Bebidas

História

Drink Submarino, do Bar do Alemão, completa 35 anos

Preparado com uma dose de steinhäger na caneca do chope, a bebida é o carro-chefe do Schwarzwald – Bar do Alemão em Curitiba

por Andrea Torrente Publicado em 25/01/2017 às 11h
Compartilhe
submarino bar do alemão

Submarino do Bar do Alemão nasceu por acaso em 1982. Foto: Divulgação.

Para muitos turistas que passam por Curitiba, parar no Schwarzwald – Bar do Alemão, já é um passeio tão obrigatório quanto visitar o MON ou o Jardim Botânico. O objetivo é basicamente um: provar o Submarino, lendária bebida feita com chope Pilsen e uma dose de steinhäger cuja fama se espalhou bem longe da capital paranaense. Em em 2017 o tradicional drink completa 35 anos.

Segundo Jorge Tonatto, gerente do Bar do Alemão, o segredo do sucesso é a originalidade. O sabor, que mistura a doçura da cerveja com a secura e o aroma herbáceo do destilado aromatizado com zimbro, sem dúvida caiu no gosto do público. Além disso, o drink tem também a parte lúdica que permite ao cliente de “roubar honestamente” as célebres canequinhas de steinhäger que ficam imersas na cerveja.

>>> Dono do Bar do Alemão ensina a fazer carne de onça

>>> Prefeitura declara a carne de onça patrimônio cultural de Curitiba

>>> Bar do Alemão coloca novos pratos no cardápio após 37 anos

As canecas, por si só, viraram um suvenir do Bar do Alemão e objeto de coleção. São três modelos fixos: com bandeiras dos estados alemães, com o brasão dos estados da Alemanha e com pontos turísticos de Curitiba, além das edições limitadas lançadas em datas especiais, como Copa do Mundo e Olimpíadas.

De acordo com Tonatto, todos os meses são servidos cerca de 14 mil Submarinos por mês. O recorde de maior número de Submarinos tomados é de 17 canecos em cinco horas, estabelecido por um cliente em 1995, que resiste até hoje. O drink é servido na caneca de 450 ml e a dose de steinhäger, que tem teor alcoólico de 38%, tem 30 ml. O preço é de R$ 18,30.

Criação

Se todo mundo conhece o Submarino, poucos sabem qual a história por trás da sua “criação”. O drink, de acordo com Tonatto, nasceu acidentalmente no inverno de 1982. Um grupo de amigos frequentadores do bar costumava se aquecer, antes de tomar o chope, tomando uma dose de steinhäger. Em uma das rodadas do destilado, um dos copos caiu no chope. Para a surpresa do garçom, todos na mesa fizeram o mesmo: colocaram sua dose de steinhäger dentro do caneco de chope. “O nome surgiu ali mesmo, na mesa. Foi tudo muito espontâneo”, conta o gerente.

No começo, ainda não existiam as canequinhas e o steinhäger era servido em copos americanos. “As pessoas levavam embora o copinho americano em que estava o steinhäger. Alguns anos depois surgiram as canequinhas como um presente para os clientes”, explica Raimundo da Conceição, funcionário do Bar do Alemão há 22 anos. Desde então, todas têm a célebre frase: “Este caneco foi honestamente roubado”, acompanhada do ano do “roubo”.

Versões

Além da receita tradicional, o Bar do Alemão, dos sócios Andersen Prado e Rogério Tonatto, serve variações como o Submaster, que combina o chope com Jagermeister, bebida tradicional alemã produzida com 56 ervas, o Sub-Asas, com bebida energética na canequinha, e o Sub-Osborne que traz uma dose de conhaque.

***

Serviço
Rua Dr. Claudino dos Santos, 63 – São Francisco, Curitiba – (41) 3223-2585. Aberto todos os dias das 11 às 2 horas.

Compartilhe

8 recomendações para você