i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Alternativas

O retorno do drive-in. Coronavírus traz de volta um clássico dos anos 70

  • Por Gisele Rech
  • 03/04/2020 19:58
O retorno do drive-in. Coronavírus traz de volta um clássico dos anos 70
| Foto: Divulgação/Kharina

A necessidade de diversificar os modos de oferta de produtos em meio à pandemia provocada pela disseminação do coronavírus fez uma das redes de lanchonetes mais tradicionais de Curitiba voltar no tempo. Depois de seis anos descontinuado, o serviço de drive-in do Kharina está de volta.

A rede surgiu em 1975 exclusivamente com atendimento nos veículos, serviço inspirado em filmes norte-americanos. "Com o passar dos anos ampliamos para o serviço de salão e, com a mudança dos hábitos das pessoas com o aumento de número de shoppings, por exemplo, acabamos encerrando o drive-in e nos concentrando no serviço de mesa", explica o diretor de operações do Grupo Kharina, Rachid Cury Neto.

A estratégia mudou há duas semanas, quando os gestores da rede começaram a pensar em alternativas para manter o fluxo de clientes em tempos de Covid-19. "As pessoas estão muito receosas em frequentar os restaurantes, mesmo com todas os cuidados que estamos tomando. Então, decidimos resgatar o drive-in, que permite o contato mínimo com o cliente, mas que permite que as pessoas saiam para um passeio", diz.

A vantagem do drive-in é que as pessoas têm espaço para fazer a refeição dentro do carro, que ficam devidamente estacionados. "Os estacionamentos das nossas lojas foram preparados para esta modalidade de consumo e têm, em média, 80 vagas".

Para fazer o pedido, basta ligar o pisca-alerta e esperar o garçom ir até o veículo, fazer o pedido e pagar. "No máximo em dez minutos os produtos são entregues. Aí, fica a critério do cliente consumir no estacionamento ou ir para casa". O produto mais pedido no drive-in é o hambúrguer, pela facilidade de consumo sem a utilização de talheres, mesa ou cadeiras.

O sistema está em funcionamento nas unidades do Batel (Rua Benjamin Lins, 851) e do Jardim Botânico (Avenida Prefeito Omar Sabbag, 365), das 11h30 às 21h30. "Em apenas duas semanas, percebemos que metade dos atendimentos na loja já são pelo drive-in". Além deste sistema, a rede também atua com delivery, caso o cliente prefira receber os produtos em casa.

Pegue e leve sem sair do carro

O acesso "motorizado" aos produtos gastronômicos também tem sido alternativa de muitos estabelecimentos de Curitiba, que implementaram o serviço de takeaway (pegue e leve). A principal diferença é que o pedido feito previamente, por telefone ou WhatsApp, e retirado no carro, para ser consumido em casa.

O proprietário da Saint Clair Bakery (ex-Saint Germain, com duas lojas no Bigorrilho), Heitor Cortês Netto, diz que, além do delivery, passou a oferecer aos clientes a possibilidade de receber os produtos e efetuar o pagamento dentro do carro. Neste formato, o contato com os atendentes é mínimo. "Estamos tomando todos os cuidados com nossos funcionários, que não estão usando transporte público, por exemplo''.

A entrega dos produtos da Saint Claire é feita diretamente no carro. Foto: Divulgação
A entrega dos produtos da Saint Claire é feita diretamente no carro. Foto: Divulgação

Os pedidos na Saint Claire Bakery podem ser feitos pelo fone (41) 99682-6869. Também é possível pedir via Instagram da Saint Claire, pelo link que está em destaque na bio do perfil @saintclairebakery. As lojas ficam na Alameda Princesa Izabel, 1.347 e na Rua Padre Anchieta, 2.075.

Até estabelecimentos que vendem produtos para serem finalizados em casa, como é o caso da Empório Rosmarino, estão investindo em alternativas para continuar atendendo. "Estamos com atendimento presencial reduzido, delivery e takeway", diz a proprietária Solange Schneider. Quem quiser comprar as massas e molhos oferecidos pela casa, pode mandar um WhatsApp para (41) 98788-1633 ou ligar para (41) 3224-3010. Aí, é só passar de carro, efetuar o pagamento e levar os produtos para casa. Tudo sem sair do carro.

Não são apenas os estabelecimento focados em refeições que estão investindo no takeaway. De olho na Páscoa, algumas marcas especializadas em chocolates estão investindo na modalidade. É o caso da Barion, da Casa da Bruxa e da Cuore di Cacao.

A Barion, que fica em Colombo, lançou a venda de seus ovos de Páscoa e outros produtos pelo telefone (41) 3888-6198 ou (41) 98838-7137 (WhatsApp). Por estes canais, é possível marcar a retirada de dentro do carro na loja de fábrica ou solicitar a entrega em domicílio pelos aplicativos Rappi, Ifood ou James Delivery.

A chocolateria Cuore di Cacao também oferece as vendas pelo sistema takeaway (faz a encomenda e retirada na loja sem sair do carro). Os pedidos devem ser feitos pelo site www.cuoredicacao.com.br ou pelos telefones 3014-4010 ou 98788-1633 (WhatsApp) e quem preferir, pode retirar na loja, que fica na Rua Fernando Simas, 347, no Bigorrilho.

Já a Casa da Bruxa, que nesta edição da Páscoa criou um linha com o tema unicórnio, oferece delivery ou retirada no drive thru (não precisa entrar na loja, faz o pedido e paga sem sair do carro). As encomendas podem ser feitas enquanto durarem os estoques, mesmo depois da Páscoa. Informações: Instagram: @casadabruxa.

Conteúdo editado por:Deise Hortmann de Campos Chimka
2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • L

    LEILANE LAZAROTTO

    ± 1 horas

    Drive in em Curitiba são os locais destinados a realização de relações sexuais dentro de um carro! Drive-thru é o termo correto aqui!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • C

      CEZAR MORENO DE CARVALHO

      ± 5 horas

      quem nao se lembra do verde batel??

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.