i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
espaço cultural

Fechado desde 2009, Cine Luz será sede da Bienal de Curitiba

Antigo cinema de rua será centro administrativo do evento; ideia é promover consultas públicas sobre arte contemporânea

  • PorCristiano Castilho
  • 17/08/2015 17:40
Sede do antigo Cine Luz, no Centro de Curitiba. | Antonio Costa/Gazet ado Povo
Sede do antigo Cine Luz, no Centro de Curitiba.| Foto:

Fechado desde 2009, o antigo Cine Luz, na Rua XV de Novembro, na altura da Praça Santos Andrade, voltará a fazer parte do circuito cultural da cidade. O prefeito Gustavo Fruet (PDT) assinou na tarde desta segunda-feira (17) uma outorga que concede a administração do local à Bienal Internacional de Curitiba. A proposta foi do vereador Helio Wirbiski (PPS).

A principal ideia é fazer com que o espaço funcione como centro administrativo da Bienal a partir de 2016, além de proporcionar consultas públicas gratuitas. “Possuímos o maior acervo bibliográfico sobre arte contemporânea e cinema do sul do país, mas que fica restrito. Agora vamos poder disponibilizar isso”, explica Luiz Ernesto Meyer Pereira, diretor geral da Bienal de Curitiba – que opera hoje num escritório de três ambientes na Rua Carlos de Carvalho. A próxima edição do evento é neste ano, começa no dia 3 de outubro e vai até 6 de dezembro.

Uma sala de cinema deve exibir filmes

Para cineasta, transformar o Cine Luz num escritório da Bienal de Curitiba é “um ato de benevolência com algum tipo de interesse obscuro”

Leia a matéria completa

Será necessária uma reforma para adaptar o subsolo do antigo Cine Luz às funções previstas na concessão. A verba para as readequações virá da própria Bienal – não há um valor estimado. “Houve uma mudança na legislação para uso de espaços com essas características. Precisamos atender as exigências de segurança”, diz Pereira.

O projeto estava tramitando há pelo menos dois anos, envolveu também o IPPUC -- Instituto de Pesquisa Planejamento Urbano de Curitiba – e foi “inspirado” na prefeitura de São Paulo, que cedeu o Pavilhão Ciccillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera, à Bienal de Artes.

O Cine Luz foi projetado em um subsolo e, em 2009, já não atendia as regras de acessibilidade e segurança. Foi interditado em novembro daquele ano pelo Corpo de Bombeiros e Ministério Público, que concluíram que o espaço não era adequado para atividades públicas. Na época, a gestão da Fundação Cultural, comandada por Paulino Viapiana (hoje secretário estadual da Comunicação), concluiu que não valeria a pena realizar todas as adequações exigidas devido aos custos. Houve uma tentativa de leilão em 2012, sem interessados.

No mesmo ano em que o cinema fechou, o prédio do antigo quartel do Exército, na Rua Riachuelo, passou para a Fundação Cultural (que deixou de administrar o Luz). A iniciativa fortaleceu a intenção de reativar cinemas de rua extintos na região. A licitação já foi aberta e está em análise.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.