“Mundo Cão”, novo filme de Marcos Jorge | Divulgação/
“Mundo Cão”, novo filme de Marcos Jorge| Foto: Divulgação/

O 17º Festival do Rio, que começa em 2 de outubro, divulgou nesta quinta-feira (17) os filmes que estarão na programação.Entre eles estão duas produções paranaenses: “Mundo Cão”, novo filme de Marcos Jorge, diretor de “Estômago”, e o curta “Tarântula”, de Aly Muritiba e Marja Calafange.

Rodado em São Paulo, ”Mundo Cão”, que tem no elenco Lázaro Ramos, Babu Santana e Adriana Esteves, conta a história de um funcionário do Departamento de Zoonoses que trabalha recolhendo cachorros abandonados. Sua vida muda quando ele se envolve com um criminoso.

Já “Tarântula” participa da mostra competitiva “Novos Rumos”, com outros três títulos cariocas. O curta já foi exibido nos festivais de Veneza e Brasília.

O Festival do Rio terá cerca de 250 produções de 60 países, exibidas em 15 mostras diferentes ao longo de 15 dias. Na competição, também está “Boi Neon”, de Gabriel Mascaro, que ganhou o prêmio especial do júri na mostra Horizontes do Festival de Veneza. Também concorre ao prêmio “Mate-me Por Favor”, de Anita Rocha da Silveira, exibido em Veneza.

Integram a seleção filmes de diretores aclamados e os que têm rodado mostras mundo afora, como “Tudo vai ficar bem”, de Wim Wenders, “Mia Madre”, de Nanni Moretti, e “Francofonia”, de Aleksandr Sokurov. Além de “Sicario: Terra de Ninguém”, de Denis Villeneuve, e “The Lobster”, de Yorgos Lanthimos. Veja a programação completa no site do festival.

O “docudrama” de Miguel Faria Jr., “Chico - Artista Brasileiro”, sobre Chico Buarque, abrirá o festival. O longa, segundo o site da produtora Globo Filmes, parte de uma montagem de um show com Chico e convidados, em que o cantor e compositor comenta a criação das músicas no repertório.

Veja os filmes das mostras competitivas do Festival do Rio:

Ficção

“Aspirantes”, de Ives Rosenfeld (RJ)

“A Floresta Que se Move”, de Vinícius Coimbra (RJ)

“Beatriz”, de Alberto Graça, (RJ)

“Boi Neon”, de Gabriel Mascaro (PE)

“Califórnia”, de Marina Person (SP)

“Campo Grande”, de Sandra Kogut (RJ)

“Introdução à Música do Sangue”, de Luiz Carlos Lacerda (RJ)

“Mate-me Por Favor”, de Anita Rocha da Silveira (RJ)

“Mundo Cão”, de Marcos Jorge (SP)

“Nise - Coração da Loucura”, de Roberto Berliner (RJ)

“Órfãos do Eldorado”, de Guilherme Coelho (RJ)

“Quase Memória”, de Ruy Guerra (RJ)

“Tudo que Aprendemos Juntos”, de Sérgio Machado (SP)

Documentário

“Betinho - A Esperança Equilibrista”, de Victor Lopes (RJ)

“Cordilheiras no Mar: A Fúria do Fogo Bárbaro”, de Geneton Moraes Neto (RJ)

“Crônica da Demolição”, de Eduardo Ades (RJ)

“Futuro Junho”, de Maria Augusta Ramos (RJ)

“Marias (Marias)”, de Joana Mariani (SP)

“Mario Wallace Simonsen, Entre a Memória e a História”, de Ricardo Pinto e Silva (SP)

“Olmo e a Gaivota”, de Petra Costa e Lea Glob (SP)

Novos rumos

“A Morte de J.P. Cuenca”, de João Paulo Cuenca (RJ)

“A Seita”, de André Antônio (PE)

“Beira-Mar”, de Filipe Matzembacher & Marcio Reolon (RS)

“Clarisse ou Alguma Coisa sobre Nós Dois”, de Petrus Cariry (CE)

“Jonas”, de Lô Politi (SP)

“Ralé”, de Helena Ignez (SP)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]