Notas Báquicas

Degustação às cegas

Perfumados e frutados: 8 vinhos rosé a partir de R$ 28 para curtir a primavera

Ótimos para bebericar sem comida ou até como aperitivo; confira a nossa seleção

por Guilherme Rodrigues, enófilo e colunista do Bom Gourmet Publicado em 26/10/2018 às 14h
Compartilhe

Nada melhor para saudar a primavera e acompanhar os dias de mais calor do que os vinhos rosé. Não é por acaso que na Europa, quando começa a esquentar, esse tipo de vinho invade as vitrinas, gôndolas e listas de compras. A cor é sempre muito bonita, atraente e diversificada. Vai desde tonalidades fortes e carregadas do rosa, que lembram framboesa, até cores bem claras, tipo reflexos da casca de cebola. No meio, o rosa salmão, com nuances mais leves ou intensas, por vezes com laivos acobreados.

>> “O Brasil faz vinhos e espumantes como não se via antes”, diz Master of Wine britânico

São vinhos elaborados com sucesso em todo mundo, certas nuances conforme a personalidade regional. O produtor é essencial, pois quando mal elaborados, tendem ao insípido ou ao grudento, a aromas artificiais ou nada de cheiro, ao desequilíbrio, a parecer água acidificada com um pouco de álcool, sem saber a vinho. Em contrapartida, bem feitos, são uma alegria. Mais ou menos perfumados, possuem fruta de boa intensidade e delicada, são refrescantes, joviais, vivazes. O melhor: são, em geral, bem acessíveis, que pouco pesam no bolso. E assim devem ser.

Casuais por excelência e universais na gastronomia. Ótimos para bebericar sem comidas, ou em recepções e festas, com aperitivos. E na mesa, com praticamente todo tipo de comida. Acompanham lindamente a cozinha asiática. Serviço ideal na faixa de 8°C a 12°C. Mais ou menos refrescados, porém não gelados. Melhor consumidos ainda jovens, até 3 ou 4 anos. Salvo poucas exceções, depois disso mostram cansaço e vão apagando depressa.

Testamos 32 rosés das mais destacadas marcas disponíveis no mercado, até R$ 120 a garrafa. Para nossa surpresa apenas 8 revelaram as qualidades que devem ser marca registrada desses vinhos. Os demais tendiam ao insípido ou desequilíbrio, indefinição, artificialidade, amargor, sujidade ou a simplesmente não pareciam vinho. Sinal que há muitos produtores aproveitando da fama do rosé, engarrafando vinhos menos bem cuidados. Por isso todo cuidado é recomendável quando escolher.

A prova, às cegas, ocorreu no conceituado restaurante Bobardi, com serviço profissional e cuidado da sommelière Janett Souza. Além deste redator, participaram João Manuel Garcia e, da redação do Bom Gourmet, Andrea Torrente. Após a prova, foi servido encantador menu degustação pelo chef Danilo Takigawa, impecável harmonização com os rosés.

>> Os 16 melhores vinhos brasileiros de 2018

Os 8 melhores vinhos rosé até R$ 120

Foral de Lisboa Rosé 2016

Casa Santos Lima – Vinho Regional de Lisboa – Portugal

Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Possui bela cor salmão com laivos acobreados. Aromas mais reticentes, vai muito bem em boca. Frutos vermelhos e um suave tropical, com boa untuosidade, frescor e equilíbrio são a base. Ar jovial, macio e vivaz. Leve especiado, algo a pêssegos ao fundo, fluído, bom de beber.

Nota: 88
Preço: R$ 68
Onde: www.­vinhoeponto.com.br

***

Aimé Rosé 2017

Ruca Malen – Mendoza – Argentina – La Pastina

Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Um corte bem resolvido de Syrah e Bonarda deram este belo rosé. Cor salmão clara com reflexos de tons casca de cebola e bons aromas. Limpo, bem definido, ares casuais Frutos vermelhos e algo a tropical sem pesar, na medida, bem equilibrado com vivacidade, suavidade, interesse e jovialidade.

Nota: 88
Preço: R$ 64
Onde: Ainda não disponível no mercado

***

Nederburg Rosé 2017

Nederburg – África do Sul – Porto a Porto

Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

De cor rosé aberta e tons acobreados, revela atraentes aromas a ervas finas e frutos vermelhos, morango e cereja. Mais cheio e rico em boca, melhor ainda servido mais frio um pouco.

Nota: 87
Preço: R$ 59,90
Onde: Casa da França – (41) 3224-2944

***

Adobe Reserva Rosé 2018

Bodegas y Viñedos Emiliana – Valle Rapel – Chile

Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

O produtor é adepto da agricultura orgânica e biodinâmica. De cor salmão clara e brilhante, o vinho possui ares provençais, apesar de vir do Chile. Bela nuances florais, minerais, ervas aromáticas, bem entremeadas com a fruta elegante e o apelo jovial e vivaz.

Nota: 88
Preço: R$ 62,90
Onde: Casa da França – (41) 3224-2944

***

Miolo Seleção Rosé – Cabernet Sauvignon/Tempranillo 2018

Miolo – Campanha Gaúcha – Brasil

Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Elaborado de corte da Cabernet Sauvignon com a Tempranillo. Bela cor salmão clara pastel com reflexos a casca de cebola, bons aromas. Bonitas nuances a ervas finas, minerais, pêssego. Suave, um leve toque tropical, redondo e seco, limpo e bem definido.

Nota: 88
Preço: R$ 27,75
Onde: No site loja.miolo.com.br

***

JP Chenet Rosé – Grenache/Cinsault Rosé 2017

JP Chenet – Pays d’Oc – França – La Pastina

Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Corte típico do sul da França, região mediterrânica. Frutos vermelhos a morangos e cerejas maduros, com equilíbrio e sem pesar. Boa acidez, frescor e vivacidade, em harmonia.

Nota: 87
Preço: R$ 85,90
Onde: Casa da França – (41) 3224-2944

***

Millstream Rosé 2017

Millstream – África do Sul

Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

De cor salmão translúcida, revela toques minerais ao fundo e um corpo que lembra frutos vermelhos maduros, suave e rico.

Nota: 86
Preço: R$ 85
Onde: www.vinhoeponto.com.br

***

Los Haroldos Nampe Rosé- Rosado de Malbec 2017

Los Haroldos – Valle de Uco – Mendoza – Argentina

Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Bem trabalhado a Malbec produz ótimos rosés. De cor salmão clara, neste caso um rosé redondo, descomplicado, onde desponta um vivaz frutado vermelho com um toque tropical.

Nota: 86
Preço: R$ 32,90
Onde: Adega Brasil – (41) 3044-2727

LEIA TAMBÉM:

>> Drinks refrescantes: aprenda duas receitas com prosecco e frutas cítricas

 

Compartilhe

8 recomendações para você