i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tendência

Você conhece a carne de jaca? Dá pra fazer até coxinha e fica igual!

Depois de cozida e desfiada, a jaca assemelha-se muito à carne de frango. E aproveita-se tudo da fruta, da casca até as sementes

  • PorDa Redação, colaborou Monique Portela
  • 23/01/2017 06:00
Coxinha de jaca. Foto: André Rodrigues / Gazeta do Povo
Coxinha de jaca. Foto: André Rodrigues / Gazeta do Povo| Foto: Gazeta do Povo

Nativa da Índia, a jaca figura entre as maiores frutas do mundo. É comum encontrá-las pesando entre 3 e 15 kg — e das sementes à casca, não existe parte dessa fruta que não possa ser aproveitada.

Com a casca é possível fazer doces; com a polpa, mousses, cremes e até mesmo aguardente; com o bagaço, geleias; já com os caroços, faz-se bolos, compotas e patês. O maior problema é seu tamanho, que dificulta o manuseio, e o visgo, uma espécie de cola branca que pode incomodar os desavisados. Mas é simples contornar a situação: basta untar bem a faca, as mãos e a tábua com óleo de girassol.

Casca, sementes e poupa podem ser aproveitadas. Só é preciso ter cuidado com o visgo, que gruda com firmeza nas mãos e na faca. Foto: André Rodrigues / Gazeta do Povo
Casca, sementes e poupa podem ser aproveitadas. Só é preciso ter cuidado com o visgo, que gruda com firmeza nas mãos e na faca. Foto: André Rodrigues / Gazeta do Povo

Quanto mais madura, mais doce é a fruta. Mas quando verde, a jaca tem um sabor neutro, o que permite utilizá-la em diversas receitas salgadas. Aos preparos, ela oferece nutrientes, principalmente fibras e substâncias antioxidantes. Oferece também a textura: depois de cozida e desfiada, a jaca assemelha-se muito à carne de frango.

Dependendo do tempero, o sabor também pode ficar praticamente igual. “A jaca verde não tem sabor, então ela sempre vai pegar o gosto do tempero que você der”, comenta Isis Freitag, que desde 2011 usa a chamada carne de jaca como substituto à carne animal em seus preparos na confeitaria Doces & Cores, em Curitiba. A alternativa agrada tanto vegetarianos quanto quem está em busca de uma alimentação sem proteína animal.

A carne de jaca desfiada assemelha-se muito à carne de frango. Foto: André Rodriges
A carne de jaca desfiada assemelha-se muito à carne de frango. Foto: André Rodriges

Em Curitiba, uma jaca custa em média R$ 3 o quilo. Com a popularização da fruta na capital paranaense, já é possível encontrá-la em quitandas e mercados, o que era difícil há alguns anos. Ainda assim, o lugar mais garantido para encontrar a fruta é o mercado municipal e o caminhão da jaca.

Aprenda a fazer:

Vale lembrar que a jaca não tem as mesmas substâncias nutricionais que a carne, em especial no que diz respeito ao seu valor proteico. A substituição se dá por conta da consistência e do sabor. “A jaca é uma fruta. Nutricionalmente não dá para comparar. É como comparar uma melancia com uma carne”, alerta a nutricionista Astrid Pfeiffer.

LEIA MAIS:

>> 5 receitas leves para o verão que você prepara em 20 minutos

>> Oito pratos perfeitos para “ogros veganos”

>> Sorveterias de Curitiba apostam em sabores com fruta

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.