Prêmio Bom Gourmet 2018

Prêmio Bom Gourmet

Tradição e criatividade são pontos fortes dos melhores sonhos de Curitiba

O doce é a grande novidade da categoria Sabor Popular do Prêmio Bom Gourmet 2018

por
Compartilhe

Uma massa fofinha por dentro e sequinha por fora, generosamente recheada com um creme de dar água na boca. Não é à toa que o sonho tem este nome. A iguaria, que faz parte da memória afetiva dos curitibanos, é a grande novidade do Sabor Popular do Prêmio Bom Gourmet 2018.

>> CONHEÇA TODOS OS INDICADOS AO SABOR POPULAR E VOTE 

Sonho de Nata, da Família Farinha (esquerda); de banoffe, da Império dos Sonhos (direita); e de zabaione, da Requinte (abaixo).

A escolha do estreante se deve ao valor sentimental que ele tem. Ícone de qualquer padaria, o sonho é um doce tradicional da confeitaria brasileira e faz qualquer um salivar ao lembrar dos tempos em que o carro do sonho fazia a festa da criançada durante as férias escolares.

“Tenho uma cliente que sempre que come nosso sonho fala que parece que está comendo um pedaço de nuvem”, diz Regina Cazella, da Padaria Requinte, uma das finalistas da categoria no Sabor Popular. Ela, que concorre com o mini-sonho de zabaione, fala que a receita é uma das mais tradicionais do estabelecimento. “Nós temos quase 34 anos de atividade, e o sonho de zabaione deve tem uns 30 anos”, conta Regina, que confirma a popularidade do quitute entre adultos e, principalmente, entre as crianças. “Por ele ser pequeno, as crianças costumam comer numa bocada só”, diverte-se.

Sobre a escolha do recheio – um clássico da gastronomia italiana – , ela afirma que foi uma ideia que tiveram para fugir do creme e da nata tão comuns nos sonhos. “Desenvolvemos uma receita exclusiva de zabaione, que foge um pouco da tradicional, adaptada ao paladar dos nossos clientes”, explica.

>> Veja as estratégias dos finalistas do Sabor Popular para conquistar votos

Tradição também é a palavra que define o sonho de nata da Família Farinha, que também concorre ao Sabor Popular. “Estamos desde 1998 no endereço atual, mas a família já atua no ramo desde 1956”, conta Pedro Farinha Neto. O segredo do sucesso da iguaria, conta Pedro, está na forma artesanal de fazer. “Nossa fermentação é mais lenta que a normalmente feita nos sonhos, é um processo que respeita o crescimento da massa. E a nata é super fresca, feita com creme de leite batido no dia”, orgulha-se.

Novas combinações

No caso da Império do Sonho, mais uma finalista do Sabor Popular 2018, a tradição sai um pouco de cena para dar espaço à criatividade. “Somos pioneiros em fazer o sonho banoffe”, conta Bruna Barbosa, idealizadora da marca que não tem loja física e só atende encomendas. Ela, que vive de sonhos há três anos, aposta nas combinações moderninhas para fazer sucesso entre os clientes, como nutella com morango e paçoca, além da versão da famosa torta de banana, claro. Mas sem perder de vista os ensinamentos aprendidos com a família. “Minha avó teve uma fábrica de sonhos, que foi fechada quando ela faleceu, e meu pais também vendeu o doce como ambulante, durante 30 anos”, fala.

Os melhores de Curitiba

Seja tradicional ou moderninho, quem irá definir o melhor sonho de todos é o público. Para isso basta votar no site do Prêmio Bom Gourmet. A votação começou no dia 7 e vai até 29 de julho e além do melhor sonho você pode escolher os melhores em outras cinco categorias: coxinha, cachorro-quente, chineque, pastel e carne de onça.

LEIA TAMBÉM:

>> Uma polêmica ronda o mundo das coxinhas: onde morder primeiro?

>> Carne de onça, o “tartar das araucárias”, também conquista os jovens

>> Como deixar o pastel sequinho e crocante?

>> A revolução dogueira de Curitiba: o que mudou no tradicional cachorro-quente

Prêmio Bom Gourmet

Prêmio Bom Gourmet 2018 da Gazeta do Povo elege os melhores também em outras duas categorias: Chefs 5 Estrelas, que definirá os cinco nomes que se destacam no comando das cozinhas curitibanas, e o Sabor Especial, que contempla 25 especialidades.

Para determinar os vencedores, foram selecionados mais de 170 jurados, representantes das mais variadas áreas da sociedade que, além do hábito de frequentar boas mesas, têm uma relação especial com a gastronomia. O grande número de indicações faz com que o Prêmio se transforme em um grande guia gastronômico, plural e democrático, que realmente traz o que a cidade tem de melhor.

Os candidatos participaram de entrevista ao vivo no face do Bom Gourmet; confira:

Compartilhe

8 recomendações para você

CADASTRE-SE NA GAZETA DO POVO E TENHA ACESSO ILIMITADO GRÁTIS AOS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS DO BOM GOURMET ATÉ O DIA 31 DE OUTUBRO.