Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 |
| Foto:

Cine Holliúdy na Cinemateca

Estreia nesta sexta-feira na Cinemateca de Curitiba, com sessões diárias, às 20h30, a comédia Cine Holliúdy, fenômeno de bilheteria no Ceará, onde quebrou todos os recordes de público, levando mais espectadores às salas de exibição do que Titanic e Avatar. Realizado com o modesto orçamento de R$ 1 milhão pelo cineasta Halder Gomes, o longa-metragem está próximo de alcançar a marca de 500 mil espectadores. A produção conta a saga de Francisgleydsson, um homem simples, vivido pelo ator Edmilson Filho, que sonha em montar um cinema em uma cidadezinha do interior cearense durante os anos 1970, quando o público deixava de prestigiar os filmes na tela grande para aderir em massa ao potencial hipnotizador da televisão. O protagonista e sua família lutam para manter viva a sétima arte com suas películas e seu projetor já capenga, em busca de cidades que ainda não foram invadidas pelo temido televisor.

Balé na telona

A versão para o balé de A Bela Adormecida, encenada pelo corpo de Balé do Teatro Bolshoi, será exibida neste sábado e domingo nos cinemas da rede UCI. No conto, a princesa Aurora é amaldiçoada no nascimento pela fada má Carabosse e adormece em um sono profundo no dia de seu 16º aniversário. Somente o beijo de um príncipe será capaz de acordá-la e acabar com a maldição. Baseado no clássico conto de fadas de Charles Perrault, A Bela Adormecida tem sido um enorme sucesso desde a sua estreia, em 1890. Com direção de Marius Petipa, é uma das obras coreográficas mais populares e bem-sucedidas do repertório do Bolshoi.

Jayme Bernardo no MON

Mais de 20 peças de mobiliário produzidas pelo arquiteto Jayme Bernardo e sua equipe estão na Jayme Bernardo, Designer, com curadoria de Consuelo Cornelsen. A mostra, aberta ontem à noite no Museu Oscar Niemeyer (MON), é a última a entrar em cartaz na instituição em 2013. Entre os objetos expostos, estão a mesa Medusa, de 2012, e as linhas Taj e Arcos, deste ano, premiadas na versão brasileira do IDEA Awards. Os ingressos para o MON custam R$ 6 e R$ 3 (meia-entrada). A exposição fica em cartaz até o dia 8 de março de 2014.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]