muito favoráveis”, avaliou o presidente do Ibravin, Dirceu Scottá. Em 2016, a safra foi de apenas 300 milhões de quilos, menos da metade da safra desse ano.

O aumento de volume mais significativo na safra de uva 2017 foi observado principalmente entre os pequenos produtores. Metade da safra deverá ser destinada para os vinhos tranquilos e espumantes e a outra metade para os sucos e derivados.

Vendas em baixa

De acordo com a Ibravin, a comercialização de vinhos e espumantes nacionais recuou 14% no primeiro quadrimestre do ano em relação ao mesmo período de 2016. Os rótulos brasileiros – vinhos de mesa, vinhos finos e espumantes – representam 60% do total consumido no país. A comercialização dos sucos de uva 100%, por sua vez, está 6,4% abaixo do mesmo quadrimestre de 2016.

Quebra na Europa

Enquanto os produtores gaúchos comemoram os bons resultados da safra de uva 2017, a situação é bem diferente na Europa onde geadas inesperadas na primavera causaram quebra de safra em vários países, sobretudo na região de Bordeaux, na França, e no Vêneto, no norte da Itália.

Compartilhe

8 recomendações para você