Restaurantes

Restaurantes

Vale quanto pesa

Os bufês por quilo surgiram em Curitiba na década de 80. Hoje representam mais de 70% dos restaurantes que abrem para almoço

por Marian Guimarães Publicado em 18/06/2009 às 00h
Compartilhe

Instalados quase sempre no lugar de honra do salão, os bufês a quilo são variados e com preços tentadores. O cliente vai e serve-se à vontade. Raramente os atendentes/garçons fazem sugestões ou interferem em sua escolha. Cobra-se o preço fixo por quilo – daí o nome – e paga-se na saída. Se antes as casas só funcionavam no almoço de segunda a sexta-feira, hoje, a maioria abre inclusive aos domingos. Outra variável é que, antes, elas estavam instaladas no centro da cidade em locais de grande movimento, atraindo assalariados com tempo certo para almoçar e orçamento apertado. Hoje, elas também estão em bairros nobres. E se antes a comida dos restaurantes a quilo era mais popular, hoje o conceito mudou. Em Curitiba há inúmeros restaurantes a quilo com comida especializada, como o Tempero de Minas, Taisho Express, Quintana, Godine’s. Até mesmo o tradicional Ristorante Famiglia Caliceti Bologna tem uma área com serviço a quilo para os apressadinhos.

Segundo Marcelo Woelner Pereira, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-PR), é impossível saber quantas casas do gênero existem em Curitiba. A entidade está fazendo um levantamento para se ter uma estatística, não só dessa área, mas de quantos estabelecimentos locais vendem comida e bebida à população.

Endereços

O Tempero de Minas abriu suas portas em 1995. O proprietário é o técnico de futebol Levi Culpi. Como em time que está ganhando não se mexe, a premissa também é aplicada no restaurante. Desde sua inauguração, o bufê apresenta cerca de 38 pratos quentes, dispostos em panelas de ferro e de barro sobre o fogão a lenha. Feijão tropeiro, vaca atolada, torresmo, entre outros quitutes da culinária mineira. Como cortesia, cafezinho com broinha de fubá. O preço do quilo é de R$ 23,90. Abre de segunda a sábado, das 11h30 às 15 horas. Fica na Rua Marechal Deodoro, 303.

Taisho Express

A comida japonesa é o grande destaque. Traz no bufê 18 pratos quentes, 20 saladas e 25 tipos de sushis. O quilo custa R$ 39. O restaurante tem capacidade para 230 pessoas, abre de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 14h45; sábado, das 11h30 às 15 horas. Fica na Rua Marechal Deodoro, 455.

Godine’s

É conhecido pelo seu cardápio internacional. Peixes, mignon ao molho madeira, salmão ao molho de maracujá, são destaques no bufê que oferece cerca de 20 pratos quentes e 8 frios. Com capacidade para 120 pessoas, abre diariamente das 11 às 15 horas. De segunda a sexta-feira o quilo custa R$ 29,98; sábado e domingo, R$ 35,98. Fica na Alameda Princesa Isabael, 1.727 – Batel.

Armazém Italiano

Logo na entrada do salão está o bufê com uma variedade de pratos quentes, saladas e antepastos. Há também as massas preparadas na hora. O quilo de segunda a quarta-feira custa R$ 39,90; de quinta-feira a domingo, custa R$ 46,90. Abre diariamente, inclusive nos feriados, das 11h30 às 15 horas. Fica na Avenida Sete de Setembro, 4.750A – Batel.

Quintana Café e Restaurante

Seu diferencial está no trabalho com produtos orgânicos. No bufê estão 15 pratos quentes e 10 frios que valorizam ingredientes da culinária brasileira. O quilo de segunda a sexta-feira, custa R$ 31; sábado e domingo, R$ 41. Abre diariamente, das 11h30 às 14h30; sábado e domingo, até às 16 horas. Fica na Avenida Batel, 1.440 – Batel.

Famiglia Caliceti – Bologna

O bufê fica junto à loja de massas. Dele fazem parte, entre outros, o fettuccine verde, ravióli de carne, tortelloni de ricota, mignon à parmegiana e polpettone. O local é pequeno mas muito agradável. O quilo custa R$ 40. Fica na Alameda Carlos de Carvalho, 1.367 – Batel.

Tags: bufê buffet
Compartilhe

8 recomendações para você