Restaurantes

Santa Catarina

Com clima de balada, Selenza 47 tem sofisticação em pratos e drinques

Restaurante em Balneário Camboriú une alta gastronomia e música; cardápio conta com pratos internacionais como mignon e camarões defumados

por Juliana Gomes, de Balneário Camboriú, especial para Gazeta do Povo Publicado em 09/11/2017 às 20h
Compartilhe

Na cidade catarinense onde a noite é mais quente, até um restaurante pode virar balada. O Selenza 47, em Balnéario Camboriú, abriu as portas há um ano com a proposta de fazer os clientes comerem pratos sofisticados ao som de DJs. Convidados famosos também costumam dar uma canja no microfone. No menu os grandes clássicos, como o medalhão de filé mignon, estão ao lado de novidades, como os camarões defumados.

“O nosso foco é a alta gastronomia. É oferecer pratos cosmopolitas, inspirados em grandes restaurantes internacionais, com ingredientes orgânicos, de pequenos produtores, e drinques autorais. A música, a festa, é só algo a mais”, explica o proprietário Phellipe Leal.

LEIA TAMBÉM

Heineken lança na Europa máquina de chope em cápsulas

Onde comer pizza napolitana em Balneário Camboriú

Bar de Balneário Camboriú lança drinks inspirados em filmes de Chaplin

O empresário paulista, que mora há 20 anos em Santa Catarina, foi buscar a inspiração para novo empreendimento nos Estados Unidos. Depois de viajar por dois anos, fez o desenho do negócio e chamou quatro amigos pra completar a empreitada. O sucesso da casa foi tão rápido que é recomendado fazer reserva para garantir uma mesa nas noites mais movimentadas, às quarta e sextas. No fim de semana, o horário do almoço é o mais disputado, principalmente o deck de frente pro mar. No total, são 68 lugares pra sentar e capacidade de 200 pessoas na pista.

  • O restaurante vira balada nas noites de sexta, quando a disputa por uma mesa costuma ser acirrada.
  • O mignon costa negra é o tipo de prato que faz os clientes voltarem.
  • Os camarões rosa defumados na churrasqueira são inspirados na gastronomia brasileira e são acompanhados de talharim de pupunha.
  • O polvo 5.020 é feito na brasa e sai por R$ 109.
  • O globo de chocolate é a sobremesa mais pedida pelos clientes e acompanha calda quente de chocolate suiço.
  • O iced cold é feito a base de whisky e sai por R$ 32.
  • A base do mosvow mule é a vodka e o drink recebe espuma de gengibre.

Toda semana entra um prato inédito, chamado de sugestão do chef, que não está no menu. As quartas-feiras recebem o festival de risotos e massas, que saem por R$ 49,90 e incluem sobremesa. Já nas quintas, a estrela é o filé mignon, que protagoniza duas opções de pratos diferentes a cada semana, que saem por R$ 69,90.

O menu é enxuto e apresenta pratos clássicos com um toque de brasilidade. Para começar a noite, a pedida é o steak tartar mint, cujo preço é R$ 69. É feito de carne de angus batida em ponta de faca, temperos secretos, brotos de hortelã e chips de pringles feitos na casa.

Entre os pratos mais vendidos está o mignon em costa negra, que custa R$ 99 e é composto de filé mignon na baixa temperatura, frito na manteiga noisette, com aligot de queijos franceses, cebolinhas brûlée e molho demi glace. Outra unanimidade entre os clientes são os camarões 47, que também saem por R$ 99. Ele é feitos com o fruto do mar defumado na churrasqueira, talharim de pupunha na manteiga queimada, emulsão cítrica e pó de botarga. Os dois pratos são individuais.

O polvo, que segue em alta no litoral de Santa Catarina, também tem espaço no menu. Os tentáculos do molusco são feitos na brasa, e servidos com creme de couve-flor, cenouras baby e aspargos grelhados. Para finalizar, demi glace e brotos de salsa fresca. O prato sai por R$ 109 e serve uma pessoa. Para compartilhar, há opções como os palitos de tapioca (R$ 49) feitos com queijo meia cura e grana padano, servidos com chili de goiabada.

Para fechar a noite, há três opções de sobremesas. A mais pedida é o globo de chocolate (R$ 38), composto de brownie de chocolate belga e morangos frescos envoltos por uma esfera de chocolate. É servido com sorvete de leite ninho e calda quente de chocolate suiço.

A carta de drinques é mais extensa e  o destaque fica por conta dos coquetéis autorais. O iced cold, que sai por R$ 32, está entre os preferidos do público. A bebida leva uísque, licor de cassis, suco de grapefruit, bitter de laranja e é vaporizado com baunilha. Outra criação da casa que faz sucesso é o moscow mule, que custa R$ 35. O drink mistura vodca, suco de limão, angostura e espuma de gengibre.

Para o verão, o menu será reformulado e o restaurante ficará aberto todos os dias. Entrarão novos pratos com os frutos do mar como protagonistas. Os sócios também estudam abrir uma nova unidade do Selenza em Curitiba e Brasília.

Serviço

Avenida Atlântica, 5020, Centro – Balneário Camboriú (SC). Funciona nas quartas e quinta das 19h à 1h, nas sextas das 19h às 5h, aos sábados das 12h às 5h e aos domingo das 12h à 1h.

Compartilhe

8 recomendações para você