Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Após 17 anos no grupo Record, a diretora editorial Luciana Villas-Boas anunciou na última quinta-feira que deixará o cargo no dia 31 de março. Uma das profissionais mais influentes no mercado de livros e publicações literárias, Luciana declarou em uma mensagem endereçada a amigos e contatos profissionais que sai da editora por motivos pessoais, que a levarão a passar boa parte do tempo no exterior. A executiva afirma também que está montando uma agência literária, a Villas-Boas & Moss Agência e Consultoria, que, segundo ela, terá sedes no Brasil e em outros países e representará internacionalmente diversos autores brasileiros. De acordo com reportagem publicada no jornal Folha de S. Paulo, a diretora havia sido afastada temporariamente do grupo após uma crise gerada pela perda dos direitos de publicação do poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade para a Companhia das Letras. "Ela se sentiu culpada no momento em que perdemos o Drummond, como se pudesse ter feito alguma coisa para evitar. Ela ficou muito aborrecida, e nós também, mas não houve nada concreto", declarou à Folha a vice-presidente do grupo Record, Sônia Machado Jardim.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]