i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
cinema

Filme expõe dilemas da classe média

  • PorAnnalice Del Vecchio
  • 11/03/2010 21:17
Maria Padilha, Isabela Meireles e Chico Diaz integram elenco de Praça Saens Peña | Divulgação
Maria Padilha, Isabela Meireles e Chico Diaz integram elenco de Praça Saens Peña| Foto: Divulgação

ONDE VER

Clique aqui e confira as salas de exibição do filme

Não fosse a violência que assombra o Rio de Janeiro, Praça Saens Peña (2009)(assista ao trailer e veja as fotos), de Vinicius Reis, quase poderia ser um filme argentino. Na contramão da maioria das produções nacionais, o longa é focado na vida sem grandes acontecimentos de uma típica família de classe média que vive na Tijuca, zona norte carioca, e que sonha em ter apartamento próprio. Para isso, a esposa Teresa (Maria Padilha) está disposta a economizar, a ponto de fazer o marido Paulo (Chico Diaz) e a filha (a novata e talentosa Isabela Meireles) dividirem-se em turnos para usar o mesmo computador.

Paulo, professor de literatura, está escrevendo uma espécie de guia sobre o bairro da Tijuca que parece ser um chance para a família evoluir financeiramente. À medida que o personagem se envolve com as histórias que descobre, como a do personagem vivido por Guti Fraga, um pai que vê o filho ser assassinado por traficantes em sua própria casa, na favela da Tijuca, o filme vai ganhando um viés documental que permite ao diretor revelar episódios do bairro onde nasceu e foi criado. Seu trabalho intenso também instaura a crise na pequena família quando Teresa, desconfiada das ausências do marido, passa a rever seus sonhos e desejos.

Ao roteiro, foram adicionadas inúmeras improvisações. A me­­lhor delas é a cena em que Paulo/Chico Diaz entrevista um célebre tijucano, o compositor Aldir Blanc em um plano-sequência de 40 minutos arduamente reduzido a apena cinco – espera-se que, quando for lançado em DVD, os extras tragam a íntegra da conversa. GGG1/2

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.