i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
FESTIVAL DE TEATRO

Cinderela abre Festival de Teatro

Balé Teatro Guaíra abre hoje um dos maiores eventos de teatro do país com coreografia contemporânea de espetáculo clássico

  • PorHelena Carnieri
  • 23/03/2015 16:13
Para a diretora do Guaíra, Mônica Rischbieter, a escolha do Balé do Teatro para abrir o Festival de Curitiba foi um reconhecimento. | Brunno Covello
Para a diretora do Guaíra, Mônica Rischbieter, a escolha do Balé do Teatro para abrir o Festival de Curitiba foi um reconhecimento.| Foto: Brunno Covello

A abertura do Festival de Teatro hoje à noite, só para convidados, terá um significado bem maior do que apenas o de uma festa comemorativa. O convite para que o Balé do Teatro Guaíra assumisse a honraria, reencenando sua última coreografia, Cinderela, colocou a casa em polvorosa. “Agora estamos avalizados pela curadoria do evento”, comemora a diretora do Guaíra, Mônica Rischbieter.

O espetáculo também será apresentado na quarta-feira (25), com ingressos ainda disponíveis. Na sequência, e vitaminados pela repercussão da apresentação a um público tão variado quanto o do festival, a ideia é viajar com o balé pelo país. Para abril, já estão agendadas escalas em Florianópolis e Belo Horizonte.

A obra, estreada em agosto do ano passado, foi criada com exclusividade pelo coreógrafo espanhol Gustavo Ramirez Sansano, que já foi diretor artístico da companhia Luna Negra Dance Theater, de Chicago. Sua concepção realoca o conto da gata borralheira para a virada da década de 1950 para a 60 – motivo pelo qual o figurino (desenhado por Gelson Amaral) é composto pelas lindas saias rodadas e rabos de cavalo comuns na época.

Rua São Francisco estreia novo teatro

Nova sala abre em imóvel histórico da antiga ferraria de Curitiba e homenageia o padrinho Rafael Greca de Macedo

Leia a matéria completa

O cenário, de Luis Crespo, inclui uma televisão gigante, um sofá e cortinas enormes, conferindo aspecto bastante moderno à apresentação. O Balé Guaíra, que há muitos anos assumiu a identidade contemporânea, deixando de lado os tutus clássicos, deu uma guinada para o popular com Cinderela – o que, na opinião da diretora Mônica Rischbieter, representa uma maior preocupação com o público.

Cinderela dançada no palco do Guaíra se passa no início da década de 1960, com saias rodadas e trilha sonora cuidadosa que inclui Rossini, Strauss e Prokofiev.Karin van der Broocke/Divulgação

“O coreógrafo conseguiu juntar o contemporâneo com uma coisa gostosa de se assistir. É discutível a noção de que o contemporâneo não precisa ser compreendido. Fizemos algo que é mais teatro que dança, e não lembro de uma passagem mais bacana de nossa história”, contou à Gazeta do Povo.

No enredo, Cinderela continua maltratada pela parentela, mas agora habita uma mansão. O anúncio do baile chega por uma enorme televisão, pelo qual as moças casadoiras podem admirar o bom partido da vez, um milionário (não mais um príncipe). No lugar da carruagem dos ratinhos, uma limusine.

Ainda mais pop

A coreografia passou por algumas modificações desde a estreia, em agosto do ano passado, quando o público teve apenas quatro noites para curtir o espetáculo. Dessa vez, o forte traço contemporâneo da obra ganha um apelo mais pop com a participação da banda Maxixe Machine, com duas canções em cena, ao vivo, saídas de musicais espanhóis como Más Bonita Que Ninguna.

A sonoplastia que embala os passos dos 24 bailarinos é um misto das Cinderelas de Rossini, Strauss e Prokofiev.

Festa

A ideia para que Cinderela abrisse o Festival de Teatro partiu do novo diretor artístico do Guaíra, Cleverson Cavalheiro, antigo chefe da área técnica. Ele assumiu o posto com a saída de Mara Moron, que se aposentou.

Inicialmente, o show acrobático norte-americano Forces, dos EUA, abriria o evento e teria dois dias de apresentação ao público em geral, mas os pesados equipamentos do grupo ficaram retidos nos EUA por causa da neve. Na sequência, e com prazo apertado, o festival procurou um novo espetáculo de abertura.

Fizemos algo que é mais teatro que dança, e não lembro de uma passagem mais bacana de nossa história.

Mônica Rischbieter, diretora do Centro Cultural Teatro Guaíra

MAXIXE MACHINE

A banda veterana da cena curitibana, formada por ex-integrantes do Beijo AA Força e com repertório variado, tocará ao vivo durante o espetáculo, executando pelo menos duas canções espanholas.

Serviço

Cinderela

Guairão (R. Conselheiro Laurindo, s/nº – Centro), (41) 3304-7982. Com o Balé Teatro Guaíra. Dia 25 às 21 horas. R$ 70 e R$ 35 (meia-entrada). Classificação indicativa: livre.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.